Como preparar seu filho para mudar de casa

Você já pensou em como seus filhos encaram uma mudança? Se para você já é um pouco estressante, imagine o que pode significar para eles. Aqui oferecemos algumas dicas úteis para ajudar os pequenos.
Como preparar seu filho para mudar de casa

Última atualização: 30 Agosto, 2021

Se você pedir para uma criança citar uma experiência estressante em sua vida, ela certamente responderá: mudar de casa. E não é à toa. Organizar as caixas, escolher quais objetos guardar e quais descartar, são algumas das tarefas de uma missão quase impossível. E sem falar do nervosismo se a mudança incluir uma nova cidade.

Além disso, para os pequenos, essa situação representa uma ameaça para o mundo que eles conhecem. Isso envolve um estresse duplo, o que muitas vezes dificulta enxergar o lado positivo da situação. Por isso, vamos oferecer algumas dicas para que você prepare seu filho para o que está por vir.

Quais aspectos considerar ao preparar seu filho para mudar de casa?

As mudanças exigem boa organização e antecipação. Em geral, prestamos muita atenção às manifestações físicas do estresse. Porém, as emoções que são despertadas nesse processo são fundamentais e não devem ser deixadas de lado.

Aqui estão algumas dicas a serem consideradas em relação aos seus filhos antes e durante a mudança.

Antes de mudar de casa

É importante que você explique às crianças por que vocês estão se mudando. Encontre uma maneira de conversar para que elas não se sintam excluídas da decisão.

Crie espaços de comunicação onde os pequenos possam expressar suas emoções, inclusive o que os preocupa e o que gera medo. Também é importante que os adultos tentem ser positivos e não descontem sua ansiedade nas crianças.

É importante incentivar os pequenos a se envolverem no processo. Ou seja, você deve ensiná-los que a mudança está acontecendo e que não é um evento que vai ocorrer de um dia para o outro.

Atribua algumas responsabilidades de acordo com a idade da criança, como separar suas roupas, montar uma caixa ou ajudar você a organizar tudo. Dessa forma, ela estará participando ativamente do processo.

Além disso, reserve algum tempo para a diversão. Por exemplo, incentive seus filhos a desenharem nas caixas ou a preparar as etiquetas. Principalmente nas caixas que guardam seus pertences.

 

Desempacotar e arrumar leva tempo, por isso é importante deixar os objetos que dão um ar de familiaridade à nova casa por perto. Uma boa opção é perguntar às crianças quais são os seus objetos preferidos na casa para que você possa deixá-los visíveis desde o primeiro momento.

Incentive as crianças a viverem no novo espaço como se fossem seu. Também inclua seus filhos na escolha da decoração dos quartos para que a mudança seja um acontecimento mais amigável.

É necessário evitar que dois momentos importantes ocorram ao mesmo tempo. Por exemplo, passar pelo processo de aprender a usar o banheiro enquanto a família estiver se mudando. Isso pode ser muito estressante para as crianças e pode até causar algum retrocesso em suas conquistas. Essas regressões são esperadas e representam mecanismos de defesa para enfrentar situações difíceis.

Se possível, organize uma visita ao novo bairro onde vocês vão morar e mostre lugares que possam ser do interessantes para os pequenos. Por exemplo, uma praça, um clube ou a nova escola.

Uma mudança é uma boa hora para se livrar de coisas que não são mais usadas, mas essa regra nem sempre se aplica às crianças. Para algumas, a ideia de se desfazer dos seus objetos pode ser angustiante, então não as force a fazer isso.

Os adolescentes podem ficar mais relutantes em se mudar, pois o grupo de amigos é muito importante nessa fase de suas vidas. Entrar em uma nova escola e encontrar um novo grupo de colegas pode ser uma tarefa realmente desafiadora. Na medida do possível, é uma boa ideia programar a mudança para o final do ano letivo.



Uma vez instalados na nova casa…

 

Dicas para preparar seus filhos para mudar de casa

É aconselhável não interromper o contato com amigos ou parentes que costumavam frequentar a casa, especialmente se vocês se mudarem para outra cidade ou país. Uma boa desculpa é ligar para eles e contar como é a nova casa ou o novo bairro.

É importante mostrar aos filhos que os relacionamentos vão se manter e que ninguém vai se esquecer deles.

Vocês também podem organizar “passeios em família ou com amigos” e deixar que as crianças mostrem sua nova casa. É uma forma de se apropriar do espaço e começar a enxergá-lo com outros olhos.

Na medida do possível, tente manter os horários e as rotinas que seus filhos tinham anteriormente. Isso os ajuda a ter uma noção de estabilidade e controle da situação. E, portanto, fornece segurança nesse contexto de mudança.



Sobre a importância de preparar seu filho para mudar de casa

É importante não esquecer que as mudanças são experiências estressantes para todos. Esse lembrete permitirá que a família compreenda e aceite todas as emoções que surgirem ao longo do processo. Essa ideia também ajudará a planejar e antecipar o processo para que não seja vivenciado pelas crianças como algo negativo.

Não se esqueça de que a informação nos dá confiança e nos ajuda a enfrentar melhor qualquer crise da vida.

Pode interessar a você...
Como mudar de escola afeta as crianças?
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
Como mudar de escola afeta as crianças?

Mudar de escola não precisa ser uma experiência difícil para as crianças. Vamos revisar os pontos principais sobre esse assunto que tanto preocupa ...



  • CORRALIZA, J. A. Y COLLAZO, S. (2011, 221-226): “La naturaleza cercana como moderadora del estrés infantil”, Psicothema, Vol. 23, nº 2, págs. 221-226