Sintomas da menopausa: conheça alguns dos principais

23 de junho de 2019
Você está ciente dos sinais que podem indicar a chegada da menopausa? Essa fase, pela qual toda mulher vai passar, anuncia sua chegada com certos sintomas específicos para que, assim, o corpo e a mente se preparem adequadamente.

Entre 40 e 50 anos de idade, as mulheres enfrentam um novo período de transformação de seu corpo. Trata-se da menopausa, caracterizada pela parada da ovulação e pelo desaparecimento da menstruação. No entanto, os sintomas da menopausa não são apenas estes. A seguir, detalharemos alguns outros.

Como outras mudanças naturais do corpo, os sintomas da menopausa não se manifestam em todas as mulheres da mesma maneira. Dessa forma, podem variar em intensidade, duração e até em seu momento de aparição.

Embora o desaparecimento da menstruação seja o sinal inconfundível do início desse estágio na vida das mulheres, há outros que também são indicadores. Na verdade, a perimenopausa, isto é, a preparação do corpo para enfrentar essas mutações, ocorre a partir de certa idade.

Quais são os sintomas da menopausa?

Vamos fornecer uma breve descrição de cada um dos sintomas que geralmente acompanham essa fase. Novamente, é necessário enfatizar que 15% das mulheres, aproximadamente, não sentem nenhum desconforto antes da chegada da menopausa.

Irregularidade no período menstrual

O período menstrual se torna mais longo, mais curto, mais intenso ou atrasa. Esse é um sinal claro de que o sistema reprodutivo da mulher está se “desligando”.

Geralmente, ocorre por vários anos até seu completo desaparecimento. Considera-se que as mulheres entraram completamente no estágio da menopausa quando um ano se passa sem a ocorrência desse ciclo.

Ondas de calor

Ocorre uma sensação de calor muito perceptível no corpo, que também se estende para o rosto. Isso causa muito desconforto nas mulheres durante os minutos que costumam durar, já que geralmente a pele fica vermelha.

Além disso, pode se repetir durante o mesmo dia. À noite, a mulher pode acordar devido a um suor sem motivo e pode ter problemas para dormir.

Infecção vaginal

É muito provável que a mulher sinta vontade de urinar mais vezes. Além dessa incontinência urinária, também podem surgir certas infecções vaginais, que devem ser tratadas e medicadas por um especialista.

mulher na menopausa

Alterações de humor

Como a gravidez, a menopausa e seus anos anteriores marcam uma fase de importantes alterações hormonais no corpo das mulheres.

Portanto, mudanças bruscas de humor, mesmo sem estar na companhia de outras pessoas, podem significar um resultado natural. Da mesma forma, outras sensações, muitas vezes inexplicáveis, podem ocorrer.

De repente, uma mulher que está prestes a entrar na menopausa pode se sentir irritada, triste, nervosa ou ansiosa sem razão aparente.

Dores de cabeça

Como observamos antes, nem todos os corpos se adaptam da mesma maneira a essas mudanças. Portanto, podem ocorrer irregularidades vasomotoras que geram sintomas como tonturas e dores de cabeça de diferentes intensidades.

Alterações do impulso sexual

Produto da ‘revolução hormonal’ pela qual está passando, a mulher pode ter seu apetite sexual afetado. De qualquer forma, isso não significa que ela nunca mais terá relações sexuais.

O ideal aqui é dialogar com o parceiro para que haja compreensão mútua. Embora o desejo permaneça ativo, o ressecamento vaginal ou a falta de sensibilidade podem tirar o prazer da experiência. Então, é aconselhável levar as coisas devagar e saber que em breve tudo voltará a ser como antes.

“Os sintomas da menopausa não se manifestam em todas as mulheres da mesma maneira. Dessa forma, podem variar em intensidade, duração e até em seu momento de aparição”

Alguns cuidados durante a menopausa

Esse período é uma condição vitalícia desde o momento em que começa. Portanto, é altamente recomendável que a mulher assuma a responsabilidade de ter uma vida saudável para lidar com isso da melhor maneira.

Nesse sentido, certos hábitos tornam-se muito importantes. Alguns deles são:

  • Comer bem: uma dieta variada e saudável é essencial, pois durante a menopausa, vitaminas e minerais essenciais podem faltar. A partir dos exames que o médico solicitar, os requisitos nutricionais específicos de cada mulher serão detectados.
  • Exercícios: manter o corpo ativo é vital para manter a saúde muscular e óssea. Precisamente por causa da falha nutricional acima mencionada, essas complicações podem ocorrer.
    • Por outro lado, um exercício leve de 30 minutos por dia ajuda a prevenir problemas de diabetes, colesterol e pressão arterial.
  • Eliminar alimentos e hábitos não saudáveis: isso inclui reduzir a ingestão de gordura, limitar os carboidratos e, se possível, reduzir o consumo de café e tabaco o máximo possível.
  • Banhos de sol: cerca de 15 minutos por dia de sol fornecem ao corpo a vitamina D que necessita. Também ajuda a liberar a tensão e melhora o humor.
  • Ao fazer sexo, é benéfico usar lubrificantes ou ter uma boa excitação para que isso aconteça naturalmente. Além disso, exercícios para o assoalho pélvico também contribuem.
mulher com calores da menopausa

Quais medicamentos devem ser tomados?

Muitas mulheres recorrem a medicamentos específicos para aliviar os sintomas da menopausa. Na verdade, isso é algo muito específico de cada pessoa. Então, logicamente, deverá ser o médico quem irá avaliar sua situação e prescrever a medicação apropriada.

De maneira alguma a mulher deve decidir tomar qualquer medicação por conta própria. Como mencionado antes, cada corpo é diferente e, assim, também são as suas necessidades e cuidados específicos.

  • Cano, A. (2009). La menopausia. Acta Ginecologica.
  • Capote Bueno, M. I., Segredo Pérez, A. M., & Gómez Zayas, O. (2011). Climaterio y menopausia. Revista cubana de medicina general integral, 27(4), 543-557. http://scielo.sld.cu/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0864-21252011000400013
  • Dennerstein L, Lehert P. (2004). Women’s sexual functioning, lifestyle, mid-age, and menopause in 12 European countries. Menopause 2004;11;778-785.
  • Hernández-Valencia, M., Córdova-Pérez, N., Basurto, L., Saucedo, R., Vargas, C., Vargas, A., … & Zárate, A. (2010). Frecuencia de los síntomas del síndrome climatérico. Ginecol Obstet Mex, 78(4), 232-237. http://www.nietoeditores.com.mx/nieto/Ginecologia/2010/abril10/art.original_frecuencia.pdf
  • Landa Goñi, J., Lopes Rauno, P., Hernandez Nunez, J., & Nunez Palomo, S. (2002). Menopausia. Atencion Primaria. https://doi.org/10.1016/S0212-6567(02)79072-0
  • Landgren BM, Collins A, Csemiczky G, et al. (2004).Menopause transition: annual changes in serum hormonal patterns over the menstrual cycle in women during a nine-year period prior to menopause. J Clin Endocrinol Metab 2004;89:2763-2369.