9 fatos interessantes sobre gravidez

7 de junho de 2017

A gravidez tem várias fases e situações que são sempre diferentes pois nenhuma é igual à outra. Sendo mamãe de primeira viagem ou não, cada gravidez é uma experiência única. A maioria das mudanças são perceptíveis para a mãe, no entanto, outras acontecem sem o nosso conhecimento.

Desde a concepção a gravidez está cercada por enigmas. Uma infinidade de elementos compõem esse processo mágico que tem um resultado ainda maior. O que acontece em nosso corpo? Quais são os fatores que tornam possível essa situação tão perfeita da natureza? Em seguida, lhe contaremos alguns fatos sobre a gravidez que talvez irão surpreendê-la.

Fatos que talvez você não sabia sobre a gravidez

Cada semana que passa, as mudanças na mãe e no feto tem suas características específicas. Por essa razão nos referimos ao tempo de gestação com uma atenção especial. Alguns fatos são surpreendentes e outros apenas curiosos, mas a maioria deles ganha a nossa atenção porque é realmente difícil de imaginar.

Quando começa a ser chamado de feto? Quem decide o sexo do bebê? Quais são as chances de serem gêmeos? Todas estas perguntas têm uma explicação. Talvez nós nunca fizemos essas perguntas, mas vale a pena saber as respostas. Descubra um pouco mais a seguir.

Na primeira semana de gravidez ela não existia

O tempo gestacional é medido de acordo com o ciclo menstrual. Ou seja, se o óvulo que foi finalmente fecundado foi liberado há uma semana, este é o tempo que será levado em consideração. Quando esse óvulo foi liberado, você não estava grávida e também não sabia que seria fecundado. Mesmo assim é contado como a primeira semana de gestação.

Apenas um espermatozoide entre cem mil pode fecundar

Embora pareça improvável, são necessários cem mil espermatozoides para conseguir uma gravidez. Dessa enorme quantidade, apenas um é o sortudo. Todos vão em direção ao óvulo sem sucesso, mas essa quantidade é indispensável. A baixa quantidade de espermatozoides é a principal causa de infertilidade masculina.

Apenas 2% das gestações são de gêmeos

Considerando o quão difícil é para a natureza produzir uma gravidez múltipla, é provável que apenas 2% das gravidezes sejam de gêmeos. Embora seja o desejo de muitas mulheres é preciso que uma série de diferentes fatores seja combinado para que isso aconteça.

Por exemplo, é um fenômeno da natureza que dois espermatozoides fecundem dois óvulos (para produzir gêmeos não idênticos). Não há muita probabilidade de que uma mulher libere dois óvulos em condições normais. Também não é muito provável que um óvulo seja fertilizado por um espermatozoide se divida para produzir gêmeos idênticos.

O pai sempre escolhe sexo do bebê

Se o seu desejo é ter uma menina, não será o suficiente. Será sempre o homem quem decide no final. Não há nenhuma maneira de mudar isso porque é uma questão genética. A mulher só tem dois cromossomos sexuais que são do sexo feminino (XX). O homem por sua vez tem dois diferentes (XY). O sexo do bebê se define quando os genes da mãe e do pai são combinados. Se o pai carrega um cromossomo Y será menino e se carrega um cromossomo X será menina.

O feto se move a partir das primeiras 10 semanas

Não é comum sentir o movimento do bebê em tão pouco tempo. No entanto, sabe-se que o feto pode se mexer a partir das 10 semanas, ou seja, quando ele ainda é considerado um embrião. Mais tarde os seus movimentos podem começar a ser identificados de forma mais clara.

No meio caminho o bebê pesa apenas 300 gramas

Quando um feto que se desenvolve normalmente completa 21 semanas já avançou mais de metade da gestação. No entanto, ainda há muitas coisas para acontecer. Ele ainda deverá aumentar cerca de 3 mil gramas, dependendo de seu peso ao nascer. Para você ter uma ideia, com 21 semanas o feto é do tamanho de uma banana.

Do embrião ao feto em 8 semanas

Por carinho, sempre nos referimos como bebê mesmo que ainda esteja dentro do útero. Na verdade, ele tem outros nomes à medida que vai se formando. Antes das primeiras 8 semanas começará a ser chamado de embrião, é apenas uma coisinha em formação. Depois, recebe o nome de feto porque ele já é visto como uma forma mais definida.

A gravidez é considerada viável somente após as 24 semanas

À altura da 24ª semana já estamos tão apaixonadas por nosso bebê que já assumimos que o teremos nos braços. No entanto, para os especialistas, a gravidez não é considerada viável até depois deste momento. Viável significa que tem altas chances de chegar ao final com o melhor resultado possível.

Apenas 5% das gestações terminam na hora prevista

Isso por si só indica o que já sabemos, que a natureza é muito imprecisa. A julgar pela imprecisão dos dados ao estimar o tempo de gestação é normal que resulte nisso. Apesar da tentativa de estimar a hora do parto com mais exatidão possível, são poucos os casos que realmente acertam.

Imagem principal cortesia de © wikiHow.com