Os grandes benefícios das uvas durante a gravidez

· 6 de fevereiro de 2017

O consumo de uvas durante a gravidez encerra uma série de mitos que nós vamos ajudar a esclarecer a seguir.

Muitas futuras mamães sentem vontade de comer algum alimento específico durante o período de gestação. Esses desejos, como também são chamadas as vontades de consumir algo específico, muitas vezes estão relacionados às uvas. Alimento que é objeto de muitos rumores. Por essa razão, queremos sanar todas as suas dúvidas sobre esse assunto.

De acordo com os especialistas não há razões para proibir o consumo dessa fruta às mulheres grávidas. “A menos que a paciente tenha sido diagnosticada com diabetes gestacional, já que as uvas apresentam alto teor de glicose e possuem muitas calorias”, afirmou a ginecologista e obstetra de origem venezuelana Isabel Navas.

Para Navas, o consumo desse alimento deve ser racional porque “nada em excesso é bom e as frutas também estão incluídas nessa máxima. Se você sente prazer ao comer um cacho de uvas, não há porque se reprimir. Mas você deve ficar atenta à sua ansiedade caso perceba que está consumindo mais de um quilo de uva por dia”.

As uvas são contraindicadas para mulheres que apresentam diabetes gestacional

Por outro lado, a acidez que costuma aparecer durante os primeiros meses de gestação pode piorar devido ao consumo excessivo de uvas. Isso não é um mito, é uma realidade. Se esse for o caso, então recomendamos que você coma com moderação até superar esses sintomas, os quais costumam desaparecer no segundo trimestre de gravidez.

Mas, em linhas gerais, as uvas são uma fonte de nutrientes que podem ser benéficos tanto à mãe como ao desenvolvimento do feto. Agora vamos explicar sobre o que estamos falando quando nos referimos às numerosas vantagens das uvas.

Razões para comer uvas

uvas

As uvas são alimentos ricos em fibra. Assim, são ideais para combater a prisão de ventre. E, de fato, essas pequenas frutas são consideradas por muitos como um laxante natural.

Dessa maneira, elas funcionam como um diurético e facilitam a redução da retenção de líquidos e a inflamação nas pernas e nos pés que costumam aparecer nas mulheres grávidas.

Como se não fosse suficiente, as uvas contêm ácido fólico – sobretudo as vermelhas – um elemento vitamínico que age diretamente na divisão e na multiplicação celular durante o desenvolvimento embrionário.

Por essa razão, os médicos recomendam aumentar a dose de ácido fólico para mulheres grávidas. Essa recomendação tem o objetivo de prevenir a espinha bífida e qualquer outra alteração no sistema nervoso do feto.

Da mesma forma, as uvas são uma excelente loção para amenizar as mancha na pele que podem aparecer em algumas mulheres devido às drásticas alterações hormonais.

Assim, uma boa ideia é cortar a uva pela metade e esfregar com cuidado sobre a mancha na pele. Se você perceber que a mancha continua, não hesite em consultar seu médico. Você pode escolher entre uvas frescas e passas, já que ambas oferecem benefícios.

As passas também são boas!

Muitas mães se perguntam se depois de secas ou desidratadas as uvas conservam todas as suas propriedades. Para responder a essa pergunta, achamos conveniente explicar as vantagens que o consumo de uvas passas oferece.

A prisão de ventre também pode ser aliviada com o consumo de uvas passas. Assim, é bom incluir esse alimento no café da manhã ou da tarde juntamente com outras frutas secas ou com iogurte.

A glicose e as calorias da uva aumentam quando elas é consumida na forma de uva passa. Dessa forma, ela proporciona mais energia para as mães que, inclusive, podem apresentar quadros de anemia. As passas mantêm os níveis de hemoglobina altos. Assim, você vai se sentir com mais energia e força.

A presença do ferro e do cálcio nas passas as transforma em um alimento indispensável ao desenvolvimento do sistema ósseo do feto, o qual recebe todos os nutrientes na barriga da mãe.

Pesquisas recentes revelaram que o consumo de uva passa é benéfico para o desenvolvimento da cavidade ocular do feto. Assim, os olhos do seu filho vão ser mais saudáveis.

Levando em consideração todas essas recomendações, podemos concluir que você pode ficar tranquila. As uvas são um alimento que oferece muitos benefícios à você e ao seu bebê. Você pode comer uvas frescas ou passas, dependendo exclusivamente da sua vontade.

Não se esqueça de que, além dos complexos vitamínicos que o médico vai receitar, uma alimentação saudável será a melhor garantia de que seu corpo vai fornecer todos os nutrientes que seu pequeno necessita para se desenvolver plenamente.