A cesárea não é o caminho mais fácil

· 13 de junho de 2017

Parto normal ou cesárea? São partos diferentes, e ambos apresentam pontos positivos e negativos. Não existem partos mais fáceis ou mais difíceis. Não existe um método ou uma intervenção que vai significar uma saída ou uma escapatória. Sem dúvidas, a cesárea não é um caminho, sobre o qual tanto se fala, tão fácil de dar à luz.

Evidentemente, todas as mães chegam ao hospital no dia tão esperado desejando com todas as forças que tudo termine bem. É verdade que também se esconde certa preparação mental caso as coisas não saiam como o esperado. No entanto, apesar desse tema ser recheado de mitos, existe uma grande verdade.

O tipo de parto necessário para o seu filho chegar ao mundo não faz de você uma mãe melhor ou pior. Afinal de contas, ser mãe transcende esse papel meramente biológico. Pois a maternidade tem a ver com amor, proteção e cuidado para com aqueles tesouros que a vida dá de presente às mulheres. É abraçar aquela bênção tão preciosa e agradecer todos os dias.

Consequências de uma cesárea que você certamente desconhece

Quantas vezes você já ouviu dizer que você não pariu seu filho porque se submeteu a uma cesárea? Quantas vezes as pessoas lhe consideraram uma mãe ruim simplesmente por seguir os conselhos médicos que preferem o suposto “caminho fácil”? Nada causa mais dor e impotência que essa horrível afirmação.

Muitas vezes é a única alternativa para poder ter seu filho nos braços são e salvo. Porque muitos bebês não aguentariam passar pelo trabalho de parto. Inclusive, há casos em que se inicia o trabalho de parto, horas e dias passam, mas o bebê não chega. À cada instante o risco e a tensão aumentam. Então, parece não haver outra saída.

É claro que nesses casos os especialistas percebem sinais de sofrimento, além de sintomas clínicos que indicam a urgente necessidade de escolher outro caminho. E não, não é de forma alguma um atalho. Equivale a deixar para trás um caminho de pedras para escolher uma estrada pavimentada.

Além de tudo, esse tipo de mudança de decisão dos médicos provoca um choque profundo nas mães. A nuvem que ofusca a paisagem, que não nos permite ver o horizonte, que definitivamente deixa mais feia a imagem do momento sagrado. Certamente o anúncio do médico faz cair por terra todos os esquemas já programados e pensar nos possíveis resultados pode assustar.

parto normal

Muitas vezes não existe outra opção ou alternativa viável. É nesse momento em que o orgulho de ser aquela dura e corajosa mãe que tem a força necessária para enfrentar um parto normal deve morrer. É nesse preciso instante que se reaviva e intensifica o desejo de salvar, do jeito que for preciso, a vida do seu filho.

Isso quer dizer que muitas vezes esse tipo de escolha em relação a intervenções e métodos não depende das mulheres. As futuras mamães e os médicos acabam perdendo o controle sobre o parto e simplesmente se negam a realizá-lo colocando em risco a vida humana mais preciosa e esperada.

A cesárea, tão complexa quanto o parto normal

Não se engane! A cesárea é tão complexa e dolorosa quanto o parto normal. A diferença é que o parto normal pode ser mais doloroso na hora, enquanto que a intervenção cirúrgica começa a se fazer sentir no pós-operatório.

Esse tipo de procedimento não pressupõe somente um risco maior. É se colocar frente a frente com a morte em muitos casos. Sua recuperação é mais complicada e mais lenta. E não é só isso. Sua barriga vai ficar para sempre com uma cicatriz que vai fazer você se lembrar da maior dor e tensão da sua vida. Uma mudança de planos que deixou você de mãos atadas.

parto normal

 “Ter um bebê gritando, tirado da sua barriga através de um corte de somente 8 centímetros de largura que precisou de mais cortes, puxões e separação de todas as capas de gordura, músculo e órgãos. É uma experiência completamente diferente de como eu havia imaginado que traria meus filhos ao mundo”.

-Rayan Lee, uma mãe falando sobre o tema-

Por isso muitas mães que passaram por essa experiência, tão mal vista pela ignorância das pessoas, sustentam que não é de forma alguma agradável. Inclusive, pensar na volta para casa pode ser pesado. A cesárea usa os músculos centrais do abdômen, o que afeta consideravelmente o dia a dia, já que influencia em todos os movimentos.

São músculos rasgados, destruídos, que demoram a se recuperar naturalmente. Tossir, espirrar, fazer força para pegar no colo, ou amamentar o bebê, e se sentar são verdadeiras torturas. Então, o sentimento de incapacidade invade essas mães, por mais momentâneo que seja.

Quando a enfermeira diz para você se levantar, a dor de um corpo cortado em pedaços e costurado de novo nos atravessa. A ironia da vida é ter que ouvir que a cesárea é esse ‘caminho fácil’ que tanto fez você sofrer. Essas mães com seus eternos cortes merecem tanto respeito como aquelas que possuem e possuíram a linda possibilidade de parir pelo canal vaginal.

Recomendados para você