Usar cinta durante a gravidez?

Os faixas durante a gravidez tendem a ser um assunto bastante controverso. Apresentamos a seguir suas principais características.
Usar cinta durante a gravidez?

Última atualização: 10 Setembro, 2021

Você já pensou em usar cinta durante a gravidez? Já se perguntou se isso pode prejudicar seu bebê ou se é realmente eficaz?

Além das cintas pós-parto, existem no mercado cintas ou faixas desenhadas para facilitar as últimas semanas de gravidez. Explicamos porque há mulheres que decidem contar com esse acessório durante a gravidez e os mitos que existem sobre seu uso.

Usar cinta no período pós-parto tornou-se uma prática bastante comum entre as novas mães. É verdade que seu uso gera polêmica. Questiona-se se é mais benéfico forçar os músculos ou permitir que recuperem o tônus naturalmente, mas a verdade é que este ainda é um método habitual de recuperação após o parto.

Quando falamos em usar cinta durante a gravidez, as coisas se complicam. Mas e se houvesse cintas especialmente projetadas para esse momento? E se a cinta pudesse ser uma aliada, e não apenas um instrumento para manter ou recuperar a forma?

Vamos começar desmascarando alguns mitos relativos ao uso da cinta durante a gravidez:

  • Evita o aparecimento de estrias. Falso. A cinta não vai impedir o aparecimento de estrias. Recomendamos o uso de cremes ou óleos hidratantes se você quiser evitar ao máximo as estrias.
  • Ajuda a manter a forma. Isso não é verdade. Durante a gravidez você não vai conseguir evitar que seu corpo mude, e o uso da cinta nesse período não tem esse objetivo. Você vai ser mãe. Seu corpo vai mudar para que outro pequeno ser possa crescer.

 

É aconselhável fazer exercícios durante a gravidez

  • Qualquer cinta pode servir. Não é verdade. Encontrar a cinta mais adequada para você é uma prioridade. Pergunte ao seu médico qual é o modelo que melhor se adapta às suas necessidades.

Para que serve a cinta na gravidez?

Nos últimos anos, as cintas pré-natais foram modificadas para atender às necessidades das mães, oferecendo-lhes uma ajuda extra nas semanas em que o peso da barriga pode causar desconforto postural, cervical ou lombar em mulheres grávidas.

Além disso, não podemos esquecer que o crescimento da barriga da mãe também acarreta outras mudanças. A forma de andar, por exemplo, pode ser afetada, fazendo com que a futura mãe ande abrindo as pernas em um ângulo maior do que o normal.

Também durante as últimas semanas, quando ocorre a chamada síndrome do ninho, a mãe volta a ficar mais ativa, preparando tudo para a chegada do bebê. Isso pode fazer com que ela force demais os músculos, causando lesões ou episódios dolorosos.

Por tudo isso, os especialistas aconselham o uso da cinta quando realmente for necessário. Seu uso é recomendado a partir da 25ª semana, quando a barriga já começa a ganhar peso e causar desconfortos nas costas ou nas pernas.

Como funciona a cinta na gravidez?

O mecanismo das cintas pré-natais é simples. Consiste em uma cinta ajustável que sustenta a parte inferior das costas e é colocada sob a barriga, para não pressionar o bebê. Ou seja, a principal função da cinta é fornecer estabilidade.

Esse recurso é muito útil para mulheres que apresentam muitos problemas relacionados a isso nessa fase da gravidez.

Nossa recompensa está no esforço e não no resultado. Esforço total é vitória total.

– Mahatma Gandhi

 

Com a gravidez, o corpo da mulher muda e se adapta às necessidades do bebê

Possíveis complicações

Deve-se sempre ter em mente que qualquer método ou recurso de suporte utilizado nessas circunstâncias deve ser consultado com o médico. A compra de uma cinta pré-natal deve ser recomendada pela equipe médica que nos acompanha. Além disso, são os profissionais que devem nos indicar a melhor forma de utilizar esse recurso.

O uso excessivo da cinta pode causar a perda de tônus muscular nos músculos abdominais. E esses são os músculos que vão nos ajudar na hora do parto. Portanto, o uso contínuo da cinta não é recomendado, apenas de forma ocasional e sempre recomendado pelo nosso médico.

Ao ajustar a cinta, não é necessário pressioná-la com muita força. Acima de tudo, devemos estar cientes de que nossa barriga é a casa do nosso bebê. A função da cinta deve ser apenas segurar, não pressionar.

Pode interessar a você...
Cuidado com o uso de faixas ou tiaras nos bebês
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Cuidado com o uso de faixas ou tiaras nos bebês

O uso de faixas ou cintas na cabecinha dos bebês pode ser perigoso. Esses bonitos acessórios são capazes de causar mal estar no seu bebê.