Você é meu professor, filho!

· 9 de setembro de 2018
Ninguém colocou o meu mundo de pernas para o ar como você, meu filho. Desde que você nasceu aprendi a parar para reconsiderar tudo. Seu pai e eu não deixamos de ser nós mesmos, ainda que nos digam o contrário.

Embora ponderando um pouco, sim, mudamos. Somos uma versão melhorada de nós mesmos porque você chegou ao mundo para nos transformar, para nos tornar pessoas melhores.

Até pouco tempo atrás, pensava que era eu quem explicava e ensinava as coisas para você. Mas, no final do dia, descubro que você é meu professor, filho. Você me ensina mais do que eu ensino para você.

Uma vez, um professor ousado me confidenciou um segredo para desfrutar a vida toda: nunca perca a capacidade de se surpreender, ele disse. Nós, alunos que escutaram essa frase, nunca nos esquecemos disso. Mas a verdade é que não perder a capacidade de se surpreender no mundo profissional dos adultos é bastante difícil.

Por mais apaixonados que sejamos, as estruturais sociais acabam nos aborrecendo. Muitas vezes, muitas mulheres e homens decidimos, chegado o momento, nos tornar pais. Dar um passo a mais no caminho da realização pessoal, ainda que seja difícil sacrificar um pouco da vida profissional.

No entanto, são os nossos filhos quem nos fazem lembrar a cada dia que a vida vale a pena quando não perdemos a capacidade de nos surpreender, quando nos parecemos cada vez mais com as crianças.

meu professor

Meu professor de vida é você, filho

Sim, é verdade, nós lhes ensinamos a falar, a andar, a se vestir e, geralmente, a se comportar corretamente de acordo com as regras da sociedade. Mas as crianças nos reinserem na vida real, por assim dizer. Porque as crianças, sem dúvida alguma, enxergam a vida de uma maneira que nós, adultos, já esquecemos.

As crianças são como professores que nos ensinam que o mais simples é o mais valioso.

As crianças nos ensinam com maestria que para sermos felizes é preciso conservar um pouco da ingenuidade, ser simples, corajosos e, que aconteça o que for, é sempre melhor sorrir, até mesmo depois de chorar.

Todos os dias e sem saber disso, nossos filhos nos dão uma lição. A maioria certamente é simples, mas guarda dentro de si o essencial para desfrutar da vida. A seguir, mostramos alguns dos ensinamentos que esses professores chamados crianças nos ensinam:

  • Sorria, sempre existe algo que vale a pena

Uma das primeiras coisas que esses professores chamados filhos ensinam é que sempre há um motivo para sorrir. Com certeza, a essa altura não importa se no final do dia você acabe rindo de si mesma. Inclusive, às vezes, é até mesmo a melhor das experiências que você pode ter.

  • Se sujar é saudável

Pouco a pouco, você vai se dando conta de que gasta energia demais em questões banais. As crianças ensinam a você, por exemplo, que é mais importante se sujar, aprender e aproveitar do que ficar com a roupa intacta.

meu professor

  • Passar o dia bem é o mais importante

Para as crianças, a coisa mais importante do dia é se sentir bem. Seu filho ensinará a você que os dias valem a pena se você riu pelo menos uma vez, se você se divertiu, se se sentiu feliz por pelo menos um instante.

  • Ser amigável com os outros não custa nada

As crianças são especialistas em fazer amizades. Basta ver como se desenvolvem no parque ou onde elas estiverem para nos darmos conta de que em cinco minutos fazem algum amigo ou amiga com quem podem brincar por um tempinho. Existem muitas pessoas valiosas por aí. Por que não conhecê-las?

  • Criar te torna uma pessoa mais feliz

Estar sempre envolvida em alguma coisa, criando, motivando, inventando… Essa é outra grande lição que esse professor chamado filho nos ensina. É prazeroso ver como uma criança se perde em seu próprio mundo quando faz um desenho ou constrói um castelo de areia..

Todas essas são expressões de criatividade que deveríamos imitar de maneira mais frequente. Imaginar e criar tira o melhor de você como pessoa, tente fazer isso com mais frequência.

  • Tentar fazer coisas novas é sempre bom 

Poucas vezes uma criança terá medo de tentar algo novo. Todos os dias você pode aprender algo diferente, e se dispor a fazer isso não faz você perder nada. As crianças não têm medo de subir em uma bicicleta, embora caiam mil vezes. Essa é uma boa atitude diante da vida!

meu professor

  • É nos detalhes que está a beleza da vida

Quando crescemos, esquecemos que o mais belo da vida está nos detalhes. No cumprimento e no sorriso que nos oferece um bom vizinho ou um desconhecido na rua, na pessoa que nos ajudou e nos abriu a porta do táxi, nas flores que embelezam as ruas quando chega a primavera, no passarinho que canta em frente a sua janela toda manhã.

As crianças, sim, prestam atenção aos detalhes e por isso aproveitam todo dia. Devemos aprender isso com elas, não é tão difícil.

  • Todo dia é uma nova oportunidade

As crianças parecem estar acompanhadas de componentes mágicos. Para elas, é simples esquecer. Toda manhã vivem a vida como se no sonho a alma delas tivesse sido reprogramada. A reprogramação lhes serve, sobretudo, para esquecer os rancores e dar uma nova oportunidade à vida e às pessoas.

Para desfrutar das aventuras de um dia, não se pode se sentir incomodado. Sentir-se irritado desgasta. Por isso, é melhor investir essa energia em sermos pessoas felizes.