Lesões esportivas em crianças

21 Fevereiro, 2020
As lesões esportivas em crianças geralmente são frequentes e, muitas vezes, ocorrem porque os elementos essenciais para evitá-las não são levados em consideração não são levados em consideração, tais como o uso de calçados esportivos adequados, um campo de jogo ideal ou o uso de proteção.

Quando as crianças praticam esportes, é muito normal que ocorra uma lesão, ainda mais se elas praticarem esportes com frequência. As lesões esportivas em crianças são diferentes das dos adultos porque o sistema locomotor das crianças possui certas peculiaridades, que desencadeiam lesões agudas e subagudas.

Tipos de lesões esportivas em crianças

Ao ter em casa um filho que pratica esportes constantemente, é essencial saber que tipo de lesões podem ocorrer. Entre as mais frequentes, podemos encontrar:

Lesões agudas

Entre as lesões agudas mais comuns estão as fraturas e lesões traumáticas dos tecidos moles, diretamente associadas a algum tipo de pancada que a criança possa receber durante um jogo. De acordo com a Revista Médica Clínica Las Condes, estas são algumas das lesões agudas mais frequentes:

Lesões esportivas em crianças

  • Ruptura da epitróclea.
  • Fratura do tibial anterior.
  • Fratura por avulsão da pelve.
  • Avulsão da tuberosidade anterior da tíbia.
  • Avulsão do polo inferior da patela.

Lesões por uso excessivo

Também chamada de lesão por sobrecarga, esse tipo de patologia se refere a cargas submáximas repetitivas que, se não forem tratadas a tempo, podem acabar danificando o esqueleto infantil. Esse tipo de lesão tem várias causas, dentre as quais encontramos:

  • Erros que são cometidos durante o treinamento. 
  • Calçados inadequados.
  • Alterações ortopédicas preexistentes.
  • Campo de jogo inadequado.
  • Desequilíbrio músculo-tendinoso.

Estudos sobre as lesões esportivas em crianças

Alguns esportes podem ter maior probabilidade de gerar algum tipo de lesão em crianças. Saber quais são os esportes nos quais pode haver um maior risco de lesões é essencial para que os pais possam estar atentos.

De acordo com um estudo da Revista Internacional de Medicina e Ciências da Atividade Física e do Esporte, entre os esportes nos quais as crianças têm maior probabilidade de se lesionar, encontramos:

Futebol

É um dos esportes mais praticados pelas crianças no mundo inteiro. Sendo um esporte de contato direto, é mais provável que ocorram diferentes tipos de lesões, principalmente nas pernas e nos pés. Além disso, também podem ocorrer lesões devido a um mau estado do campo de jogo, pelo tipo de calçado esportivo ou pelo mau controle da bola.

De acordo com dados coletados pela pesquisa, esse esporte é o primeiro da lista de acidentes escolares, com 41%. Nas estatísticas esportivas, o futsal também aparece como um dos esportes que mais gera lesões esportivas em crianças durante a fase escolar.

Basquete

O basquete é um esporte muito comum na infância. A incidência de lesões também é alta porque  o bom funcionamento do local de jogo e os movimentos que devem ser feitos ao praticá-lo são levados em consideração.

Nesse caso, as lesões mais comuns que podem ocorrer são entorses no tornozelo, sobrecarga, lesões nas articulações interfalângicas e metacarpofalângicas.

Lesões esportivas em crianças

Está na segunda posição entre os esportes que mais geram lesões, segundo a pesquisa, com 15%.

Outros esportes

No caso do voleibol, se a bola não for adequada, podem ocorrer lesões nos antebraços. Por outro lado, encontramos a ginástica e o judô que, embora também possam produzir lesões ao serem praticados, isso geralmente acontece com menor frequência.

Entre as porcentagens da pesquisa, encontramos que a ginástica ocupa o terceiro lugar com 15%, enquanto os outros esportes representam 9%.

Como prevenir as lesões esportivas em crianças

Muitas vezes, pode ser difícil evitar que ocorram lesões ao praticar esportes, uma vez que muitas delas são de contato direto e são necessários diversos movimentos. Mesmo assim, algumas lesões podem ocorrer por outros motivos que, por meio de algumas medidas preventivas, podemos impedir que ocorram em crianças. Vamos mencioná-las em detalhes:

  • Uso adequado de equipamentos. Em cada esporte, as bolas apropriadas, um campo de jogo ideal e elementos de proteção para o corpo devem ser usados.
  • Realizar um treinamento adequado.
  • Usar os calçados esportivos adequados. Respeitar os tamanhos e outros elementos, conforme exigido pelo campo de jogo.
  • Recomenda-se que a criança frequente uma escola de esportes para aprender a técnica e como trabalhar em equipe.
  • Se a criança apresentar uma lesão, ela deve se recuperar completamente antes de praticar esportes novamente.

É inevitável que as crianças pratiquem esportes e, de fato, isso traz muitos benefícios, em geral. O importante é que os pais sejam cautelosos e tomem as medidas necessárias para que as crianças tenham menor probabilidade de sofrer algum tipo de lesão.

  • Pérez Turpin, J. A., Cortell Tormo, J. M., Suárez Llorca, C., Andreu Cabrera, E., Chinchilla Mira, J. J., & Cejuela Anta, R. (2008). La salud en la competición deportiva escolar.
  • Guzmán, P. H. (2012). Lesiones deportivas en niños y adolescentes. Revista Médica Clínica Las Condes23(3), 267-273.
  • Fernández Fairén, M., & Busto Villarreal, J. M. (2009). Prevención de lesiones deportivas. Ortho-tips5(1), 93-105.