A terapia com animais na adolescência

15 de junho de 2020
A terapia com animais na adolescência foi elaborada para melhorar o funcionamento adaptativo, bem como para diminuir as causas de problemas sociais, emocionais, cognitivos e comportamentais ou a condição psiquiátrica do paciente. Vamos contar tudo o que você precisa saber sobre o assunto no artigo a seguir.

O amor incondicional que muitas pessoas têm pelos seus animais de estimação não é nenhum segredo. De fato, as pessoas que têm animais em casa conhecem em primeira mão o sentimento de companhia que eles oferecem. No entanto, essa relação incondicional está sendo usada atualmente para ajudar adolescentes que sofrem com todos os tipos de condições.

O objetivo principal da terapia com animais na adolescência é melhorar o funcionamento emocional, cognitivo e social do paciente. O uso desse tipo de terapia está crescendo, principalmente com adolescentes que têm problemas escolares, depressão, ansiedade ou outras dificuldades comportamentais.

De fato, os animais terapêuticos começaram a surgir como um complemento à psicoterapia convencional para o tratamento da saúde mental e comportamental.

A Terapia Assistida por Animais oferece uma enorme variedade de aplicações para atender às necessidades do paciente diante de uma infinidade de condições. De fato, estudos confirmam que os adolescentes não só se tornam mais sociais com os animais, como também aumentam a sua interação social com os adultos.

A terapia com animais na adolescência

Se você optar pela terapia com animais para ajudar o seu filho adolescente, é recomendável escolher animais familiares que acalmem e despertem a curiosidade dos jovens.

Por exemplo, cães, gatos, cavalos ou coelhos são alguns dos principais agentes que aparecem na terapia com animais. O cachorro é um animal de estimação que merece atenção especial, pois costuma ter uma relação de união e cumplicidade com o ser humano.

A seguir, vamos mostrar algumas razões pelas quais os animais são usados ​​nas terapias para adolescentes.

1. Parceiros eficazes contra o estresse

Os animais são bem conhecidos por ajudar a eliminar o estresse e a ansiedadeNão há nada como acariciar um animal para acalmar a mente. Brincar com um animal de estimação pode diminuir os níveis de cortisol e aumentar os níveis de ocitocina, um hormônio que reduz o estresse.

A terapia com animais na adolescência

2. Eles sabem ouvir

Os animais sabem ouvir em momentos difíceis e podem se tornar os melhores confidentes. Em muitas ocasiões, os adolescentes sentem que os adultos não entendem as sensações que eles podem ter durante essa fase do seu desenvolvimento pessoal.

Usar um animal de estimação como confidente é uma ótima maneira de traduzir em palavras todas essas emoções e pensamentos confusos que alguns jovens carregam dentro de si.

3. Incondicionais

Um animal de estimação sempre está ao seu lado, mesmo nos momentos mais difíceis da vidaAo contrário das pessoas, que podem ir e vir, os animais permanecem ao seu lado a cada passo que você dá.

Da mesma forma, os animais de estimação podem ajudar a combater os sentimentos de depressão e ansiedade ao oferecer companhia. Entre outros benefícios, eles também podem ter um impacto positivo na autoestima, reduzir a solidão e até mesmo tornar a pessoa menos introvertida.

“Os animais terapêuticos começaram a surgir como um complemento à psicoterapia convencional para o tratamento da saúde mental e comportamental.”

4. Ajudam na conexão social

Os animais ajudam os adolescentes a promover laços sociais e a combater a solidãoPor exemplo, levar o cachorro para passear muitas vezes leva a conversas com os donos de outros cães. Como resultado, as pessoas geralmente passam a estar mais conectadas socialmente e menos isoladas. Dessa forma, há uma melhora na saúde mental do adolescente.

Outro benefício da conexão social é que o adolescente terá mais empatia e confiança em relação aos outros. Tudo isso graças a alguns minutos ao ar livre com o seu animal de estimação.

A terapia com animais na adolescência

5. Criam hábitos saudáveis

Não devemos nos esquecer de que os animais ajudam os adolescentes a criar hábitos e rotinas saudáveisOs donos de cães precisam acompanhar os seus animais de estimação durante passeios e caminhadas regularmente. Como resultado, eles desfrutam dos benefícios da atividade física.

Além disso, os animais devem ser alimentados regularmente. Assim, eles fornecem aos adolescentes uma razão para levantar e cuidar deles, independentemente do seu estado de humor.

Não devemos ignorar o fato de que cuidar dos animais também promove o autocuidado. Cuidar de um animal de estimação lembra os adolescentes que eles devem primeiramente cuidar de si mesmos, além de cumprir certas responsabilidades para o bem-estar do seu companheiro animal.

Em conclusão, a terapia com animais ajuda os adolescentes com problemas a terem uma vida melhor e a se sentirem bem. Então, se você detectar que o seu filho tem algum problema emocional ou social, é positivo avaliar a possibilidade de levar um animal de estimação para casa e, assim, aproveitar os seus múltiplos benefícios terapêuticos.

  • Dimitrijević, I. (2009). Animal-assisted therapy – A new trend in the treatment of children and addults. Psychiatria Danubina.
  • Cabra Martínez, C. A. (2012). Terapia Asistida con animales. Efectos positivos en la salud humana. Agriculture and Animal Sciences.