As crianças podem comer sushi?

O sushi é um prato muito saboroso. No entanto, tem um alto risco microbiológico. Por essa razão, as crianças mais novas devem evitá-lo na dieta.
As crianças podem comer sushi?

Última atualização: 17 maio, 2022

O sushi é uma preparação que está na moda e é cada vez mais consumida em vários países. Tem muitas formas diferentes de preparo e, dependendo de como é feito, pode ser considerado um prato saudável. Contudo, muitas mães se perguntam se as crianças podem comer sushi porque é um alimento que tem peixe cru dentro. É por isso que hoje vamos esclarecer essa dúvida.

Antes de começar, deve-se notar que uma alimentação saudável é aquela que é variada e equilibrada do ponto de vista energético. É fundamental que apareçam muitos alimentos diferentes no prato para evitar deficiências de nutrientes essenciais, que condicionam o bom funcionamento do organismo.

Sushi na dieta das crianças

Menino vestido de cozinheiro segura prato com pedaços de sushi
As crianças são propensas a desenvolver doenças intestinais a partir do consumo de alimentos inadequados. Por essa razão, não é recomendado incluir sushi em sua dieta.

Até os 12 anos, a inclusão do sushi na dieta das crianças não é recomendada. Isso se deve principalmente à presença de peixe cru na preparação, o que acarreta um certo risco microbiológico. A intoxicação alimentar na infância pode colocar sua saúde em risco e também alterar a composição de sua microbiota.

É importante considerar que o peixe cru pode conter microrganismos patogênicos para os seres humanos. Normalmente, ao preparar sushi, uma série de processos são seguidos para limitar a presença deles. Somente quando o alimento é submetido a temperaturas acima de 65 graus em seu interior é que sua salubridade geralmente é garantida.

Dicas de segurança ao consumir sushi

Mesmo que a criança tenha mais de 12 anos, pode ser necessário levar em conta uma série de dicas ao incluir o sushi em sua dieta regularmente.

Em primeiro lugar, é fundamental que o pequeno seja vacinado contra o vírus da hepatite A, pois a infecção pode ocorrer através do consumo de peixe cru. Essa patologia coloca em risco o bom funcionamento do fígado, conforme confirmado por um estudo publicado na revista Gastroenterology Clinics of North America.

Por outro lado, é fundamental evitar o sushi feito de peixes grandes, pois contêm uma quantidade maior de mercúrio. Esse metal pesado pode se acumular no tecido adiposo da criança, passar para a corrente sanguínea de forma sustentada ao longo do tempo e causar intoxicação grave. Foi demonstrado que o consumo regular desse elemento aumenta a incidência de desenvolver doenças neurodegenerativas.

Por fim, deve-se ter um cuidado especial com o sushi que é preparado com mariscos e crustáceos, pois estes podem estar contaminados com vários germes e transmitir doenças. Nesses casos, medidas higiênicas devem ser tomadas ainda mais para evitar problemas graves.

Os benefícios do sushi

Apesar do que foi dito acima, o sushi pode ser incluído no grupo dos alimentos saudáveis. É um prato que concentra uma quantidade significativa de ácidos graxos da série ômega-3, elementos que conseguem modular os níveis de inflamação no corpo. Graças a esse efeito, o risco de desenvolver algumas patologias crônicas é reduzido.

Por outro lado, estamos falando de uma preparação energética que combina carboidratos complexos com proteínas de alto valor biológico. Pode ser bastante positivo para quem pratica esportes regularmente, pois ajuda a suprir as necessidades diárias desses nutrientes.

Para finalizar, deve-se notar que certos tipos de sushi podem conter açúcares simples em seu interior. É preciso ter cuidado com isso, pois eles podem afetar negativamente a saúde metabólica a médio prazo se consumidos em excesso.

Palito chinês segurando pedaço de rolo de sushi.
O sushi é um alimento nutritivo e saudável, porém, não para todos os grupos. Gestantes e crianças menores de 12 anos devem evitá-lo na dieta.

Crianças pequenas não podem comer sushi

Como você viu, não é recomendado incluir sushi na dieta de crianças menores de 12 anos. É um prato completo do ponto de vista nutricional, mas com alto risco microbiológico por conter peixe cru. O corpo dos pequenos não está totalmente preparado para consumir esse tipo de preparo.

Da mesma forma, quando o sushi é feito em casa, é fundamental manter boas práticas de higiene para evitar problemas posteriores. Por exemplo, garantir que o peixe escolhido seja de boa qualidade e fresco. Mesmo que também tenha passado por um processo de congelamento anterior.

Pode interessar a você...
Como prevenir a intoxicação alimentar durante a gravidez
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Como prevenir a intoxicação alimentar durante a gravidez

Aprenda as regras básicas de segurança alimentar para prevenir a intoxicação alimentar durante a gravidez. Saiba tudo sobre esse tema aqui!



  • Abutaleb, A., & Kottilil, S. (2020). Hepatitis A: Epidemiology, Natural History, Unusual Clinical Manifestations, and Prevention. Gastroenterology clinics of North America49(2), 191–199. https://doi.org/10.1016/j.gtc.2020.01.002
  • Branco, V., Aschner, M., & Carvalho, C. (2021). Neurotoxicity of mercury: an old issue with contemporary significance. Advances in neurotoxicology5, 239–262. https://doi.org/10.1016/bs.ant.2021.01.001