Sentir o bebê mexer na gravidez: dúvidas e dicas

Nas primeiras semanas da gravidez, a futura mamãe vai sentir apenas movimentos leves. Mas, pouco a pouco, os sinais da presença do bebê vão aumentar com alguns chutes e pontapés. A seguir, vamos contar para você tudo sobre sentir o bebê mexer na gravidez.

Se você está grávida, sentir o bebê mexer pela primeira vez é uma das experiências mais bonitas pelas quais uma mulher pode passar. Também é um indicador da saúde do bebê. Por isso, muitas mães se perguntam qual é a regularidade mais adequada dos movimentos do bebê.

A frequência de movimentos ao longo de um dia é um dado que tem certa importância para os ginecologistas. Mas calma! Você não precisa ficar preocupada, contando quantas vezes seu bebê se mexe por dia. Essa é uma informação aproximada que pode oferecer alguns dados sobre o estado de saúde do bebê.

Sentir o bebê mexer: o movimento evolui ao longo da gravidez

No início da gravidez, a futura mamãe ainda não sente nada. Durante as primeiras semanas é normal sentir apenas alguns movimentos e leves toques ocasionais.

Esses sinais aumentam a partir da metade da gestação. Durante o último trimestre do processo, esse tipo de movimento vai acontecer várias vezes ao longo do dia. No entanto, tudo vai depender do momento do dia e do comportamento do bebê.

Haverá períodos em que o bebê vai estar mais ativo e outros em que vai estar dormindo ou descansando. Por isso, é bastante normal não sentir chutes ou outras reações em alguns momentos do dia.

sentir o bebê mexer

Manter uma contagem diária dos movimentos

Hoje em dia, recomenda-se que as mães mantenham uma contagem das vezes em que o bebê se mexe dentro da barriga. Dessa maneira, é possível saber que está tudo bem e aprender a reconhecer os padrões desses movimentos.

Não se trata de anotar numa agenda cada movimento que você sente ao longo do dia. O ideal fazer uma estimativa do período de tempo que o bebê fica sem se mexer.

Cada bebê tem suas próprias peculiaridades. Isso é óbvio. A hora do dia também influencia. Geralmente, os bebês ficam mais ativos entre as nove horas da noite e uma hora da manhã.

Por que é importante fazer essa estimativa de tempo junto com o médico?

No começo, o importante para o médico é saber a regularidade dos movimentos. Principalmente nas últimas semanas da gravidez, é uma informação muito importante. A falta de atividade prolongada por parte do bebê por um dia deve ser sinônimo de preocupação.

Quando os bebês já estão grandes e a gestação quase no fim, podem acabar sufocando com o cordão umbilical. Às vezes, os fetos param de se movimentar para garantir a própria sobrevivência. Nesses casos, os médicos costumam recomendar uma cesárea de emergência.

O ideal é que as futuras mamães aprendam a identificar como é a rotina diária do pequeno dentro da barriga levando em consideração seus movimentos. Pois uma mudança significativa na dinâmica pode significar que o bebê está com algum problema.

sentir o bebê mexer

Algumas dicas para prestar atenção nos movimentos dos bebês

Prestar atenção nos movimentos do bebê dentro da barriga deve ser realizado de maneira correta. A ideia é conseguir captar de forma objetiva seus movimentos de forma consciente.

O ideal é que a mãe deite na cama, apoiando-se sobre o lado esquerdo do corpo. O melhor momento para fazer isso é, preferivelmente, logo após alguma das refeições diárias.

A ideia é descobrir quanto tempo o bebê demora para fazer pelo menos 10 movimentos. Se você fizer esse exercício todos os dias, poderá saber qual a frequência regular dos movimentos do bebê. Dessa forma, será possível saber quando estiver acontecendo algo fora do comum dentro da sua barriga.

Então, quantas vezes vou sentir o bebê mexer dentro da minha barriga?

Os bebês podem fazer mais de 40 movimentos diferentes que são significativos para a mãe. Esses tipos de movimento ocorrem quando os futuros recém-nascidos esticam suas extremidades, nadam e fazem outras ações. Batidas, empurrões e chutes fazem parte desse tipo de ações.

Muitas delas são respostas do bebê a ruídos externos e movimentos da mãe. Nesse sentido, o consumo de alguns alimentos por parte da mãe também pode provocar mais atividade nos bebês. Isso é o que acontece, por exemplo, com o açúcar.

Sentir o bebê mexer várias vezes por dia quando você está grávida pode servir para salvar o bebê em caso de alguma complicação. A consciência desse fato é extremamente necessária a partir da 28ª semana. Em caso de dúvidas, o ideal é sempre procurar o ginecologista. E lembre-se: não fique obcecada em saber todos os movimentos e horários em que ocorreram. A ideia é conhecer o seu bebê a partir da frequência da atividade que ele mantém dentro do útero.

Recomendados para você