5 alimentos que protegem o coração da criança

Os ácidos graxos da série ômega 3 têm um forte poder anti-inflamatório, por isso ajudam a proteger o coração da criança, prevenindo a aterosclerose.
5 alimentos que protegem o coração da criança

Última atualização: 20 Maio, 2021

É fundamental proteger o coração da criança. Para isso, a alimentação desempenha um papel fundamental. Dessa forma, evita-se o desenvolvimento de patologias cardiovasculares a médio prazo, que podem condicionar os hábitos de vida. Uma vez que aparecem, tendem a se tornar crônicos e nem sempre são fáceis de resolver.

Implementar bons hábitos alimentares desde as primeiras fases da vida será fundamental para evitar disfunções orgânicas no futuro. Durante a infância, é mais fácil criar a aceitação de diferentes tipos de alimentos, estabelecendo as bases de uma alimentação saudável.

Alimentos que protegem o coração da criança

Com os seguintes alimentos que protegem o coração da criança você vai garantir o bom funcionamento e desenvolvimento desse órgão. Lembre-se de que para complementar esse objetivo é importante garantir um bom descanso e a prática regular de exercícios físicos.

Peixes azuis

Os peixes azuis são caracterizados por seu conteúdo de lipídios saudáveis. Dentre todos eles, os ácidos graxos ômega 3 se destacam pela capacidade de modular a inflamação do meio interno.

Menina comendo salmão, um dos alimentos que cuidam do coração da criança.

Segundo estudo publicado na revista International Journal of Molecular Sciences, é importante incluir esses nutrientes na dieta alimentar para prevenir doenças cardiovasculares. Seu consumo reduz o risco de desenvolvimento de placas de ateroma nos vasos sanguíneos, o que compromete a circulação.

Azeite

Algo semelhante ao caso anterior acontece com o azeite. Trata-se de uma fonte significativa de ácidos graxos da série ômega 3. Porém, é importante consumi-lo cru, pois se for submetido a altas temperaturas esses lipídios podem se transformar no tipo trans, que é considerado negativo.

Da mesma forma, deve-se levar em consideração que se trata de um alimento com alta densidade energética. Se ingerido em excesso, o equilíbrio calórico da dieta pode ser perdido, levando a um ganho de peso indesejável. É bom ressaltar que a obesidade é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

Chocolate amargo, um dos alimentos preferidos das crianças e que protege o coração

O chocolate que tem alta porcentagem de cacau é benéfico para o coração das crianças. Possui em seu interior fitonutrientes capazes de ajudar a modular a pressão arterial. Isso é afirmado em uma pesquisa publicada na revista The Cochrane Database of Systematic Reviews.

Em todo caso, é importante escolher variedades que contenham poucos açúcares adicionados, pois podem afetar negativamente a saúde metabólica das crianças, principalmente quando ingeridas em excesso.

Beterraba

A beterraba contém substâncias em seu interior, os nitratos, que geram um efeito vasodilatador. Graças a eles, a pressão arterial é reduzida, o que tem um efeito positivo no funcionamento do coração da criança. É possível incluí-la com frequência em saladas para aproveitar esse benefício.

Oleaginosas

Por fim, para encerrar essa lista de alimentos que protegem o coração das crianças, devemos destacar as oleaginosas, que também concentram em seu interior os ácidos graxos ômega 3, além de minerais essenciais para a manutenção de um bom estado de saúde.

Pai com filho comprando nozes a granel.

Elas contam com uma certa quantidade de fibras, que tem sido associada a uma melhora no perfil lipídico e a uma modulação eficaz da inflamação. É necessário lembrar que o descontrole inflamatório é um dos mecanismos subjacentes a muitas das doenças cardiovasculares.

Incluir na dieta alimentos que protegem o coração da criança

Como você viu, esses alimentos com alta concentração de lipídios saudáveis são adequados para proteger o coração da criança. É importante consumi-los em doses adequadas, pois costumam fornecer muitas calorias. Manter um estado de composição corporal ideal também será fundamental para manter um bom funcionamento cardiovascular.

Não se esqueça de que muitos outros fatores, além da dieta alimentar, podem influenciar o coração da criança. Por exemplo, a atividade física é considerada protetora contra o desenvolvimento de patologias crônicas e complexas. Tanto a médio como a longo prazo.

Ademais, também é fundamental garantir um bom descanso noturno. As crianças precisam de pelo menos 8 horas de sono todas as noites para uma recuperação adequada e um desenvolvimento adequado à idade. Por outro lado, modular os níveis de estresse também será decisivo para evitar estados de hipertensão.

Pode interessar a você...
Quatro sucos de fruta para crianças
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Quatro sucos de fruta para crianças

A amamentação materna deve ser exclusiva até os 6 meses de idade. Uma vez passada essa fase, o bebê já pode começar a ingerir os primeiros sucos de fruta.



  • Innes JK, Calder PC. Marine Omega-3 (N-3) Fatty Acids for Cardiovascular Health: An Update for 2020. Int J Mol Sci. 2020 Feb 18;21(4):1362. doi: 10.3390/ijms21041362. PMID: 32085487; PMCID: PMC7072971.
  • Ried K, Fakler P, Stocks NP. Effect of cocoa on blood pressure. Cochrane Database Syst Rev. 2017 Apr 25;4(4):CD008893. doi: 10.1002/14651858.CD008893.pub3. PMID: 28439881; PMCID: PMC6478304.