Como limpar os ouvidos da criança

· 27 de dezembro de 2017

A cera é uma substância que protege. Mas em excesso pode tampar o ouvido causando uma sensação muito incômoda. Aprender a limpar os ouvidos da criança é uma tarefa importante e também muito simples.

A cera protege o tímpano de agentes estranhos como água, sujeira, poeira e até mesmo insetos. Ela impede que esses elementos entrem nos ouvidos. A cera também contém substâncias químicas que combatem infecções.

O ouvido é dividido em três partes: externo, médio e interno. A parte externa inclui o pavilhão auditivo ou auricular que se conecta ao tímpano por meio do canal auditivo. O ouvido médio é a parte entre o tímpano e as estruturas do ouvido interno.

Na superfície do canal auditivo existem glândulas especiais que produzem cera, ou cerúmen, seu nome técnico. Esta substância chega à abertura do ouvido externo lentamente, onde se torna visível na orelha e sai ou cai durante o banho.

Como limpar o ouvido

Quando o organismo não expulsa, esta substância amarelada e pegajosa pode se acumular e tapar o ouvido. As consequências do acúmulo de cera são: diminuição da audição, tonturas ou náuseas.

É improvável que um recém-nascido tenha ouvidos sujos. Uma limpeza superficial dos ouvidos é suficiente. Com o passar do tempo, é importante aprender como limpar os ouvidos da criança para evitar alguns erros. Por exemplo, se a limpeza do ouvido se tornar uma obsessão, pode afetar a saúde.

Os ouvidos da criança devem ser limpos somente na parte externa. Você pode remover a cera que é vista nas áreas externas com um pano macio ou lenços umedecidos.

Nenhum tipo de objeto deve ser inserido dentro do ouvido. Se você achar que há muita cera no pavilhão auditivo, é melhor consultar o pediatra. Ele vai poder avaliar se de fato o ouvido está tampado pela cera ou ainda descartar outros possíveis problemas.

Quando se introduzem objetos no pavilhão auditivo, como cotonetes, existe o risco de empurrar a cera para dentro da orelha.

Cotonete para limpar os ouvidos da criança

Além disso, o risco de machucar o tímpano é grande. Se o bebê fizer um movimento inesperado enquanto você estiver limpando dentro do ouvido, pode ser muito perigoso. Se o objeto for afiado, como um palito de dente com um algodão, pode ser ainda mais arriscado.

As paredes do canal auditivo são muito delicadas nas crianças e por isso inserir objetos na orelha pode causar a descamação da pele. A produção de cera no ouvido pode aumentar como mecanismo de defesa e isso poderia causar mais problemas.

Como conseguir limpar?

O acúmulo de cerúmen no ouvido pode ser resolvido de várias maneiras, mas nada traumático ou arriscado.

Uma ideia para limpar os ouvidos da criança é usando óleo mineral, azeite ou glicerina. São necessários apenas duas ou três gotas para diluir a cera, facilitando a saída. Também é recomendado aplicar duas ou três gotas de óleo de parafina previamente aquecido.

Outra opção para limpar os ouvidos da criança é dissolver uma colher de chá de sal em meio copo de água. Pingue algumas gotas na orelha, espere agir por alguns minutos e incline a cabeça do bebê para drenar a solução.

Outra recomendação é aquecer água oxigenada ou aplicar chá de camomila. Coloque as gotas quentes no ouvido e aguarde até que a cera comece a sair sozinha.

Se mesmo assim a cera não sair ou se o bebê começar a apresentar alguma dor, é preciso consultar o médico.

Importância de limpar os ouvidos da criança

O banho e a limpeza dos ouvidos da criança

Aproveite a hora do banho para verificar a consistência e a cor da cera. A consistência deve ser fina e a cor deve variar entre o  amarelo claro, amarelo queimado ou meio alaranjado. Se a cera for grossa e escura, consulte o pediatra para verificar qualquer problema.

Os cotonetes são bastante úteis para a limpeza externa do ouvido. Você também pode usar panos úmidos com água e sabão. Nos dois casos, é preciso segurar a cabeça do bebê para o lado e fazer movimentos de dentro para fora, em direção à orelha.

Se entrar um pouco de água nos ouvidos do bebê durante o banho, incline a cabeça da criança para os dois lados e depois seque com uma toalha. Isso vai ser suficiente. É recomendável fazer esse processo para evitar que entre água no canal auditivo.

Se ainda restar água no ouvido, é preciso confiar no formato do ouvido e nas características naturais. O próprio ouvido deve evitar que a água chegue mais a fundo.

Nos recém-nascidos, a limpeza do ouvido não é uma tarefa que é preciso fazer todos os dias. Com o passar dos meses, no entanto, vai ser necessário uma higienização mais frequente. Os pais devem aprender a limpar os ouvidos da criança adequadamente até que ela consiga fazer sozinha.