Truques para ter leite após a cesárea

13 de novembro de 2016

Poucas futuras mamães gostariam de ouvir a notícia: “teremos que fazer uma cesariana”. Quase todas as mulheres gostam de ter um bebê presenciando o momento e ajudando com seus empurrões no parto. Mas, às vezes, não há como não realizar uma cesárea, e no final das contas, o que interessa a todas as mães é que o bebê esteja bem e saudável.  Mesmo que a cesariana geralmente não apresente nenhum problema comparada ao parto normal, a maioria das pessoas acredita que ela tenha um pequeno inconveniente: a amamentação. O que parece é que quando o parto é cesariano, o leite materno demora um pouco mais para ser produzido. Segundo os especialistas, quando isso acontece não é pela cesárea em si, mas pelos procedimentos hospitalares. Confira aqui alumas dicas de como ter leite após a cesárea.

Leite após a cesárea

O primeiro motivo que pode influenciar na produção de leite após a cesárea é a separação da mãe e do bebê. Inclusive, hoje em dia, depois de uma cesárea até mesmo se separa o bebê de sua mãe em algumas situações, por períodos longos. Isso faz com que esse primeiro contato mãe-filho fique marcado pela ausência e dificulte a amamentação. Mas, por quê?

Aproximadamente nas duas primeiras horas após o nascimento, os bebês entram em letargia, e o que normalmente se faz é dar de mamar e logo os deixar dormir profundamente. Desse modo, o bebê aprende desde o primeiro momento como sugar.

Se o bebê entra em estágio letárgico, esse período de sonolência extrema, e dorme sem ter mamado, esse sono pode se prolongar e quando acordar pode ficar confuso. Pulou-se um passo do que é próprio do instinto dele, mas o pequeno não tem noção disso.

Leite após a cesárea

Em certas ocasiões, os hospitais optam por dar a mamadeira ao bebê recém-nascido de parto cesariano. Isso pode fazer com que na hora de mamar o filho tenha preguiça, pois sugar o peito da mãe requer mais esforço do que uma chupeta de plástico.

Outra dificuldade que poderia surgir é a mobilidade da mãe. A cesárea é uma cirurgia que deixa uma ferida que deve cicatrizar. Por isso, não é fácil encontrar uma postura adequada que permita dar de mamar ao bebê. 

Quais são os truques para ter leite após a cesárea?

Normalmente, o leite é produzido na mãe entre 30 e 72 horas após o parto, independentemente de ter sido natural, induzido ou cesárea. Isso é um processo fisiológico que começa depois da expulsão da placenta do corpo. A progesterona baixa e começam a subir os níveis de prolactina, o hormônio que produz o leite materno.

Não é comum que as mulheres pós-parto não tenham leite. De fato, o que se sabe é que isso acontece com apenas 1% delas. Esse transtorno é conhecido como agalaxia. Sabendo disso, tendo tido cesárea ou parto normal, você não deve confundir o choro do bebê com a sua falta de leite. Muitas mulheres acreditam que seu filho chora porque ficou com fome, que seu leite não é suficiente, mas não é por aí.

mae-dando-mamar

Veja abaixo algumas dicas de mães que tiveram sucesso ao persistirem na amamentação:

  • É importante colocar o bebê no peito no primeiro momento que puder. Há almofadas de amamentação que podem ajudar sem interferir na recuperação da cirurgia. Existem também algumas posturas para colocar o bebê para facilitar a amamentação. Peça ao seu médico ajuda sobre isso. A sucção favorecerá a produção de leite.
  • Deixe que o bebê faça a sucção quando e quanto queira, até que o leite flua com facilidade.
  • Se puder, evite que depois da cesárea separem você do bebê. Tente que ele seja dado ao pai para que o contato de sua pele mantenha o bebê em temperatura agradável e evite que ele tenha que gastar sua energia para regulá-la. Isso fará com que esteja próximo a você desde o primeiro momento.
  • Se você tiver dor, tome remédios. O médico poderá receitar alguns que sejam compatíveis com a amamentação. A dor pode dificultar a produção de leite.
  • Fique tranquila e relaxada. O cansaço e o estresse afetam a produção de leite.

Por ter feito um parto cesariano não significa que você não poderá dar de mamar ao seu bebê. Como você viu, muitos fatores podem influenciar essa situação, mas há solução.

Recomendados para você