Você sabe quantas fases tem o parto?

· 5 de janeiro de 2018

A atenção às fases do parto é um assunto fundamental dentro cuidado integral à mulher grávida. Melhorar a saúde materna antes, durante e depois do parto é um assunto público. Por causa disso, é um dos objetivos dos órgãos internacionais que atendem a saúde humana.

Um aspecto importante nas gestações e nos partos se refere à informação. Por isso, são divulgados dados a respeito de todos os fatores relacionados ao período de gestação e das fases do parto. E também sobre as práticas que vão beneficiar sua própria saúde e a do seu filho.

É verdade que existem muitas gestações e partos que transcorrem sem problemas. No entanto, a atenção periódica, a ingestão de alguns suplementos alimentares e os exames intrauterinos para controlar a saúde do bebê são medidas destinadas a reduzir os riscos.

“A atenção pré-natal é indispensável durante a gravidez. Ela vai melhorar as condições da criança em cada momento do seu desenvolvimento”

A hora do parto se aproxima

A aproximação do parto provoca certa ansiedade na gestante, mesmo que não seja seu primeiro filho. A barriga cresceu, a gestante se sente pesada, ela se olha no espelho e percebe que seu rosto inchou um pouco. Nesses momentos muitas perguntas precisam ser respondidas.

Talvez a mulher grávida saiba que tudo está bem, porque isso foi comprovado por todos os check-ups e os relatórios médicos, mas ainda assim, muitas vezes, acaba sendo impossível se manter alheia à inquietação natural e instintiva de dar a luz a um filho.

grávida com médica

Em uma gravidez normal, alguns sinais indicam que o dia do nascimento se aproxima e que o trabalho de parto está em andamento. A barriga baixa, porque o bebê começa a se encaixar para o parto e as contrações leves aumentam.

O rompimento o saco amniótico, uma bolsa que contém o líquido amniótico, e o chamado “estouro da bolsa” é o indicador mais evidente de que a mulher deve procurar o hospital. A criança está prestes a nascer.

Quando começa o parto?

Ao analisar as fases do parto, é preciso fazer referência, em primeiro lugar, a dois momentos importantes. O trabalho de parto e o parto propriamente dito.

  • No trabalho de parto, chamado tecnicamente de “pródromos do parto” acontece a mudança no colo do útero. A mulher pode sofrer contrações leves e irregulares, que somem quando se muda de posição. É uma fase que apresenta características diferentes em cada mulher, e, inclusive, na mesma mulher, pode acontecer de maneira diferentes se ela já tiver parido antes. Na verdade, algumas não chegam a percebê-la e em outras pode durar muitas horas ou, até mesmo, dias.
  • O parto começa quando se apresentam três condições: em primeiro lugar, o útero parte ao meio; é o que é conhecido como o “definhamento do útero”, que acontece no período do trabalho de parto. Posteriormente, o colo de útero se dilata e atinge por volta de dois ou três centímetros. Por fim, as contrações começam a ser ritmadas, acontecendo, pelo menos, a cada dez minutos. Quando essas três condições ocorrem simultaneamente, considera-se que o parto começou.

Fases do parto

O parto em si se desenvolve em três fases:

1- Dilatação

A primeira fase começa quando vaza o líquido amniótico e o colo do útero começa a se dilatar. A duração dessa fase varia de uma mulher para a outra. Algumas mulheres têm dilatação em pouco tempo, enquanto outras demoram várias horas.

Nessa fase, as contrações são cada vez mais ritmadas, fortes, dolorosas e frequentes. O bebê começa a descer o canal vaginal.

mãe com bebe

2- Expulsão

Essa fase começa quando a gestante alcançou a máxima dilatação e termina quando o bebê sai completamente. É o momento em que a mãe empurra o bebê, e, esses impulsos maternos constituem uma ajuda importante para que o bebê fique pronto para sair. Essa fase do parto pode durar entre uma e duas horas.

3- O parto

O parto não acaba com a saída do bebê. Em termos médicos, conclui-se depois da expulsão da placenta e das membranas ovulares. É uma fase extremamente importante para a mulher, pois se esse material residual ficar no útero, pode provocar infecções. Por isso, verifica-se se essa expulsão aconteceu para que não fique nada dentro do útero.

Concluída a fase de parto e depois de você receber o bebê nos seus braços, a fase de gestação acabou. A informação detalhada de todo esse processo reduz o nervosismo e o medo possivelmente sentidos pela gestante, principalmente, se você for uma mãe de primeira viagem. Você deve viver com tranquilidade e alegria esse momento de sua vida.