Causas da candidíase no bebê

· 20 de março de 2017

A candidíase não é uma das infecções mais comuns nos bebês, mas pode aparecer em qualquer parte de seu corpo, especialmente naquelas onde há mais umidade. Esta infeção é produzida pela incidência de um fungo conhecido como Candida Albicans, e aparece principalmente na área genital e na boca; pode observar-se em forma de manchas de cor vermelha ou branca. Os bebês podem contaminar-se com este fungo tão somente pelo contato com a pele infectada, e em geral é a própria mãe quem transmite esta doença a seu filho. As principais maneiras de contaminar-se são por meio da amamentação e também no momento do nascimento, especialmente quando o parto se produz por via vaginal. Veja como agir em casos de candidíase no bebê

 

Quais são as causas da candidíase no bebê

Quais são as causas da candidíase no bebê?

Esta doença pode ser causada por várias razões, no entanto, em grande parte, o fungo que a produz pode ser controlado por bactérias naturais. Da mesma forma, é possível que a doença reapareça se não esterilizarmos com cuidado os produtos do bebê que tiveram contato com o fungo; se foi transmitida pelo peito materno, é preciso o uso de cremes especialmente indicados por um médico.

Entre as principais causas da candidíase no bebê, temos as seguintes:

  • Aparece particularmente quando existe excesso de umidade
  • Em casos de doenças como HIV, diabetes ou alguma outra que baixe as defesas do organismo, é muito comum esta infecção.
  • As mudanças hormonais da gestação também são uma possível causa da candidíase
  • Uso excessivo de esteroides e antibióticos
  • Medicamentos imunossupressores
  • Tratamentos de rádio e quimioterapia

Em pacientes com deficiência natural no sistema imunológico, isto está relacionado com a idade, onde crianças e idosos são os mais propensos.

Em algumas ocasiões o fungo pode permanecer ativo na superfície de mamadeiras ou chupetas, particularmente nos casos de candidíase na boca. Portanto, é recomendável ter muito cuidado com a limpeza desses objetos, pois a presença da doença na nossa casa é a principal causa de contágio.

Quais são os sintomas da candidíase no bebê?

Os sintomas de que o bebê foi contagiado com a candidíase pode variar de criança para criança, é possível que em algumas ocasiões não possamos nem se quer distinguir que existe a infecção. No entanto, um dos sinais mais visíveis é a aparição de uma espécie de erupção mais notória nas pernas e genitais.

Quais são os sintomas da candidíase no bebê

A candidíase do bebê é muito mais frequente na boca, a qual é um tanto mais fácil de distinguir porque se manifesta em toda a área da boca.  Aparece em forma de manchas brancas nas gengivas, parte interior da bochecha, paladar, língua e parte exterior da boca; este tipo de candidíase é mais frequente em recém-nascidos. Pode ser distinguido pelos seguintes sintomas:

  • Coceira excessiva
  • Ardor e irritação
  • Excesso de salivação
  • Mudança de cor na saliva
  • Incômodo ao ser alimentado

Tratamento contra a candidíase no bebê

Normalmente esta condição não requer um tratamento especializado, no entanto, é necessária a avaliação de um dermatologista para evitar que piore. As bactérias naturais ajudam muito a mantê-lo controlado, mas em casos que existam baixas defesas, a infecção pode sair do controle.

Quando se diagnostica a infecção na mãe é possível que os médicos comecem a tratar o bebê com medicamentos de ação antimicótica e fungicida para evitar que ele se contagie depois do nascimento. Igualmente, a mãe deve receber tratamento para evitar que o bebê volte a se contaminar durante a amamentação.

Cremes e gotas antimicóticas de uso geral são o tratamento mais comum, mas a prevenção é a chave no desenvolvimento desta doença. Evitar o excesso de umidade nas zonas afetadas, esterilizar mamadeiras e chupetas, além de seguir as recomendações do médico, sempre é o melhor tratamento.