4 diferenças entre as contrações falsas e as do parto

· 12 de janeiro de 2018

Você já chegou no prazo, o parto pode acontecer a qualquer momento. As contrações aparecem, mas são as do parto ou são falsas contrações? Diremos a você quais são os sinais definitivos para distingui-las a seguir.

Quando se inicia o parto? Como saber se são contrações falsas ou se, na verdade, são um sinal de que devo ir para a maternidade? Muitas mulheres acham estressante o momento de saber se realmente chegou a hora ou não do parto. Distinguir um tipo de contração da outra é importante, por isso é normal que você sinta medo de não saber o que fazer.

Explicaremos abaixo o que você pode fazer para distinguir uma da outra.

Tipos de contrações

Existem seis tipos comuns de contrações, as quais podem ser classificadas como:

  • Contrações falsas. São aquelas que não são próprias do parto, ainda que possam ser muito semelhantes às reais.
  • Contrações de treinamento. A partir do oitavo mês, aproximadamente, os níveis de oxitocina começam a aumentar e os de progesterona a diminuir. Você começará a notar pequenas contrações, as chamadas de Braxton Hicks, que vão preparando seu útero para os movimentos expulsivos que acontecerão futuramente.
  • Contrações prodrômicas. Elas aparecem nas duas últimas semanas de gravidez e se caracterizam por serem as responsáveis pela expulsão do tampão mucoso. Duram entre 15 e 20 segundos e são sentidas na parte baixa do abdômen.
Las contracciones de parto son rítmicas y constantes.
  • Contrações do parto. Aquelas que dão início ao parto e se produzem depois do mesmo.
  • Contrações de dilatação. Verdadeiras contrações do parto. Durarão cerca de 20 segundos no início e a partir daí irão se intensificando e ocorrendo cada vez mais rápidas. Quando acontecerem a cada dez minutos, é o momento de ir para a maternidade.
  • Contrações de transição. O bebê já esta descendo pelo canal de parto. As contrações se prolongam, durando um minuto e meio e com uma frequência constante.
  • Contrações de expulsão. São as mais intensas e duradouras, pois são as que ajudam seu bebê a sair. Uma vez que ele tenha passado, você terá contrações menos dolorosas para expulsar a placenta.
  • Contrações pós-parto. Ocorrem no dia seguinte. Parecem com cólicas e são resultado do reposicionamento dos seus órgãos internos.

Como diferenciar as contrações falsas das do parto?

Existem alguns sinais que podem esclarecer se o que você sente são contrações do parto ou não. Ensinaremos os principais:

Dor

  • As contrações falsas costumam ser mais chatas do que doloridas. A barriga ficara dura, mas com uma mudança de postura elas passam.
  • As do parto, em compensação, são bastante dolorosas. O abdômen também se endurece e caminhar ou mudar de postura não faz com que desapareçam.

Frequência

  • As contrações falsas não são rítmicas. Ainda que as de Braxton Hicks possam aumentar de frequência à medida que se aproxima a data do parto, não seguem um padrão constante.
  • As contrações do parto sempre são rítmicas. Você irá notando cada vez com mais frequência e sentirá que cada contração durará mais que a anterior.
Las contracciones falsas con arrítmicas y molestas.

Localização

  • Nas contrações falsas, as dores são localizadas na parte baixa do abdômen.
  • As verdadeiras contrações do parto costumam ser notadas como uma dor que começa nas costas e vai até a parte baixa do abdômen.

Intensidade

  • As contrações falsas não costumam durar mais de 15 a 20 segundos.
  • As do parto podem chegar a durar 90 segundos nos momentos prévios ao parto.

Caso você perceba que as contrações que esta sentindo são dolorosas e se parecem com as do parto e não está dentro da data prevista do mesmo: você pode estar tendo um parto prematuro.

Antes de tudo, você deve levar em conta que uma mulher é diferente da outra. Existem mulheres que não sentem as contrações falsas e outras que sentem e com dor. Não se preocupe, seja qual for o seu caso, você não será a única. E claro, se você sente alguma dor que a deixe insegura, procure a maternidade. A equipe médica avaliará se você deve voltar para casa porque tudo não passou de um alarme falso ou se chegou o momento de ajudar o seu bebê a nascer.