Como explicar o Alzheimer para as crianças

15 Fevereiro, 2021
Explicar o Alzheimer para as crianças pode ser um grande desafio. Você quer saber como fazer isso da melhor maneira possível? Vamos dar algumas dicas a seguir.

O Alzheimer é uma doença neurodegenerativa. Portanto, não é incomum que as crianças tenham um parente ou conheçam alguém próximo que sofre dessa forma de demência. Nesses casos, como o Alzheimer deve ser explicado para os pequenos da casa? Vamos dar algumas ideias a seguir.

Porém, primeiramente é preciso deixar claro que, para explicar o Alzheimer de uma forma simples e compreensível para as crianças, é necessário estar suficientemente informada.

Por isso, é aconselhável ler muito sobre o assunto previamente e, se você julgar necessário, entrar em contato com uma associação ligada ao Alzheimer para tirar todas as possíveis dúvidas sobre essa severa doença e o seu desenvolvimento.

Como explicar o Alzheimer para as crianças?

Explicar o Alzheimer para as crianças não é uma tarefa fácil. Por esse motivo, compilamos a seguinte lista na qual vamos apresentar algumas dicas que podem ser úteis. Tome nota de cada uma delas!

explicar o Alzheimer para as crianças

1. Encontrar o momento certo para a explicação

Ao falar com as crianças sobre o Alzheimer, é importante encontrar o momento certo. Essa conversa deve ocorrer em um ambiente calmo, relaxado e sem distrações.

Além disso, é imprescindível ter tempo disponível para explicar corretamente e resolver, com tranquilidade, todas as dúvidas e preocupações das crianças relacionadas à doença.

2. Explicar o Alzheimer de forma clara e concisa

Durante a explicação, é preciso tentar ser conciso e direto, além de usar uma linguagem simples e clara, adaptada à idade das crianças.

É importante que as crianças entendam que o Alzheimer não consiste apenas na perda da memória, mas que se trata de uma doença que afeta o funcionamento do cérebro e que, com o tempo, também pode afetar o funcionamento do corpo.

Portanto, elas devem se preparar para observar muitas mudanças no modo de ser e de agir da pessoa que sofre de Alzheimer, o que é especialmente difícil quando se trata de um avô ou uma avó, ou de outro familiar com quem existe uma relação afetiva próxima.

3. Mostrar apoio e compreensão diante das reações das crianças

Após a explicação, é hora de aguardar a reação das crianças. De acordo com a Alzheimer’s Associationalguns dos sentimentos e comportamentos que as crianças costumam exibir são:

  • Tristeza, por causa da maneira como a pessoa com Alzheimer vai mudar.
  • Curiosidade sobre a doença.
  • Frustração diante da nova situação.
  • Preocupação diante das diferentes formas como a pessoa com Alzheimer pode agir.
  • Medo diante da possibilidade de que outras pessoas queridas, ou que elas mesmas, contraiam a doença também.
  • Insegurança sobre a forma de lidar com a pessoa com Alzheimer.

Diante dessas reações, é preciso dar conforto e apoio e procurar fazer com que as crianças entendam que essas emoções são completamente normais e que, aos poucos, elas vão aprender a administrá-las.

4. Usar livros infantis e juvenis sobre o Alzheimer

Atualmente, existe uma grande variedade de livros infantis e juvenis no mercado que têm como objetivo ajudar os pequenos a compreender o Alzheimer. As histórias são uma boa forma que pode ser usada para explicar essa doença para as crianças porque alia o imaginário com a realidade.

explicar o Alzheimer para as crianças

A importância de explicar o Alzheimer para as crianças

É importante explicar o Alzheimer para as crianças, principalmente se elas forem ter contato, tanto permanente quanto esporádico, com uma pessoa com essa doença. Caso contrário, os pequenos podem ficar assustados ou confusos diante do comportamento de demência dessa pessoa, sem conseguir entender o que está acontecendo e por que ela está agindo dessa forma.

Em suma, se você tiver que enfrentar uma situação desse tipo, lembre-se de seguir as dicas que mostramos. Você certamente poderá explicar o Alzheimer para as crianças melhor do que imagina!