Ser o filho mais velho define a personalidade?

20 de agosto de 2018
A ordem em que os filhos nascem influencia muito na personalidade de cada um. Portanto, ser o filho mais velho também define a personalidade da criança.

Entende-se que a personalidade é definida por muitos fatores, incluindo a ordem do nascimento. Outros elementos que influenciam são o DNA, o estilo de vida, as relações interpessoais e as emoções.

Cada um desenvolve um temperamento muito particular em relação aos irmãos e aos pais. De acordo com as afirmações dos pesquisadores, a ordem de nascimento das pessoas também é definida pela genética e pelo gênero.

Por outro lado, vale destacar também a posição que os pais assumem em relação aos seus filhos de acordo com a ordem do nascimento de cada um. Dessa forma, o filho mais velho, de acordo com o gênero e outros fatores genéticos, será tratado de uma maneira particular pelos pais.

filho mais velho

Como a personalidade do filho mais velho se desenvolve?

Apesar de nem todos os primogênitos serem iguais, existem aspectos que são compartilhados pela maioria deles. Em geral, nesses casos poderíamos pensar que há mais chances de a gravidez ter sido indesejada no primeiro momento. No entanto, podemos afirmar que há um número igual de probabilidades de que a primeira gravidez tenha sido desejada.

Por conseguinte, dependendo do contexto em que o primeiro filho nasce, é muito provável que ele seja esperado e querido por todos. Quando se trata de um casal que deseja formar uma família, o primogênito será quem vai determinar o padrão. Em seguida, ocorre uma série de acontecimentos ao redor desse nascimento, que seguramente não vão ocorrer nos seguintes.

De acordo com o ponto de vista científico, os filhos mais velhos costumam ser mais inteligentes em comparação aos seus irmãos. Em algumas pesquisas, explica-se que os primogênitos passam mais tempo com seus pais, o que acaba promovendo maior dedicação e atenção no desenvolvimento da criança.

Os pais são mais exigentes com o filho mais velho. Eles querem que ele seja muito forte e bem-sucedido, ou seja, os pais criam mais expectativas. Por outro lado, com os outros filhos, elas já estão mais realistas.

Em grande medida, o filho mais velho costuma se destacar bastante naquilo que escolhe fazer. Com muito esforço, ele consegue tudo aquilo a que se propõe para, assim, obter sucesso, pelo qual é reconhecido. Os filhos mais velhos são muito responsáveis, confiáveis, tendem a ser muito cuidadosos e sabem como se comportar. Praticamente são um pequeno reflexo do que os pais são.

Mesmo que essas características não sejam reais em todos os casos, vale destacar que o filho mais velho tem a responsabilidade de não decepcionar seus pais. Algumas características que o descrevem são a organização, a perfeição e a responsabilidade. Por essa razão, o rendimento escolar geralmente é mais alto.

filho mais velho

Qual é a diferença de personalidade entre o filho mais velho e os outros?

Muitos primogênitos têm em comum algumas características, como, por exemplo, a capacidade de liderança. Especialistas acreditam, inclusive, que essas crianças podem ser mais parecidas com outros filhos mais velhos do que com seus próprios irmãos.

Em relação aos outros filhos, os mais velhos costumam ser mais mal-humorados e até podem parecer insensíveis. Podem chegar a ser intimidadores e mandões. Isso acontece especialmente porque se apoderaram da maior parte do território. Quando os irmãos chegam, eles devem se adequar à situação com a qual têm que lidar. Portanto, os filhos do meio ou os mais novos tendem a ser um pouco mais pacíficos.

Dessa forma, a ordem do nascimento de alguma maneira condiciona a personalidade do filho mais velho, assim como dos demais. Salvo alguma situação particular na criação ou no contexto social de cada criança, a maioria se desenvolve de maneira parecida. Como podemos concluir, o tratamento que os pais dão aos filhos vai influenciar muito no temperamento e na personalidade deles.

É provável que os pais cometam mais erros durante a criação do primogênito que dos outros filhos. No entanto, essas crianças se caracterizam pelo bom comportamento, talvez porque tendemos a agir ao pé da letra com elas.

Sobre o filho do meio quase ninguém pode falar mal e é possível que se acabe pensando que ele é um pouco incompreendido. No entanto, especialistas acreditam que o filho do meio tem mais chances de ser equilibrado, independente e sociável. Talvez a diferença desse irmão, em relação ao mais velho, é a necessidade de se dar bem com os outros irmãos.

O filho mais novo, por sua vez, muitas vezes acusado de ser mimado, tem seus próprios desafios para enfrentar. Ele pode chegar a ganhar a atenção da família, mas não parece sentir necessidade de se relacionar com todos. É possível que algumas características sejam compatíveis com as do filho mais velho porque ambos são especiais por alguma razão.