Técnicas de ensino que funcionam bem na quarentena

20 de maio de 2020
Neste artigo, vamos propor algumas técnicas de ensino que funcionam bem para ajudar os pais com os estudos e as lições de casa das crianças durante a quarentena.

Durante o confinamento por causa do coronavírus, muitas famílias com crianças em idade escolar estão com muita dificuldade para fazer com que os pequenos se concentrem e realizem seus deveres. Assim, para que o tempo da lição de casa não se torne uma odisseia, existem algumas técnicas de ensino e aprendizagem, ou de estudo, que são simples e úteis e os pais podem utilizar em casa.

O que é uma técnica de ensino?

Uma técnica de ensino é uma ação específica, uma estratégia planejada e executada pelo professor, que visa atingir os objetivos da aprendizagem.

Em outras palavras, uma técnica de ensino é uma ferramenta metodológica desenvolvida por meio de uma série de atividades cujo objetivo é garantir que os processos de ensino e aprendizagem sejam absorvidos pelos indivíduos que fazem parte desses processos.

Nós sabemos que a grande maioria dos pais não são professores, o que significa que eles não conhecem e não sabem aplicar certas técnicas de ensino e aprendizagem próprias do ambiente escolar institucionalizado. No entanto, conhecer e colocar em prática algumas técnicas simples pode ajudar a obter melhores resultados com a lição de casa das crianças.

Técnicas de ensino que funcionam bem na quarentena

A seguir, vamos explicar brevemente algumas técnicas de ensino apropriadas para ajudar as crianças nos deveres escolares e que podem ser adaptadas para diferentes idades.

Técnicas de estudo: técnica pomodoro

Técnica Pomodoro

Essa é uma técnica válida para qualquer idade e é usada para gerenciar melhor o tempo dedicado a uma atividade. Assim, a técnica defende que a pessoa é mais produtiva quando trabalha ou estuda por um período de 25 minutos e descansa por 5 minutos.

Por sua vez, de acordo com essa técnica, após a conclusão de 4 “pomodoros” (o tempo de trabalho mais o tempo de descanso, ou seja, a cada 30 minutos), deve-se fazer um descanso mais longo, com duração de 20 ou 25 minutos.

Explicar essa técnica às crianças e aplicá-la enquanto as ajudamos a fazer a lição de casa pode ser muito útil. Basicamente, porque assim conseguimos que as crianças façam um esforço de concentração e atenção, porque elas sabem que os 5 minutos de pausa ou descanso vão chegar logo.

Nesse sentido, o intervalo de cinco minutos pode ser usado para ir ao banheiro, comer uma fruta, movimentar-se um pouco, dançar ou até brincar com uma bola.

Método Pascal

Esse método consiste em respeitar algumas etapas fundamentais na hora de encarar os estudos. Em primeiro lugar, deve-se fazer uma leitura preliminar e geral do assunto em questão. Em seguida, é hora de sublinhar ou anotar os principais conceitos ou ideias, tentando identificando as respectivas palavras-chave.

Depois, a criança deve elaborar de algum tipo de esquema ou mapa mental no qual os conceitos centrais e as ideias derivadas desses conceitos (ideias secundárias, terciárias, etc.) sejam organizados. Algumas pessoas acham útil anotar algumas datas, nomes ou outras informações específicas.

O método Pascal é mais voltado para ajudar os alunos com mais de 9 ou 10 anos a estudar, mas é perfeitamente adaptável a crianças mais novas. Por exemplo, os pequenos podem começar fazendo uma primeira leitura geral, tanto do assunto quanto do que devem fazer com ele. E, com a ajuda de adultos, podem fazer anotações simples sublinhando com canetas coloridas.

Regras mnemônicas

Ensinar as crianças a memorizar dados, nomes ou números é mais fácil se elas aprenderem a usar esse sistema. A téncnica mnemônica é um conjunto de técnicas de memorização que podem ser adaptadas até mesmo para crianças em idade infantil, uma vez que consistem na associação mental da informação a ser memorizada com dados que já fazem parte da nossa memória ou prática diária.

Técnicas de estudo: regras mnemônicas

Vamos ver alguns exemplos:

  • Para aprender quais são os países que fazem parte da União Europeia: podemos associar a palavra baguete à França, Volkswagen à Alemanha, Ferrari à Itália ou touro à Espanha.
  • Se o objetivo é aprender onde estão os principais rios do nosso país e como eles são, uma boa ideia pode ser incluir todos os dados em uma história criada pelas próprias crianças. Essa história pode incluir dados, piadas ou sentimentos que já são conhecidos pelos pequenos.
  • Para aprender os nomes dos planetas, podemos tentar pedir para que as crianças façam associações de um lugar ou espaço conhecido por elas com a palavra que desejam lembrar. Por exemplo, o planeta Terra pode ser associado ao banheiro, a geladeira pode ser usada para se lembrar de Urano ou, ainda, podemos associar Marte à cozinha e ao fogo.

Algumas condições para a aplicação das técnicas de ensino na quarentena

Devemos enfatizar que, para que uma técnica de ensino seja mais ou menos eficaz, outros elementos e fatores devem ser considerados, como:

  • Um local adequado para estudar e fazer as lições de casa. Ou seja, um ambiente silencioso e livre de distrações, como o celular ou a televisão, e com uma boa iluminação.
  • Tente definir um mesmo horário destinado às tarefas todos os dias. Isso ajuda as crianças a adotar uma rotina diária e, assim, internalizar o hábito.
  • E o mais importante: acompanhar, motivar, incentivar e criar um vínculo estreito com as crianças durante o momento de estudo. Essa é a melhor maneira de aplicar qualquer técnica de ensino e aprendizagem, tornando o “momento da lição de casa” mais dinâmico, divertido e diferente sempre.