Uma jovem documenta o dia a dia de sua maternidade

24 Setembro, 2018
Na nossa sociedade, muitas pessoas quando veem uma mãe que fica em casa para cuidar dos seus filhos, ou que é dona de casa, rapidamente a criticam ou consideram que sua vida é muito tranquila porque não faz muitas coisas em casa. Nada mais longe da realidade!

Muitas vezes, essas pessoas que julgam, o fazem sem saber. Elas desconhecem o que é ser uma mãe que fica em casa para cuidar dos filhos e manter a casa bem cuidada.

Há mães que, inclusive, recebem críticas de por que se queixam de suas vidas se a única coisa que têm que fazer é cuidar do bebê e ficar em casa. “Que luxo de vida, ter todo o tempo do mundo em casa!”

Esse é o pensamento mais comum. Mas, com certeza, é um pensamento errado. Uma visão que está muito longe de como é a realidade de muitas mães que ficam em casa. Ser mãe é cansativo.

Para uma mãe que fica em casa o dia todo, o pior é quando o marido ou qualquer outra pessoa chega e, diante da bagunça, pergunta o que ela fez o dia todo.

Uma mulher de Moscou, cansada de tanto papo furado e do desconhecimento sobre a maternidade por parte dos outros, decidiu mostrar o seu dia a dia. Com o seu bastão selfie, ela retratou a dureza da maternidade. Essa mulher se chama Yuliya Skorobogatova.

dia a dia

Cada dia é diferente

É verdade que ela não tem que sair as 6 da manhã para ir no metrô para trabalhar. Nem tem que ficar no carro durante horas nos engarrafamentos das cidades para poder chegar ao trabalho.

Não. Sua jornada é diferente, e a maternidade não é mais fácil só pelo fato de ficar em casa. Ela se queixa de outras coisas porque cada vida é diferente. Ela só quer que os outros percebam que ser mãe também é cansativo.

Ela quer que acabem os julgamentos das pessoas que pensam que, por ficar em casa cuidando dos filhos, não fazem nada de produtivo ou, o que é pior ainda, “que não faz nada de nada”.

Ela tem sido capaz de documentar o seu dia a dia para que todos pudessem descobrir o que é ser mãeE para que aquelas pessoas que já são mães ou pais, possam se sentir reconhecidas e acompanhadas em sua maternidade ou paternidade.

As coisas não se fazem sozinhas

Essa mãe não acorda sempre na mesma hora porque é a sua filha quem marca o horário do despertador. Há dias que ela acorda às nove da manhã (sim, um privilégio), mas em outros dias seu despertador começa a chamar às cinco da manhã, quando as estrelas ainda estão no céu! E claro, acordar durante a noite é algo comum.

Ela nunca fica sozinha. Não tem um momento de intimidade, nem poder fazer ginástica tranquilamente… Isso de sair para caminhar com fones de ouvido com a companhia apenas da natureza é uma verdadeira utopia.

Inclusive, coisas tão normais quanto tomar banho ou escovar os dentes sempre são feitas na companhia da sua pequenininha, quem olha curiosamente cada um dos seus movimentos.

Muitos a invejam porque ela pode dormir durante o dia, aproveitando as sonecas de sua pequena… O que os outros não sabem é que suas sonecas são curtas e muitas vezes inexistente.

Isso porque ela precisa aproveitar o tempo de tranquilidade para poder fazer outras coisas na casa, como lavar a louça, passar as roupas, etc. Porque ela não tem outra ajuda além das próprias mãos.

dia a dia

Sempre acompanhada

Quando vai ao mercado, ela tem que levar sua pequena no carro e pensar em tudo o que precisa comprar para que, quando chegue em casa, não falte nada.

Enquanto compra, ela tem que estar atenta aos produtos que propiciem uma alimentação saudável em casa. Além disso, a preferência é por alimentos adequados para receitas rápidas. Não há muito tempo para pratos sofisticados.

São muitas as tarefas essa mãe precisa fazer ao longo do dia. Tarefas que ela faz sozinha enquanto cuida da sua preciosa bebê. Sem ajuda, só ela…

As horas passam tão depressa que, quando a noite chega, ela está tão cansada que nem percebe o tanto de horas de sono que precisa para repor as energias. Independentemente do que as pessoas digam, ser mãe é cansativo!