Sétima semana de gravidez

O que acontece com o bebê e a mãe quando na sétima semana da gravidez? Eles já passaram seis semanas juntos, vivendo dia a dia esse processo de gestação e de integração. E agora?

Semana a semana, o bebê vai experimentando transformações que fazem parte do seu desenvolvimento. O corpo da mãe também vai mudando, assim como os sintomas que ela sente. Pouco a pouco, ambos vão se acostumando um com o outro e a cada dia que passa o vínculo entre os dois se torna mais intenso.

A mãe na sétima semana de gravidez

Ainda que cada mulher viva sua gravidez de forma diferente, há algumas características que são comuns à maioria das grávidas.

Mesmo que o corpo da mulher ainda não tenha se acostumado totalmente com seu novo estado, ele já começa a mudar para se adequar ao desenvolvimento do bebê. Além disso, no começo deste segundo mês as náuseas permanecem caso já existam ou começam a aparecer pela primeira vez. Os enjoos também continuam assim como a repulsa por determinados alimentos ou odores.

É comum que na sétima semana da gravidez se note o abdômen e os seios maiores, a cintura se alarga e a vontade de urinar se torna mais frequente. O humor varia muito, de acordo com a situação de cada mulher. Geralmente é nesses dias que a gravidez se confirma, o que provoca reações de acordo com a real expectativa e o desejo de ter um filho.

O bebê na sétima semana de gravidez

  • É um período crítico para o desenvolvimento do fetopois os órgãos do corpo estão se formando. De fato, é por volta desta semana que o embrião se transforma em feto.
  • A idade real do bebê na sétima semana de gravidez, contada desde a última menstruação, é de cinco semanas a partir do momento da fecundação. O bebê é implantado no útero e a cobertura mucosa cresce para que o colo permaneça fechado e isolado do exterior.
  • O feto mede aproximadamente um centímetro de largura e pesa menos de um grama. A ecografia mostra o princípio dos bracinhos, das mãozinhas e das extremidades inferiores.
  • O coração bate em um ritmo regular e os pulmões também continuam seu desenvolvimento. Além disso, se observa que o cérebro está crescendo nos dois hemisférios.
  • Pode-se ver com clareza algumas características dos rosto, onde o nariz começa a aparecer. Surgem as estruturas dos olhos e dos ouvidos e até se pode perceber uma leve pigmentação na íris.
  • Passadas as primeiras semanas, gera-se um tecido que logo se torna os ossos. Forma-se também o trato digestivo com um oco que corresponderá à boca.

Sugestões para a sétima semana de gravidez

As náuseas e os vômitos, normalmente muito incômodos, podem ser superados melhor se a mulher ingerir pequenas quantidades de comida pelo menos cinco vezes ao dia. É importante beber bastante água, evitando, na medida do possível, as bebidas gaseificadas. Deve-se prestar especial atenção ao cozimento dos alimentos. A grávida deverá consumir alimentos bem cozidos, evitar queijos não pasteurizados, bebidas com álcool e excesso de cafeína.

É fundamental não deixar essa etapa da gravidez passar sem o controle de um obstetra. O ganho de peso, a pressão arterial e o equilíbrio nos resultados de todos os exames são aspectos que não podem ser descuidados.

Além disso, com certeza a mulher vai se sentir sempre cansada e com sono. Dedicar tempo para ficar mais tranquila, descansar e dormir vai beneficiar seu próprio organismo e o desenvolvimento do bebê.

Por volta da sétima semana de gravidez o embrião se transforma em feto

Também é recomendável evitar meios de transporte agitados, onde o corpo “balance” ou se exponha muito. Geralmente os médicos aconselham não andar em motos nem bicicletas. Nesta semana de gravidez, o embrião está se firmando no útero, por isso ainda há algum risco de aborto.

É importante que a mulher não descuide de sua pele. O estiramento que o crescimento da barriga provoca estrias depois que a criança nasce. Nesta sétima semana a grávida deve cuidar da pele com cremes apropriados para que não perca sua elasticidade natural.

Por isso respeite, a mulher que entra na sétima semana de gravidez sem problemas pode levar uma vida normal adiante. Se suspeitar que as condições de trabalho podem prejudicar você ou o bebê, consulte imediatamente o seu médico.

Recomendados para você