Você é a maneira que o mundo tem para me dizer como a vida é bela

· 14 de dezembro de 2018
Preocupar-se é natural quando você sabe que aquele ser é o mais bonito do seu mundo. Em "Sou Mamãe" convidamos você a refletir sobre esse tesouro que é como se fosse o motor do seu dia a dia.

A vida tem muitas cores e muitas formas, mas a que mais agrada a um pai ou uma mãe é a que se reflete através do olhar de seus filhos, da música de seus sorrisos, de seus cabelos ondulados e desse riso que adorna nossa alma de alegrias e esperanças. Porque a vida é mais bonita ao lado de uma criança.

José Saramago dizia que um filho é um ser que nos é emprestado para fazermos um curso intensivo sobre como é amar alguém, mais que a nós mesmos.

Ele explicou, além disso, que poucos atos exigem tanta coragem. Porque todos os dias devemos enfrentar a incerteza de se estamos fazendo o certo, se temos errado em algo, algum pequeno aspecto que possa causar danos a um ser tão amado e precioso.

É como se o amor e o medo sempre fossem faces da mesma moeda. A ilusão e a incerteza sempre andam juntas e isso é algo que se vive de forma mais intensa durante a criação de um filho. No entanto, e isso deve estar bem claro, esse medo é algo saudável.

Não podemos esquecer que o medo está pregado geneticamente em nosso cérebro por uma razão muito específica: para a sobrevivência, para antecipar os riscos e, assim, garantir o nosso bem-estar e o das pessoas que amamos.

Você é meu presente. Você faz com que a vida tenha seu maior significado

a vida é

Nos dias de hoje, algo que está muito na moda são os blogs de personalidades famosas (atrizes, cantoras, jornalistas, etc.) que falam sobre a maternidade, sobre suas aventuras diárias e seus conselhos originais.

Sem dúvida, não faltam aquelas que, sem papas na língua, falam sobre como essa etapa é difícil e do quanto elas sentem falta daqueles dias em que, sem responsabilidades, dispunham de seu próprio tempo, dormiam tanto quanto queriam e podiam tomar decisões rápidas sem ter que depender de nada ou de ninguém.

Bem, se refletirmos sobre esses comentários, perceberemos que sempre há alguém que gosta de colocar fronteiras entre o antes e o depois. Entre essa época “com crianças” e essa nova etapa “com os filhos”.

Ainda mais, poderíamos também colocar outra barreira que separa os dias em que tivemos vários parceiros e aqueles nos quais já tínhamos uma relação sólida.

Não se trata de refletir sobre qual época era melhor ou pior. Mas sobre o que cada momento de nossa vida nos traz.

Devemos entender que a vida é formada por ciclos a partir dos quais devemos aprender para continuar crescendo, amadurecendo e aproveitando tudo o que encontrarmos em nosso caminho para sermos melhores a cada dia.

Compreendamos, por sua vez, que um filho marca um momento-chave no nosso ciclo de vida.

É um instante no qual todo homem e toda mulher devem se reiniciar, se reinterpretar e se superar como pessoa para obter o melhor de si, sua essência mais nobre, mais responsável, mais digna.

Longe de olhar para trás para perder essa liberdade de ontem, a pessoa madura colocará todo o seu foco no presente, nesse “aqui e agora”, no qual cada palavra, cada carícia, cada ato assume uma importância essencial.

O mundo sempre será mais bonito ao seu lado

 a vida é

Pode ser que seu filho seja um presente da vida, muito buscado. Pode até ser que seja um filho arco-íris, uma esperança renovada depois de perder sua pequena criança estrela.

É possível, também, que seu pequeno tenha chegado de improviso, sem você esperar e no momento mais complicado.

No entanto, as incertezas agora estão diluídas nas águas de ontem. Porque você descobriu que foi a melhor coisa que poderia ter acontecido com a preciosa ilha do seu presente. Você nunca foi tão feliz.

As crianças chegam em nossos braços de diversas formas. Às vezes na companhia do melhor parceiro do mundo, outras vezes precisamos enfrentar tal aventura na solidão.

No entanto, seja como for, você entendeu que a vida ganhou outra cor. Agora tudo é mais intenso, mais ruidoso, divertido, caótico, etc.

Agora, por sua vez, tudo é imensamente fugaz. O tempo passa muito rapidamente e seu filho cresce segundo a segundo, o que, em ocasiões, te enche novamente de temores, medos e preocupações.

Lembremos aqui novamente as palavras de José Saramago:

“Chegará o dia em que perderemos nossos filhos… Perder? Como? Não são nossos, recordam-se? Foram apenas um empréstimo!… O mais precioso e maravilhoso empréstimo, já que eles são nossos apenas enquanto não conseguem se defender, então pertencem à vida, ao destino e às suas próprias famílias. Que a vida sempre abençoe nossos filhos, pois já nos abençoou com eles “