Os 7 benefícios da natação durante a gravidez

31 de agosto de 2017

A natação durante a gravidez é um dos exercícios mais recomendados, sobretudo pela capacidade que a água tem, de amortecer todo o peso do corpo. Justamente essa propriedade permite que as mulheres grávidas façam facilmente os movimentos que fora da água seriam difíceis. Essa mesma pressão impede que sejam realizados movimentos bruscos, algo que por sua vez diminui em grande parte o risco de lesões.

A água também contribui para aliviar o peso da barriga e facilita a sensação de relaxamento, o que ajuda a liberar a tensão que todas as grávidas sentem nas costas. Ao mesmo tempo, uma sessão de natação suave melhora o tônus muscular das pernas, pélvis e glúteos, todos eles vitais durante o trabalho de parto.

Nadar estimula o sistema circulatório, o qual se torna favorecido pela posição horizontal que é usada quando se pratica natação, um exercício que previne as varizes, o inchaço e as câimbras nas pernas, ao mesmo tempo que aumenta a resistência dos pulmões, sem que isso produza uma fadiga física.

Antes de começar suas aulas de natação durante a gravidez visite seu médico

natación durante el embarazo

Ainda que certamente a natação seja um dos exercícios mais recomendados para as mulheres grávidas, o ideal é que antes de se inscrever nas aulas, você consulte seu médico. O profissional pode avaliar suas condições físicas, seus antecedentes familiares, e as condições de sua gravidez e tudo isso ajudará a determinar as condições da atividade física que você realizará debaixo d’água.

A natação é uma coisa natural para mim. Estou relaxado. Estou cômodo e sei que o que me rodeia. É minha casa

-Michael Phelps-

Existem alguns aspectos que seu ginecologista deve avaliar antes de você começar a nadar, pois esse exercício –ainda que nobre e completo – é contraindicado para mulheres que tenham uma gravidez de alto risco e também para aquelas que tenham risco de parto prematuro. Tampouco é uma atividade benéfica quando a grávida apresenta placenta prévia, crescimento uterino atrasado, problemas vasculares, ou dilatação do colo uterino.

Além disso, a gravidez, segundo os especialistas da Fundação Espanhola do Coração, não é sob nenhuma circunstância o momento ideal para aprender a nadar nem para retomar as atividades físicas após longos períodos de sedentarismo. Daí a importância de que você realize uma avaliação física antes de começar as aulas de natação. Também é importante que não se esgote durante a atividade física, mas sim que procure mover seu corpo de maneira suave e relaxada.

A natação durante a gravidez relaxa

natación durante el embarazo

Se o seu médico de confiança recomenda que você faça algum exercício durante sua gravidez, é bom saber que nadar em uma piscina traz muitas vantagens durante esse período.

Por exemplo, um dos benefícios da natação é que ajuda a relaxar todo seu corpo, sobretudo aquelas zonas que se sobrecarregam pelo peso do bebê, pois lhe ajudam a redistribuir o peso e também libera as articulações.

A natação também melhora o sistema cardiovascular e dá um melhor tom a todos os músculos, como também diminui os edemas circulatórios. O nado também ajuda a melhorar a flexibilidade de seu corpo, e a adquirir mais resistência física sem que isso signifique extenuar seu corpo.

Outro dos benefícios da natação durante a gravidez é que essa atividade física ajuda a melhorar seu estado emocional, pois diminui o estresse e a tensão nervosa. Estar na água também ajuda a conhecer seu corpo e a assimilar da melhor maneira as mudanças que estão ocorrendo nele. Além da sua prática, a qual pode ser durante aulas de uma hora de duração, incentiva as relações sociais e contribui para que você se prepare para o tão esperado momento do parto.

Como podemos ver, os benefícios da natação são muitos, tantos que os médicos ainda não entraram em acordo para estabelecer até quando é recomendável praticar a natação durante a gravidez.

Alguns especialistas indicam que nadar é bom até o momento do parto, já que a água contribui para melhorar os sintomas que se tornam mais agudos durante os últimos meses da gravidez, como as câimbras, os pés inchados por causa da má circulação sanguínea, as dores nas costas pelo peso da barriga, entre outros.

Contudo, existem médicos que recomendam abandonar as aulas de natação durante o oitavo mês de gravidez, pois é quando sem que se note, existe um maior risco de perder o tampão mucoso durante o exercício. O melhor é sempre consultar o médico e seguir as suas instruções.

Recomendados para você