A importância de ensinar as crianças a beber água no verão

10 Março, 2020
As crianças gastam energia por meio de uma atividade física contínua. Elas suam e precisam repor o líquido que o organismo eliminou. É muito importante, sobretudo no verão e com as altas temperaturas, que os nossos filhos bebam água.

Como se costuma dizer, a água é vida e, por isso, é muito importante ensinar as crianças a beber água no verão. Assim, para esses dias de muita atividade infantil e intenso calor, é imprescindível que os nossos filhos se mantenham hidratados.

A água é o principal componente do corpo humano. Para os adultos, ela varia entre 70% e 75% e, para as crianças, chega a quase 80%. O objetivo, portanto, é manter essa proporção.

Na maioria dos casos, quando as crianças afirmam estar cansadas, é possível que isso se deva a um consumo inadequado de água e, também, ao fato de que o corpo pode estar funcionando de maneira ineficiente.

Sem dúvida, o consumo adequado e regular de água tem inúmeros benefícios para a saúde. Além disso, devemos lembrar que o hábito de ensinar as crianças a beber água no verão, além de manter o corpo delas saudável, as manterá ativas e felizes.

Benefícios de ensinar as crianças a beber água no verão

Os benefícios que são obtidos ao acostumar as crianças a beber água estão mais do que comprovados. Dessa forma, se as crianças estiverem bem hidratadas, o seu organismo funcionará corretamente. Além disso, será uma boa forma de fomentar um hábito saudável destinado ao cuidado do corpo.

Crianças bebendo água numa tarde de verão

Entre os benefícios mais importantes, podemos mencionar os seguintes:

  • A água ajuda o corpo a eliminar as toxinas. É um processo diário de depuração por meio dos resíduos: urina, fezes e transpiração.
  • Com o líquido vital, estimula-se o metabolismo dos alimentos.
  • A água melhora o funcionamento do trato gastrointestinal. Além disso, também evita a prisão de ventre, um mal-estar muito comum nas crianças.
  • Mantém as articulações, os tendões e as mucosas lubrificados.
  • Otimiza o processo de transporte dos nutrientes até as células.
  • A função termorreguladora é realizada de forma eficiente, com a qual os órgãos vitais ficam protegidos.

Qual quantidade de água as crianças devem tomar?

As crianças são mais suscetíveis às mudanças de temperatura. Isso porque a pele delas é mais fina e isso permite que a transpiração seja mais complexa, perdendo muito líquido ainda que não mostrem sinais de estar com sede.

Um bebê que estiver sendo amamentado terá as suas necessidades de água supridas. É preciso lembrar que o leite materno é composto de água quase em sua totalidade.

Por outro lado, a partir do primeiro ano, recomenda-se dar ao bebê suco ou produtos lácteos a cada três horas. Quando a criança já tiver completado quatro anos, deve tomar uma média de 1,5 litro de água por dia, e, por fim, dos 9 até os 13 anos, 2,4 litros diários.

Na realidade, essas médias são um padrão e são meramente orientadoras. Devemos levar em conta o tamanho e o peso da criança, assim como o seu nível de atividade e o lugar onde ela se encontra. No verão, as altas temperaturas, a umidade e um elevado nível de transpiração fazem com que a criança perca grande quantidade de líquido.

Sinais alarmantes

Os bebês e as crianças pequenas podem sofrer de desidratação quando apresentam quadros virais com diarreia e vômitos. Desse modo, temos que ficar muito atentos no caso de eles apresentarem alguns desses sintomas:

  • Se a urina ficar escura.
  • Se as fezes forem secas e duras.
  • Perda de 5% do seu peso corporal.
  • A pele adquire um tom cinzento.
  • Boca, língua, olhos e mucosas em geral estão ressecados.
  • A criança está continuamente cansada, com sinais de fadiga e esgotamento.
  • Urinam muito pouco. Os bebês devem urinar, pelo menos, a cada 3 horas.
Criança cansada olhando a chuva na janela

Se você observar alguns desses sintomas, o recomendado é visitar o pediatra e iniciar uma terapia de reposição de líquidos por meio de soros e por via oral. Além disso, também pode-se optar por receitas caseiras até que se receba assistência médica.

Recomendações para hidratar as crianças no verão

  • As roupas devem ser frescas e confortáveis. É recomendável passar protetor solar nas crianças, assim como usar toucas e chapéus.
  • Tomar água, sucos naturais e frapês.
  • Incluir na dieta de verão: melão, tomate, melancia, abobrinha, morango e abacaxi. Isso porque esses alimentos têm quase 90% da sua composição formada por água. De fato, em forma de lanche ou de sobremesa, são ideais para manter as crianças hidratadas.
  • Evitar que as crianças fiquem expostas ao sol nas horas de temperatura mais alta, assim como evitar os lugares sem ventilação.

As crianças e os idosos são os mais propensos a sofrer com as ondas de calor e as altas temperaturas no verão. Portanto, tomar algumas precauções evitará preocupações e dores de cabeça para nós.