Como fazer seu filho comer de tudo

· 1 de março de 2017

Há dias em que o momento da refeição pode se tornar o momento mais temido e desesperador, ao invés de ser um momento feliz para compartilhar em família. Se seus filhos são daqueles que apresentam dificuldades para comer ou experimentar coisas novas e na hora da refeição eles fazem um drama, não se preocupe, hoje vamos lhe ajudar e dar as melhores dicas para fazer com que que seus filhos comam de tudo.

Como sempre, a paciência é a sua grande arma. Não perca a calma, existem outras maneiras de introduzir alimentos gradualmente e fazer com que almoço e jantar cheguem a ser até mesmo divertidos. Mas se você se chateia e fica nervosa, não vai fazer com que seu filho coma, nem mais nem melhor. Pelo contrário, a criança se recusará a comer ou a experimentar novos alimentos, além de temer o momento de comer, já que este será associado a uma experiência desagradável.

Como fazer seu filho comer de tudo

Para fazer com que seu filho coma de tudo, é importante que ele relacione o tempo da refeição a uma experiência divertida e agradável e, inclusive, que espere por isso ansioso.

A primeira coisa é tentar fazer com que todos comam juntos, em família. Para o pequeno é uma alegria poder passar tempo com seus pais e irmãos. Esse seria o momento ideal para desfrutar juntos e sem distrações como a TV, por exemplo. É preferível conversar sobre como tem sido o dia, desfrutar, rir, parabenizar a pessoa que tenha cozinhado naquele dia, saborear bem os alimentos, etc.

Se para a criança o momento da refeição é um momento gostoso, ela terá mais apetite. Não se se deve esquecer que elas gostam de imitar aos adultos, por isso, se você quer introduzir um novo alimento, antes de colocá-lo no prato da criança, sirva-o para o resto da família e sugira que eles façam comentários como “ hummm, que delícia”.  Assim, é mais provável que a criança queira experimentá-lo, e que goste também. É muito importante que ela observe que a dieta é bem variada, com frutas, legumes, peixes, massas etc. Lembre-se de que você é o melhor exemplo para ela.

comer

Outro truque é envolver as crianças na preparação dos pratos. Levá-las às compras, mostrar-lhes quão bonitos são os vegetais e as frutas ou o cheiro bom que eles possuem, e além disso, permitir que as crianças colaborem na preparação de vez em quando, pelos menos adicionando o toque final no prato ou lavando os alimentos, ou até mesmo colocando-os num recipiente, qualquer tarefa simples. Se elas sentirem que têm ajudado ou participado no processo da cozinha, com certeza irão ter ainda mais vontade de experimentar e saborear o resultado.

Fazer com que os pratos pareçam divertidos. Se você lhes oferece um prato de lentilhas com as batatas e cenouras formando um rosto com sorriso, isso pode atraí-los mais do que um prato convencional, e inclusive podem brincar um pouco, por exemplo, fale de comer primeiro o nariz, depois os olhos, etc… O importante é que seu filho ache divertido e tenha vontade de comer. Na verdade, há muitas maneiras e ideias que você pode adotar para a apresentação dos pratos. Temos certeza de que desse jeito você terá sucesso.

Outro ponto importante a ter em conta é entender que seu filho não tem que gostar de todos os alimentos. Isto é algo normal, nem todos gostam de tudo. O importante é que ele consuma alimentos de todos os grupos para, assim, obter todos os nutrientes essenciais: carboidratos, proteínas, vitaminas, etc. Portanto, se ele não gosta de um determinado alimento, você pode substituí-lo por outro que possua propriedades semelhantes.

Coloque no prato só a quantidade certa de comida ou um pouco menos. Ele é apenas uma criança e tem que comer de acordo com a sua idade, peso e altura, e não pode comer a mesma proporção que um adulto. Além disso, é altamente importante que ele saiba identificar a sensação de saciedade e que não a exceda, a fim de evitar a obesidade. Se ele quiser mais, ele pode pedir.  Desta forma, ele pode decidir, tomar suas próprias decisões e não as impostas pela mãe ou pai. Isto vai fazê-lo se sentir bem e mais adulto.

comer2

 

Outros detalhes a serem considerados para que seu filho a coma de tudo

Não se deve ceder à chantagem emocional do choro quando ele não quiser comer, nem se deve dar de tudo o que ele quiser para evitar o conflito. Ele deve entender que  tem que comer tudo e variado, e também compreender que as refeições são um hábito agradável e cotidiano. Mãe, sim, é possível reverter a situação para que seu filho desfrute e coma bem.

Outro fator a considerar é a fadiga. Tente que o almoço e jantar não coincidam com as horas da sesta ou a hora em que o pequeno vai dormir. Quanto mais cansado ele esteja e mais sono tenha, menos vontade de comer terá.

Lembre-se que, como qualquer hábito, você terá que o introduzi-lo pouco a pouco. Além disso, existem muitos tipos de sabores aos quais seu corpo tem que se acostumar. Com paciência, jogos e carinho, com certeza você vai conseguir.