Conselhos de Montessori para que seus filhos ajudem em casa

11 de setembro de 2017

Maria Montessori foi uma importante educadora, cientista e filósofa italiana. Seus métodos pedagógicos, considerados radicais para sua época, se focavam no respeito às crianças e na confiança das suas capacidades. Graças aos conselhos dessa mulher hoje em dia sabemos que as crianças são como esponjas: absorvem tudo o que veem, sentem e ouvem.

Segundo sua filosofia o mais importante para o aprendizado é a motivação. Os conhecimentos devem ser percebidos e fundamentados, não introduzidos à força. A criança deve aprender a amar e respeitar o ambiente em que vive e, assim, se desenvolver. Infelizmente, esses conceitos foram duramente criticados na sua época. Muitos setores conservadores viam suas inovações como algo ruim, já que eram muito diferentes do que estava estabelecido.

Felizmente hoje em dia os conselhos de Montessori são muito valorizados pelas instituições educativas. Muitos colégios levam seu nome e utilizam seus ensinamentos. Mas seus argumentos não são utilizados apenas em temas acadêmicos. Cada vez mais pais valorizam sua forma de ensinar as crianças a serem autossuficientes dentro de casa.

Montessori

O comportamento dos filhos é reflexo do comportamento dos pais. Se as crianças forem ensinadas a julgar, julgarão. Se forem ensinadas a ser ridicularizadas, vão crescer sendo inseguras. Por outro lado, se desde pequenas forem ensinadas a serem justas, quando mais velhas serão justas.

Assim, a mesma coisa acontece com as tarefas cotidianas. Se desde pequenas participam ativamente do que acontece dentro do lar, rapidamente vão aprender a ser autossuficientes. Cada idade da criança tem suas vantagens e desvantagens, mas todas são positivas. O que não se aprende em uma, se aprende na outra.

Conselhos de Montessori para crianças de 2 a 12 anos

Aos 2-3 anos

Nessa idade a criança ainda é muito pequena para realizar a maioria das tarefas. Ela pode começar dando pequenos passos, como ajudar a colocar a mesa, aprender a servir água nos copos ou até varrer pequenos espaços. É possível ensinar a criança a limpar seu lugar à mesa depois de comer, e também o pó em lugares mais baixos.

Aos 4-5 anos

Já é possível ensinar a criança a fazer tarefas mais específicas, como colocar os talheres ou retirar os pratos sujos da mesa. Essa também é uma boa idade para as crianças aprenderem como funciona o aspirador de pó e para ajudar a organizar as compras. O mesmo vale para arrumar a cama, regar as plantas, e alimentar os animais de estimação.

Ajude-me a agir por mim mesmo

-María Montessori-

Aos 6-7 anos

Esse é o período perfeito para a criança ajudar a fazer pequenos pratos que não sejam difíceis. Varrer e tirar as louças da máquina de lavar louças são tarefas que ela já pode realizar. Ela também pode aprender a descascar batatas e cenouras, a retirar ervas daninhas do jardim e a dobrar meias.

Aos 8-9 anos

Com essa idade a criança já consegue limpar sem nenhum problema. Ela pode aprender a fazer café ou suco, a tirar o lixo, e a limpar coisas mais difíceis, como a geladeira. Também é um bom momento para que ela aprenda a tirar os pratos da máquina de lavar louças e, se tiver um animal de estimação, para que aprenda a passear com o bichinho sozinha.

Aos 10-11 anos

Nessa fase ela pode aprender a cozinhar coisas básicas e a planejar o menu do dia. Aprender a cortar a grama e a costurar são atividades que a criança já é capaz de realizar. Outras como pegar a correspondência ou aspirar as almofadas podem ser aprendidas nessa fase ou até nas fases anteriores.

Dos 12 anos de idade em diante

Essa última fase da infância permite que as crianças realizem tarefas mais difíceis. Nessa idade, elas já conseguem  ajudar perfeitamente a lavar o carro, a preparar pratos fáceis e a limpar vidros. Também já conseguem pintar um quarto, além de aprender a passar e trocar uma lâmpada. Certamente, é o momento perfeito para começar a cuidar dos irmãos mais novos.

Montessori

Basicamente, os conselhos de Montessori estão focados em uma coisa: respeite seu filho. Permita que ele erre e não o repreenda por isso, pois a forma de aprender é errando.

Converse com educação, incentive seu filho para que atinja suas metas e não o ridicularize. Ouça suas ideias e seus problemas e sempre seja paciente.  Se você o tratar com amor, carinho e respeito, seu filho vai crescer forte e com uma personalidade própria.

Ele vai tratar gentilmente as pessoas e a confiança em si mesmo vai impedir que se afunde quando as coisas não saírem bem. Seu filho será uma pessoa diligente e saberá viver sem você, mas sempre vai admirar aquela pessoa que sempre acreditou nele.

  • Campos, O., & Claudia, R. (2003). Método Montessori. Psicopedagogía II Semestre.
  • Febres-Cordero Intriago, I. M. (2014). La importancia de promover la autonomía en niños de cero a cinco años(Bachelor’s thesis, Quito, 2014). http://repositorio.usfq.edu.ec/handle/23000/3152
  • Hainstock, E. (2013). Teaching Montessori in the home: The Pre-School years.Toronto: Random House.
  • Montessori, M. (2013). Metode Montessori. Jogjakarta: Pustaka Pelajar.
  • Pitamic, M. (2004). Teach me to do it myself: Montessori activities for you and your child. New York: Barron ́s Educational Series, Inc.
  • Seldin, T. & Epstein, P. (2003). The Montessori way. Florida: Todd Allen Printing Co.Inc.
  • Valdebenito, P. E., Profesora, V., Claudia, I. :, Bocaz, S., Campos, R., Ramo, O., & Loyola, : (2003). METODO MARIA MONTESSORI. Instituto Profesional Luis Galdames.