“Um Laço de Amor”, um filme com ensinamentos poderosos

29 de julho de 2019
“Um Laço de Amor” é um filme que, entre risadas e surpresas, nos faz redescobrir nossos valores: até onde você iria pela sua filha ou pelo seu filho?

Muitas vezes nós nos perguntamos o que é melhor para as novas gerações, e as dúvidas se multiplicam quando as crianças têm altas habilidades. No entanto, nem tudo é preto ou branco em termos de desenvolvimento infantil. Este é o ponto de partida em que o enredo do filme “Um Laço de Amor” (“Gifted”, em inglês) é baseado.

Dados técnicos de “Um Laço de Amor”

“Um laço de amor” é um filme americano dirigido por Mark Webb, que estreou em 2017. A protagonista é Mary (McKenna Grace), uma menina engraçada e com altas capacidades intelectuaisMary sempre diz o que pensa e pode ter herdado a língua afiada de seu tio Frank (Chris Evans).

Ambos levam uma vida normal em uma cidade pequena pela vontade da mãe de Mary, mas quando a protagonista começa a escola, tudo muda. O estilo de vida da protagonista é posto em causa devido aos seus excepcionais dons para a matemática.

Essa batalha entre ser uma garota “normal” ou explorar seu potencial atravessa a tela e atinge o coração dos pais. Qualquer um pode se encontrar na situação da menina, do tio, da avó ou do vizinho em algum momento, mas qual seria a coisa certa a fazer?

Um laço de amor filme
Fonte: www.eldebatedehoy.es

“Um Laço de Amor”: reflexão sobre prioridades

Frank quer que Mary se integre na escola, tenha amigos e se divirta. Ela tenta, mas assim que as habilidades da menina vêm à luz, as pessoas que a cercam e aparecem em sua vida começam a tratá-la de forma diferente. Fazer a coisa certa às vezes envolve certos sacrifícios, mas quem está certo? A avó de Mary ou tio Frank?

A avó e os estudos avançados

A avó da protagonista prioriza a educação avançada exigida pelas habilidades de Mary ante o desenvolvimento pessoal. A diferença de idade entre a menina e seus colegas de classe é enorme, então isso a faria amadurecer prematuramente.

A educação é um grande pilar. No entanto, educação é apenas sobre estudar? Nesse caso, o preço a ser pago pode ser alto quando há certas necessidades sociais e emocionais.

O tio e infância normal

Frank saciou a curiosidade de Mary ao longo dos anos e alimentou sua parte mais afetuosa. Eles não têm uma vida confortável, mas ambos desfrutam das pequenas coisas. No círculo de conhecidos da menina há pessoas de todos os tipos e que a tratam como mais uma criança apenas.

Embora na escola, Mary não consiga desenvolver todo o seu potencial, no filme isso se apresenta como uma oportunidade para fortalecer as relações afetivas e o desenvolvimento social da menina. Conversar e trabalhar com pessoas diferentes ajuda as crianças a aprenderem a se relacionar pouco a pouco e a se preparar para o futuro.

Quem ensina quem?

Às vezes pensamos que as crianças, porque são crianças, não têm experiência suficiente para saber o que querem. Em certos aspectos pode ser assim, mas há momentos em que elas nos dão lições.

Filme um laço de amor
Fonte: www.macguffin007.com

Mary nos ajuda a redescobrir valores que consideramos certos e aos quais podemos não dar a importância que merecem. Já que para uma criança ou para um adulto sentir-se amado é a coisa mais importante. De fato, há um diálogo da protagonista que resume isso perfeitamente:

“Ele [Frank] me amou antes de eu ser inteligente”.

Mary distingue quem a ama de maneira interessada por seu conhecimento e quem a ama incondicionalmente. Esse é provavelmente um dos ensinamentos mais difíceis que aprendemos ao longo da vida.

Além disso, os relacionamentos que os diferentes personagens têm nos ensinam que, com o tempo, perdemos a capacidade de ouvir e ter empatia pelos outros.

Às vezes é melhor deixar de lado nossa opinião ou nossas circunstâncias e ouvir os outros sem qualquer pretensão. Isso também nos ajudará a descobrir coisas que não conhecíamos, já que há uma grande diferença entre ouvir e escutar.