Como detectar e enfrentar a falta de motivação nas crianças?

22 de maio de 2018
A falta de interesse de uma criança em realizar qualquer atividade pode trazer consequências negativas para seu ambiente escolar e familiar. Desenvolvemos, neste artigo, as noções básicas sobre a falta de motivação nas crianças.

Quando falamos de crianças pensamos automaticamente em brincadeiras, corridas e diversão. No momento em que essas ações desaparecem, percebe-se que algo não anda bem. A pergunta nesse caso é a seguinte: o que pode produzir a falta de motivação nas crianças?

A motivação no ser humano é a responsável pelo indivíduo realizar suas atividades planejadas cem por cento. Se ela não existisse, tudo estaria parado, sem sentido.

Partindo desse ponto, a falta de motivação nas crianças é um tema muito sério porque diminui o seu rendimento em todos os aspectos de sua vida.

Muitos pais, ao se depararem com a falta de motivação de seus filhos, buscam ajuda profissional. O motivo para isso é que se veem diante de uma encruzilhada por não saberem as causas que podem ter gerado essa situação.

Na maioria dos casos, os pais se sentem preocupados e ficam apavorados por não saber como podem ajudar a motivar os seus filhos. Em muitos casos, também, perdem a calma.

Sintomas da falta de motivação nas crianças

É fundamental saber detectar a falta de motivação nas crianças. Os sinais mais comuns de que uma criança enfrenta esse problema são os seguintes:

  • Uma criança desmotivada não tem vontade de fazer nada. Não quer fazer as tarefas nem tem vontade de brincar.
  • Não sente inclinação por nenhum hobby
  • Mostra-se com falta de energia, apática.
  • Tende a parecer uma criança preguiçosa.
  • Não demonstra receptividade para realizar nenhuma atividade.
  • Realiza apenas as tarefas que lhes exigem, sem demonstrar nenhum tipo de iniciativa.
  • Não aproveita para desenvolver nenhuma atividade.
  • Faz tudo rápido, simplesmente para se livrar.

Todos esses sintomas são normais, já que a falta de motivação nas crianças é algo muito comum. As coisas devem ser analisadas com calma e não se pode deixar que a desmotivação de prolongue por muito tempo.

menina triste

O papel dos pais

É importante que os pais estejam atentos para evitar determinados comportamentos que promovam a falta de motivação nas crianças. Aqui seguem alguns exemplos:

  • Evitar que as crianças se sintam deixadas de lado.
  • Não deixar claro para elas qual é a razão ou objetivo das atividades que realizam.
  • Só impor atividades sem deixar tempo e espaço para que desenvolvam aquelas que realmente desejam fazer.
  • Atribuir tarefas muito difíceis que são maiores do que suas capacidades.
  • Não valorizar o que fazem, fazendo com que não sintam que seu esforço é valorizado.

Tudo isso exerce influência sobre a criança, fazendo com que ela se desmotive e perca o entusiasmo de realizar alguma atividade. Portanto, é recomendável evitar esses erros.

“A desmotivação nas crianças é um tema muito sério porque diminui o rendimento em todos os aspectos da vida”

Três causas que provocam a falta de motivação nas crianças

Existem alguns fatores que são indicados como os principais culpados pela falta de motivação nas crianças. O primeiro é biológico: a má alimentação e, por fim, a desnutrição. Uma criança com fome não é capaz de render da mesma maneira que uma bem alimentada.

O segundo é social; dificuldade em se integrar, se adaptar ao grupo; intimidação escolar ou fracasso escolar são formas em que se apresenta.

Por último, está o psicológico: a baixa autoestima, o medo de errar e fracassar. O bullying é outro dos principais fatores de desmotivação nas crianças.

Nesse sentido, o mais recomendável é se avaliar como pais e analisar o meio em que se encontra a criança para detectar o que está dando errado e tomar medidas quanto a isso. Sempre é bom considerar as habilidades das crianças para determinar quais atividades podem desenvolver. Dessa maneira, vai ser possível evitar a frustração.

Outro aspecto importante é se certificar de que a criança durma o necessário, tenha uma alimentação balanceada e conte com o carinho de ambos os pais. Como podemos ver, a maioria dessas medidas devem ocorrer dentro de casa.

Desmotivação no ambiente escolar

Caso a desmotivação seja originada no âmbito escolar, é essencial fazer-se as seguintes perguntas: O que está desmotivando a criança? Como eu posso ajudá-la?

Em muitos casos, o professor não percebe as habilidades do estudante. Sendo assim, o aluno é avaliado de maneira muito básica, deixando de lado os méritos e as necessidades afetivas que a criança possa ter.

É dever do professor comunicar imediatamente aos pais quando notar que o estudante não está cumprindo as atividades escolares. O trabalho conjunto do professor e da família irá ajudar a reverter efetivamente e em menos tempo a desmotivação das crianças. 

menino triste com a mochila escolar

Como evitar a desmotivação nas crianças?

Muitos especialistas sugerem que para evitar a desmotivação nas crianças é preciso falar diariamente com elas. Dessa forma, é possível saber se elas estão gostando ou não das atividades que estão praticando.

Se a criança sentir que está sendo apoiada pelos seus pais e por seu professor, será capaz de encontrar dentro de si a força necessária para realizar os seus deveres da melhor forma e com alegria. É importante oferecer prêmios quando a criança cumprir as tarefas e castigar quando ela não as realiza. 

No entanto, não se deve recorrer com frequência à motivação através dos prêmios. Isso porque a criança poderá ficar condicionada a fazer as tarefas só por causa da recompensa e não por convicção de que é o seu dever. É preciso ensinar os filhos a serem autônomos, a terem liberdade de pensamento e ações. Dessa maneira, eles terão diversas opções para tomar as suas próprias decisões.

Portanto, um lar cheio de harmonia, solidariedade e apoio é ideal para que a criança cresça com a confiança suficiente para realizar e alcançar qualquer meta na sua vida.

Recomendados para você