Uma mãe ama seu bebê mais do que a si mesma

24 de junho de 2018
Este é um artigo para refletir. Em soumamae.com.br estamos interessados em sua opinião, por isso te perguntamos: Você acredita nesta afirmação?

Será que o amor incondicional sempre se manifesta em todas as mães? Uma mãe ama seu bebê mais do que ela mesma? Como uma mãe faz para direcionar o seu amor de modo a construir algo maior do que ela: vidas novas, saudáveis, felizes e amorosas?

A ligação entre uma mãe e seu filho, embora haja exceções, é o exemplo mais concreto de amor incondicional. Uma mãe sempre colocará o bem-estar do seu filho como prioridade e até mesmo acima de si mesma.

Uma mãe carregou seu filho nove meses em seu ventre. Ela tem dado abrigo a partir do primeiro segundo e desejou a sua chegada como ninguém. A mãe tem sido protagonista e testemunha de toda a evolução física do seu filho, assim como do desenvolvimento da sua personalidade.

Dar vida a outro ser é um ato de fé no futuro, na vida e, acima de tudo, representa a grandeza que é se tornar mãe: desde o momento do nascimento do bebê, seu coração estará inevitavelmente fora de você. Então, sim! Uma mãe ama seu bebê mais do que a si mesma.

mais do que a si mesma

No entanto, temos que ser consciente de que ser mãe é um dos muitos outros papéis que devemos assumir na vida em sociedade. Somos filhas, mulheres, profissionais, esposas, amigas. Portanto da mesma forma que nos dedicamos aos outros devemos nos dedicar a nós mesmas. Dessa forma, “amará ao seu bebê como você mesma” soa como um mandamento divino. Mas não se esqueça: 

Se você não se amar o suficiente, pouco poderá sentir pelos outros, inclusive pelos seus filhos

Bem-estar

Essa é a palavra-chave. A relação entre uma mãe e seu bebê deve estar fundamentada em bases saudáveis. É egoísta acreditar que os filhos nos pertencem. Isso só traz amargura e tristeza às mães que se sentem dessa maneira. As crianças são pessoas diferentes e não extensões ou objetos.

Autonomia e liberdade

Nós, como mães, esperamos que nossos filhos se tornem homens e mulheres autônomos e livres. Isso só é possível se o amor que a mãe tem por seu filho não for limitador. Em vez disso, deve permitir que a criança desenvolva plenamente a sua personalidade, sem qualquer julgamento.

O amor como um exemplo

As crianças – gostamos de repetir – reproduzem o comportamento dos pais. Eles são os primeiros e principais modelos que vão seguir. Assim, uma mãe bem-sucedida, que mostra confiança, tem uma autoestima saudável e ama a si mesma, será o melhor reflexo do amor que quer ver em seu filho.

mais do que a si mesma

Mãe saudável e feliz

Amar seu filho com toda a sua alma não é motivo para representar um sacrifício, nem para abandonar a si própria. Pelo contrário, a harmonia saudável entre as suas necessidades e as de seu filho  é importante para evitar que o papel de mãe te encha de estresse.

Respeito

O seu amor por seu filho e dele por você deve ser sustentado no respeito. Explique ao seu filho o que é amar com responsabilidade e respeito pelo outro. Mostre os limites existentes, ensine que há uma figura de autoridade (mãe) a quem se deve respeitar e considerar. Caso contrário, você estará criando pequenos ditadores.

Recomendados para você