Segredos para criar o seu banco de leite

· 21 de julho de 2017

Nós mamães, sem dúvidas, reconhecemos que amamentar nossos filhos é um ato de amor que traz inúmeros benefícios. Assim, queremos que você aprenda a fazer um banco de leite na sua própria casa.

Um banco doméstico de leite materno, é assim que os especialista e os incentivadores da amamentação exclusiva e contínua denominam o ato de extrair, envasar e armazenar por curto ou médio prazo o leite que vai servir para amamentar o bebê.

O interesse de conhecer como é o processo para armazenar o leite na geladeira foi muito importante em diversos países durante a última década, devido à necessidade das mães que precisam incorporar a amamentação às suas atividades profissionais nos meses após o parto.

A primeira preocupação de uma mãe é proporcionar ao seu filho a melhor alimentação. Quando falamos sobre isso, entendemos que não há nada mais adequado que amamentar nossos pequenos. Mas quando o tempo não é suficiente ou nossas atividades fora de casa pesam contra esse desejo, devemos planejar como cumprir nosso objetivo de continuar oferecendo leite natural ao nosso bebezinho.

Tempo de conservação do leite materno

banco de leite

O leite materno é rico em uma grande variedade de vitaminas, gorduras e agentes imunológicos que permitem o correto desenvolvimento do pequeno. Assim, para garantir essas propriedades, devemos saber que o líquido conservado em temperatura ambiente vai estar em excelentes condições até sete horas após ser retirado.

O leite materno congelado corretamente pode ser usado em até 12 meses.

Se quiser armazenar o leite de um dia para outro você pode guardar na geladeira, onde vai ficar perfeitamente conservado  por até uma semana. Mas se você acha que não vai usá-lo por muito tempo, então recomendamos congelar a fim de que você possa usar dentro de sete meses a um ano.

Em relação ao controle da validade do leite você não precisa se preocupar muito. Basta colocar etiquetas com a data da extração nos sacos ou recipientes em que você armazena o leite. Com esse dado você vai saber com segurança qual o leite oferecer ao seu filhinho.

Como armazenar corretamente?

Em farmácias você pode encontrar pequenos sacos nos quais podem ser conservados de 100 a 200 ml de leite humano. Mas se você quiser conservar quantidades maiores pode fazer isso esterilizando pequenos frascos plásticos ou de vidro, que devem ser fechados hermeticamente.

As melhores dicas para a coleta

A produção de leite atinge 100% da sua capacidade ativa exatamente quando o bebê está mamando. Isso foi cientificamente demonstrado; por isso se sugere coletar o leite ao longo da tarefa de amamentar. Como você pode fazer isso?

É mais fácil do que pensamos. Devemos apenas conectar a bomba usada para retirar o leite – não importa se elétrica ou manual – a um dos nossos seios, enquanto o bebê estiver se alimentando no outro.

As mães que colocaram essa técnica em prática afirmam que é possível retirar uma quantidade maior de leite em menos tempo do que quando a coleta é feita no momento em que o bebê está dormindo.

Conservar o colostro vai ajudar a superar as primeiras febres e os primeiros resfriados do bebê

A quantidade de leite que você vai precisar dispor dependerá da agenda diária de cada mamãe, e das necessidades do bebê. Por exemplo, aquelas mães que precisam se ausentar de casa durante longas jornadas vão precisar separar quantidades relativas de leite para uma amamentação à cada três horas.

Quando começar o banco de leite materno?

banco de leite

Assim que você começar a perceber que possui leite para armazenar pode começar seu banco de leite. Você vai se sentir mais aliviada quando deixar seu filho aos cuidados de outra pessoa. Pense que o melhor respaldo quando você não estiver em casa vai ser exatamente o seu Lactário Materno, com o qual você vai conseguir continuar a oferecer ao seu pequeno o melhor de si.

Um excelente motivo para começar desde o primeiro momento a criação do banco de leite, é que nos primeiros dias após o nascimento do bebê, as glândulas mamárias produzem uma substância chamada colostro.

Os especialistas em amamentação chegaram a afirmar que o colostro é ouro líquido, ao fazer referência direta à cor amarela que possui, e às maravilhosas propriedades que apresenta, como as enzimas e os lactobacillus acidophilus que reforçam o desenvolvimento do trato intestinal e facilitam a digestão.

Por possuir grandes quantidades de imunoglobulinas o colostro pode apresentar uma ação mais eficaz que a de um antibiótico contra processos infecciosos, ou ser a melhor vacina durante os típicos resfriados que o bebê apresenta no primeiro ano de vida.

Planeje a criação do banco doméstico de leite antes do nascimento do seu bebê. O propósito é fazer com que essa prática seja uma aliada e não uma corrida contra o relógio. Não se esqueça de aproveitar a oportunidade de oferecer o melhor alimento do mundo ao seu filho.