Tabela de sono infantil: quanto um bebê ou criança deve dormir?

Se seu filho não dormir o suficiente, isso pode levar a problemas de saúde e afetar seu desempenho diurno. Descubra quais são os requisitos de descanso para a sua idade, de acordo com as recomendações dos especialistas.
Tabela de sono infantil: quanto um bebê ou criança deve dormir?

Última atualização: 15 abril, 2022

Com a chegada de um filho, o sono é um dos aspectos que mais preocupa os pais. Despertares frequentes, dificuldades para dormir, dúvidas se a criança está descansando o suficiente… todas essas questões podem causar dúvidas nos pais. Por isso, queremos compartilhar a tabela do sono infantil para que você possa consultá-la à medida que seu pequeno cresce.

Com efeito, o descanso é essencial para o bom desenvolvimento dos pequenos, e isso deve-se a vários fatores. Por um lado, durante o sono há uma liberação máxima do hormônio do crescimento. Além disso, são realizados alguns processos de regulação metabólica, que previnem o excesso de peso e contribuem para repor a energia gasta durante a vigília.

Por outro lado, enquanto os pequenos dormem, seus cérebros criam e fortalecem as conexões neurais. Assim, eles consolidam certas informações enquanto descartam outras. Em suma, otimizam seu funcionamento e habilidades cognitivas.

Portanto, a privação do sono pode afetar o crescimento infantil, a saúde e o desempenho diurno. Contudo, como saber se um bebê ou criança está dormindo todo o tempo necessário? Aqui vamos contar a você.

Tabela de sono infantil

Essa ferramenta prática nos permite ver facilmente de quantas horas de sono o nosso filho precisa. Ela revela as horas de descanso necessárias em cada fase da vida, mas serve como um guia. Isto é, não podemos esquecer que cada criança é diferente, tem necessidades específicas e progride no seu próprio ritmo.

Mesmo assim, é muito conveniente conhecer os tempos médios de descanso para cada idade e as recomendações dos especialistas a esse respeito. Isso permitirá que você detecte se seu filho tem uma rotina de sono insuficiente ou se, pelo contrário, você se preocupa desnecessariamente com esse aspecto.

Você deve saber que forçar seu filho a descansar mais do que o necessário também pode ser contraproducente. Por exemplo, encorajar uma criança a tirar sonecas mais longas do que o necessário ou quando não forem mais necessárias pode prejudicar o descanso noturno e dificultar o sono.

Por tudo isso, recomendamos que você tenha essa tabela à mão e a consulte sempre que precisar.

Tabela de Sono Infantil

IDADE HORAS TOTAIS HORAS DE NOITE N. DE SESTAS
0 – 2 meses 16 a 20 horas 6 a 8 horas 4 -8
3 – 6 meses 14 a 16 horas 8 a 10 horas 3 – 2
6 – 12 meses 13 a 15 horas 11 horas 2 – 1
12 – 18 meses 13 horas 11,5 horas 2 – 1
1,5 – 2 anos 13 horas 11 horas 2 – 1
2 – 3 anos 10 a 12 horas 11 a 10 horas 1 – 0
3 – 5 anos 10 a 12 horas 10 a 12 horas 0

Quanto um bebê deve dormir?

O sono dos bebês é muito diferente do sono dos adultos. No início, eles apresentam apenas duas fases do sono (em comparação com as 5 que desenvolverão posteriormente). Além disso, eles têm despertares frequentes para poder receber comida, atenção ou conforto e é difícil para eles diferenciar o dia da noite. Assim, eles tendem a dormir um grande número de horas distribuídas uniformemente ao longo do dia.

À medida que crescem e amadurecem, o total de horas de sono diminui e o padrão começa a mudar para o sono noturno. Dessa forma, eles conseguem dormir mais e mais horas seguidas à noite e precisam de menos sonecas. De qualquer forma, esse pode ser um processo difícil para os pais, pois afeta seu próprio descanso. No entanto, ter as informações necessárias pode ajudar muito a superar as dificuldades.

Durante os primeiros meses de vida, um bebê precisará de 16 a 18 horas de sono no total. No entanto, já aos três meses é possível perceber que o sono noturno é muito maior que o sono diurno e que este se reduz para cerca de 4 horas.

Essa progressão continua até aos 12 meses, momento em que o descanso noturno ronda as 12 horas e a criança só pode tirar duas sestas (uma de manhã e outra à tarde).

Vale ressaltar que embora a criança durma cada vez mais horas à noite, estas podem não ser seguidas. De fato, os despertares nessa idade ainda são frequentes, embora a capacidade do estômago seja maior e ela não acorde mais com fome. Em suma, você precisa ser paciente enquanto seus hábitos de sono se regularizam.

Quanto uma criança deve dormir?

A partir do primeiro ano de vida, a situação fica mais fácil para os pais, que aos poucos vão recuperando o próprio descanso. De agora até os três anos de idade, a criança precisará de cerca de 12 a 13 horas de sono (um pouco menos à medida que envelhece) seguida de um cochilo à tarde.

Aos quatro anos, muitas crianças dispensam esse descanso diurno e dormem apenas à noite. Suas necessidades de sono variam entre 10 e 12 horas.

Em crianças de seis a nove anos, 10 horas de descanso noturno são suficientes e esse requisito será semelhante (talvez um pouco menor) até entrarem na adolescência.

Durante esse período, os despertares noturnos não são mais um problema (embora possam aparecer esporadicamente durante a infância). No entanto, outros desafios podem se apresentar, como terrores noturnos, pesadelos ou insônia infantil.

Por esse motivo, devemos estar sempre atentas para garantir que as crianças descansem o suficiente e procurar ajuda, se necessário. A tabela do sono infantil ajudará você a se orientar em todos os momentos.

pai lê histórias para a criança na cama na hora de dormir
Manter uma rotina adequada para a hora de dormir favorece a aquisição do hábito e o melhor descanso noturno dos pequenos.

As rotinas ajudam a cumprir a tabela de sono das crianças

Como você viu, a tabela de sono infantil mostra uma progressão do sono em bebês e crianças, tendendo ao descanso noturno. Mas temos que ajudá-las a estabelecer esse processo.

Nos bebês, é conveniente ajudá-los a distinguir entre o dia e a noite, permitindo que durmam no silêncio e na escuridão durante a noite e convivam com o ambiente estimulante durante o dia.

Nas crianças (mas também nos bebês) as rotinas de dormir podem ser muito úteis: realizar o mesmo ritual todos os dias (por exemplo: escovar os dentes, ler uma história e um beijo de boa noite) para induzir o sono na criança e ajudá-la a associar esse momento com o ato de descansar.

Resumindo, com paciência você conseguirá passar por todas as etapas e estabelecer bons hábitos de sono no seu pequeno. No entanto, se em algum momento você perceber que seu filho não dorme o suficiente em relação às orientações e recomendações, não hesite em consultar o pediatra.

This might interest you...
Como o esporte influencia o sono das crianças
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Como o esporte influencia o sono das crianças

A importância de compreender como o esporte influencia o sono das crianças para orientá-las em tempo hábil durante a prática esportiva.



  • Paruthi S, Brooks LJ, D’Ambrosio C, Hall WA, Kotagal S, Lloyd RM, Malow BA, Maski K, Nichols C, Quan SF, Rosen CL, Troester MM, Wise MS. Recommended amount of sleep for pediatric populations: a consensus statement of the American Academy of Sleep Medicine. J Clin Sleep Med 2016;12(6):785–786. Disponible en: https://aasm.org/resources/pdf/pediatricsleepdurationconsensus.pdf
  • Cladellas, R., Chamarro, A., del Mar Badia, M., Oberst, U., & Carbonell, X. (2011). Efectos de las horas y los hábitos de sueño en el rendimiento académico de niños de 6 y 7 años: un estudio preliminar. Cultura y Educación, 23(1), 119-128. Disponible en: https://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1174/113564011794728524
  • Pin Arboledas, G., & Ugarte Libano, R. (2010). Lo que el pediatra de Atención Primaria debería saber sobre el sueño. Pediatría Atención Primaria, 12, s219-s230. Disponible en: https://scielo.isciii.es/scielo.php?pid=S1139-76322010000500012&script=sci_arttext&tlng=pt