Tudo o que você precisa saber sobre pneumonia nas crianças

· 22 de agosto de 2017

A pneumonia é uma doença terrível, considerada a principal causa de morte por infecção em crianças. Acredita-se que é especialmente mortal em crianças com menos de 5 anos de idade, independentemente da região do mundo em que vivem.

A partir do ano 2009 foi criado o Dia Mundial da Pneumonia, comemorado no dia 12 de novembro. O objetivo dessa celebração é conscientizar a população sobre os efeitos que esse doença provocou. Sobre essa questão, entende-se que é possível prevenir e curar a pneumonia, ou seja, existem soluções para que crianças não morram mais por causa dessa doença.

Milhões de crianças morrem por ano por causa da pneumonia. No entanto, prestando a devida atenção, esse número pode diminuir. Sabe-se que entre 2000 e 2015 os esforços para tratar esse problema produziram bons resultados.

Como a pneumonia se desenvolve nas crianças?

antibióticos

A pneumonia é uma doença infecciosa que atinge o aparelho respiratório. Ela pode atingir crianças e adultos, mas as crianças com menos de 5 anos de idade são as mais vulneráveis, assim como os idosos. No caso de pacientes que vivem em zonas rurais e que possuem baixa renda, a vulnerabilidade aumenta.

Sobre esse tema, os especialistas indicam que para melhorar o prognóstico das pessoas atingidas pela pneumonia, é preciso levar em consideração vários aspectos. Como sabemos, o diagnóstico precoce é a melhor ferramenta para combater qualquer doença. É por isso que determinados setores da população são mais atingidos.

Para atender casos de pneumonia, é necessária a aplicação de um rigoroso tratamento à base de antibióticos. Contudo, é uma doença que pode ser facilmente prevenida por meio da administração de vacinas.

A pneumonia se desenvolve por meio de um vírus. Por esse motivo pode atingir qualquer criança, esteja onde estiver. Atinge as vias respiratórias em um nível abaixo dos pulmões. Ou seja, atinge profundamente o sistema, por isso pode ser tão complexa. Em alguns casos, a doença pode ser provocada por bactérias.

Sintomas da pneumonia

antibióticos

A pneumonia não se apresenta da mesma maneira em todos os casos, ou seja, pode variar de uma criança para outra. Frequentemente essa doença se desenvolve logo após melhorar de um resfriado comum.  Nesse sentido, muitas vezes os sintomas são confundidos com os de uma gripe qualquer. Entre os sintomas mais frequentes da pneumonia estão os seguintes:

  • Tosse
  • Febre alta e persistente
  • Dificuldade respiratória ou respiração ofegante
  • Mal-estar geral e apatia
  • Dor abdominal
  • Chiado nos pulmões
  • Irritação na garganta
  • Náuseas e vômitos devido ao muco
  • Falta de apetite

O que fazer em caso de pneumonia?

Quando há suspeita do desenvolvimento de pneumonia, é essencial consultar um especialista. O médico vai pedir uma radiografia da região do tórax. Esse exame vai revelar a possível infecção nos pulmões, que, caso exista, vai se confirmar com um exame de sangue.

Na maioria dos casos são prescritos antibióticos apenas quando a pneumonia é de origem bacteriana. No entanto, é difícil diferenciar quando ela é provocada por vírus ou bactéria. Quando se trata de crianças, o pediatra deve considerar vários fatores antes recomendar um tratamento.

Os órgãos encarregados de conscientizar sobre a pneumonia afirmam que a prevenção é o mais importante. Lavar as mãos, aleitamento materno e vacinas são as principais medidas preventivas recomendadas. Também é indispensável recursos para disponibilizar antibióticos e medicamentos eficazes no tratamento dessa doença.

Para reduzir a pneumonia a um espectro mais amplo, os especialistas consideram que a administração da vacina pneumocócica é a principal medida na abordagem preventiva. Da mesma forma, é preciso uma análise de qualidade da água e, se for o caso, melhorar a qualidade da mesma.

A redução da contaminação, uma melhor higiene em lugares públicos também são medidas necessárias para prevenir pneumonia e outras doenças. No entanto, é preciso destacar que a prevenção sempre começa em casa.