7 coisas que você não sabia que diferenciam sua segunda gravidez da primeira

Você achou que na segunda gravidez não poderia guardar surpresas? Bem, você estava errada. Sempre há coisas novas para descobrir e aproveitar.
7 coisas que você não sabia que diferenciam sua segunda gravidez da primeira

Última atualização: 30 Novembro, 2021

A gravidez é um momento-chave na vida da mulher e marca o início de uma nova aventura. Poucas coisas se comparam a essa experiência e é difícil superar as emoções que são despertadas nela. Mas isso não significa que coisas novas não possam mais ser descobertas, porque a segunda gravidez também traz sua magia.

A seguir, compartilharemos com você aquelas questões que diferenciam a gestação entre o primeiro e o segundo filho. Não perca!

1. Você sabe que está grávida antes

Por já ter percorrido esse caminho, é provável que você consiga detectar rapidamente os sinais da gravidez. Agora que você conhece a sensação de enjoo matinal ou cansaço extremo, não hesitará em fazer um teste para verificar o menor atraso em sua menstruação.

Além disso, mesmo que você ainda não tenha percebido, é provável que seu primeiro filho perceba que há algo dentro de você. Nesse sentido, ele pode revelar sua suspeita por meio de algumas mudanças de comportamento.

Teste de gravidez positivo.

2. Você percebe sua barriga crescendo antes

Todo o seu corpo passou por mudanças gestacionais com a primeira gravidez e preparou cada estrutura para acomodar uma nova vida. Por isso, não é mais necessário fazer tanto esforço para garantir um espaço físico para o bebê.

Os músculos, os ossos e as cartilagens do abdômen e da pélvis estão mais soltos do que antes de você ser mãe, e isso se traduz em um alongamento precoce. Portanto, você provavelmente notará sua barriga protuberante algumas semanas antes se comparado com sua gravidez anterior.

Em muitos casos, essa antecipação favorece o desenvolvimento de um bebê maior do que o irmão e, por sua vez, o agravamento da dor lombar (nas costas) que você já pode ter sentido.

3. Você sente seu bebê mais cedo

Muitas mães notam os primeiros movimentos fetais do seu segundo filho um pouco antes do que notou com o primeiro. Isso pode estar relacionado ao reconhecimento dessas sensações ou devido à frouxidão dos tecidos abdominais, como mencionamos anteriormente.

4. Você fica mais cansada

O simples fato de ser mãe já deixa você mais cansada do que antes de viver essa experiência. Mas esse estado é agravado pelos efeitos dos hormônios gestacionais e pela falta de sono.

Nessa gravidez, você não terá mais o tempo necessário para descansar à noite e durante o dia, como certamente teve na primeira gravidez. Felizmente, a experiência lhe diz que todas as etapas foram superadas e que um dia você voltará a dormir como deseja.

5. Você tem medos diferentes

Embora a experiência seja uma grande aliada da vida, muitas vezes pode nos pregar uma peça.

A segunda gravidez pode transferir preocupações sobre as questões não resolvidas da primeira experiência ou até mesmo despertar novos medos e culpa. Não devemos esquecer que temos outra pessoa para cuidar, além desse novo e pequenino ser que vive dentro de nós.

No entanto, é importante que você converse sobre isso com um terapeuta ou com seus entes queridos, para encontrar o alívio de que necessita. Passar por essa nova etapa com alegria e tranquilidade é algo que todas as mamães merecem.

6. Você sabe reconhecer as contrações

Qual mulher grávida nunca se perguntou se já estava em trabalho de parto ou não? Aposto que a maioria já. Felizmente, “a prática leva à perfeição”, e na próxima oportunidade esse ditado será comprovado.

Em geral, as mães não só conseguem identificar melhor as contrações do parto com o segundo filho, mas também reduzem significativamente a duração desse processo. Isso ocorre porque o colo do útero não precisa se dilatar desde o início, pois todas as estruturas estão mais macias do que antes.

Em contraste, a dor pós-parto costuma ser mais frequente e intensa do que no caso das mães de primeira viagem.

7. Você tem menos tempo para si mesma

Ser mãe é uma bela experiência, mas implica certos sacrifícios dos quais quase nenhuma mulher escapa. Entre eles, dedicar parte do nosso tempo à satisfação das necessidades e dos desejos dos nossos pequenos.

Para além da organização de cada família e da realidade de cada casa, uma vez que a criança nasce, a dinâmica dos pais muda. E, em geral, todos nós temos menos tempo livre para fazer as coisas que costumávamos fazer quando éramos apenas um casal.

Quanto aos momentos dedicados à segunda gravidez, acontece algo semelhante. Não temos mais a mesma disponibilidade para tirar um cochilo, tomar um banho relaxante, almoçar com as amigas ou ficar sem fazer nada por tempo indefinido. O primeiro filho exige nossa atenção 24 horas por dia.

No entanto, é importante reservar um momento de cada dia para passar algum tempo a sós com o novo bebê. Isso nos permite estabelecer aquele vínculo único, que ainda não descobrimos ou experimentamos.

Mulher grávida sentindo cheiro de uma cerejeira.

Nem tudo se repete em uma segunda gravidez

Cada criança é diferente e cada gravidez é única. Isso mantém acesa a chama da maternidade e sempre há espaço para mais um pequeno.

Embora a experiência possa ser muito útil, às vezes é bom deixar seus instintos comandarem e aproveitar cada etapa e suas novas expectativas.

Procure aproveitar o que você conhece e deixe-se guiar por esse novo pequenino que mora em você. Afinal, ele também deixará uma marca única em seu coração.

Pode interessar a você...
Como abordar as brigas entre irmãos
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Como abordar as brigas entre irmãos

As brigas entre irmãos são mais comuns do que se imagina. No entanto, isso não é razão para permitir que tomem força, já que podem interferir na ha...