Alergia a medicamentos em crianças: sintomas e tratamentos

24 Agosto, 2020
Seu filho é alérgico ou você suspeita disso? Então não fique mais esperando: neste artigo, vamos mostrar tudo o que é indispensável saber sobre a alergia a medicamentos em crianças.

Em quais situações seu filho tem uma reação alérgica? Como podemos controlar a alergia a medicamentos em crianças? É natural ter essas preocupações quando as crianças apresentam eczema, urticária ou dificuldade respiratória após tomar medicamentos. Vamos mostrar como proceder.

Sintomas de alergia a medicamentos

Os sintomas podem ser diferentes em duas pessoas alérgicas, mesmo que sejam causados pelo mesmo medicamento. Isso ocorre por causa do tipo de sensibilidade e da resposta de cada pessoa.

No entanto, é importante reconhecer a tempo qual é o medicamento que causou a reação. Confira, a seguir, alguns sintomas de alergia de acordo com as áreas onde ocorrem:

Manifestações cutâneas

Ocorrem algumas horas depois de tomar o medicamento, ou até mesmo dias depois. Podem aparecer urticárias, manchas, eczemas ou bolhas sem origem aparente. Além disso, costumam ser dolorosas e provocar uma sensação de queimação.

Manifestações respiratórias

Geralmente são leves. No entanto, causam inflamação da traqueia e do tecido pulmonar. Como consequência, as vias aéreas se fecham, e isso impede a respiração normal. Nesse último caso, a situação deve ser tratada com urgência, pois há sérias repercussões.

Sintomas neurológicos

Semelhante ao que acontece no tecido pulmonar, quando há uma reação maior, o tecido cerebral é afetado. Portanto, os sintomas produzidos são tonturas e vertigens. Em casos mais graves, pode levar ao coma e até mesmo à morte.

Causas da alergia a medicamentos em crianças

As reações alérgicas a medicamentos ocorrem porque o sistema imunológico identifica erroneamente um medicamento como substância prejudicial. Isto é, o remédio é interpretado como se fosse um vírus ou bactéria.

Quando isso ocorre, esse sistema produz anticorpos específicos contra esse medicamento. São as substâncias químicas que causam os sintomas e sinais de uma reação alérgica. Isso pode acontecer na primeira vez em que a criança tomar um medicamento ou após tê-lo tomado várias vezes.

Alergia a medicamentos em crianças

O que é a anafilaxia e quais são seus sinais?

A anafilaxia é uma rara reação alérgica a medicamentos. No entanto, coloca a vida do paciente em risco, pois desencadeia uma disfunção generalizada nos sistemas do corpo. Alguns dos sintomas são:

  • Náuseas
  • Vômitos
  • Cólicas
  • Diarreia
  • Tontura
  • Queda da pressão arterial
  • Perda da consciência
  • Convulsões
  • Estreitamento da garganta e das vias aéreas

“Os sintomas podem ser diferentes em duas pessoas alérgicas, mesmo que sejam causados pelo mesmo medicamento”.

Medicamentos que produzem alergias em crianças

A alergia a medicamentos em crianças pode ser causada por qualquer medicamento. No entanto, os mais propensos a alergias são os de uso frequente, tais como anti-inflamatórios e antitérmicos, incluindo o ibuprofeno, a aspirina, o paracetamol, a dipirona e o voltaren. Os antibióticos da família da penicilina também podem causar alergias.

Tratamentos para a alergia

Existem muitos medicamentos eficazes e fáceis de usar. Alguns são de venda livre, enquanto outros precisam de receita médica. É importante destacar que os dois grupos de medicamentos sempre devem  ser recomendados pelo pediatra da criança. A automedicação não é recomendada de forma alguma!

Anti-histamínicos

São os medicamentos usados ​​para alergias há mais tempo. Eles suprimem os efeitos da histamina, ou seja, a inflamação, a coceira e a produção de muco nos tecidos.

Para alergias leves, os pediatras recomendam anti-histamínicos em spray, xarope ou mastigáveis, que derretem. Geralmente, a prescrição indica que a administração deve ser realizada à tarde ou à noite, pois costumam causar sonolência ou tontura. São de venda livre e fáceis de adquirir.

Descongestionantes

São administrados para descongestionar o nariz e às vezes são prescritos juntamente com os anti-histamínicos. No entanto, os efeitos colaterais desses medicamentos incluem hiperatividade, ansiedade, palpitações ou dificuldade para dormir. É por isso que seu uso deve ser prescrito rigorosamente e por tempo limitado.

Corticosteroides ou cortisonas

Pertencem à categoria dos medicamentos esteroides. São extremamente eficazes para o tratamento da alergia a medicamentos em crianças. Para isso, é necessário administrá-los todos os dias regularmente, e não como uma dose quando for necessário.

Estão disponíveis em várias apresentações, tais como cremes e pomadas, e são eficazes para os eczemas em crianças. Além disso, existem alguns sprays que contêm derivados da cortisona e que são utilizados por pacientes com alergia nasal.

Dessensibilização do medicamento causador da alergia

Essa é uma técnica que consiste na administração progressiva do medicamento que causa a alergia. É utilizada apenas diante de algumas reações alérgicas graves e nos casos em que é realmente indispensável, ou seja, quando não existem outros medicamentos alternativos para a doença.

Alergia a medicamentos em crianças

Prevenção da alergia a medicamentos em crianças

O pediatra desempenha um papel fundamental na prevenção da alergia a medicamentos. Sua primeira responsabilidade é coletar dados clínicos, essenciais para os estudos de alergologia.

É importante que a alergia da criança seja registrada no histórico médico detalhadamente. Por outro lado, para evitar a alergia a antibióticos, é aconselhável limitar seu uso desnecessário. Da mesma forma, os quadros clínicos propensos à infecção devem ser tratados imediatamente.

Em suma, a alergia a medicamentos em crianças pode ser evitada ou pelo menos tratada de forma eficaz. Siga essas sugestões para que seu filho possa se beneficiar de uma boa saúde sem sofrer danos irreversíveis.