3 lições do livro O Monstro das Cores

Se você está procurando um livro divertido e educativo que envolva os pequenos da casa, acabou de encontrar: O Monstro das Cores.
3 lições do livro O Monstro das Cores

Última atualização: 19 março, 2022

O Monstro das Cores é um livro escrito e ilustrado por Anna Llenas. Essa obra é destinada aos pequenos da casa e nele prevalecem as ilustrações coloridas com um toque muito original. Na história, o monstro sente uma grande confusão de emoções e precisa desembaraçá-las.

As crianças se envolvem na história desde a primeira página, porque as emoções nunca foram tão visuais. Com esse livro, elas vão aprender a identificar e gerir as emoções de uma forma muito simples e divertida.

As lições de O Monstro das Cores sobre as emoções

O objetivo principal do livro é que as crianças aprendam a identificar emoções. Para elas, é mais fácil identificá-las graficamente, já que estão nos primeiros passos do processo de leitura. Por isso, a autora recorre a três meios diferentes.

Expressão facial

Ao organizar e falar de cada um de seus sentimentos, o monstro revela uma expressão diferente. Por exemplo, se está feliz, sorri, ou, se está zangado, franze a testa. Essa parte é fundamental porque as crianças não apenas aprendem como se sentem, como também se tornam capazes de reconhecer essas expressões nos outros.

Cor

Por outro lado, cada cor sempre sugere sensações diferentes. De fato, existem muitos estudos sobre a psicologia das cores. Segundo especialistas da área, tendemos a associar cores brilhantes, como o amarelo, com energia e positividade, enquanto cores escuras como o preto geralmente sugerem sentimentos negativos.

A mesma coisa acontece em O Monstro das Cores. Portanto, os jovens leitores associarão as emoções positivas e negativas que aparecem no livro de acordo com a cor do monstro.

Ensinamentos do livro O Monstro das Cores.
Fonte: http://www.globedia.com

Imagens relacionadas em O Monstro das Cores

No imaginário coletivo temos certos elementos que associamos a cada sentimento ou cor. Por exemplo, a chuva afeta nosso humor e nos faz sentir nostálgicos ou tristes. Por sua vez, também podemos associar a chuva às lágrimas que derramamos quando estamos tristes. E, finalmente, a água é frequentemente associada à cor azul.

Esse processo de relação entre elementos cotidianos, sentimentos e cores ocorre em cada página de O Monstro das Cores. Por isso, a chuva representa a tristeza do monstro, enquanto, ao contrário, os pássaros revelam sua alegria.

A gestão das emoções, uma das lições mais importantes

No entanto, O Monstro das Cores vai além e mergulha na inteligência emocional. Como dissemos, o monstro está confuso porque sente muitas emoções ao mesmo tempo. As crianças, assim como os adultos, também podem se sentir assim e não é fácil gerir essas situações.

A história mostra a elas os passos que devem seguir. Primeiro, elas precisam reconhecer que estão sentindo várias emoções ao mesmo tempo. Em seguida, precisam identificar cada uma dessas emoções. E, finalmente, devem se perguntar por que se sentem assim. Esse processo de reconhecimento, identificação, associação e raciocínio as ajudará a desenvolver sua inteligência emocional.

A importância de O Monstro das Cores

Quando as crianças são pequenas, elas expressam emoções de uma forma mais simples. Portanto, esse livro as ajuda a estabelecer uma relação direta de causa (sentimento) e efeito (manifestação). Ou seja, se estou triste, choro, mas se estou feliz, sorrio.

Ensinamentos do livro O Monstro das Cores.
Fonte: http://www.rayuelainfancia.com

Mas o que acontece à medida que crescemos? À medida que crescemos, descobrimos sentimentos novos e mais complexos, segundo um estudo publicado pela Universidade de Málaga. Se as crianças às vezes têm problemas para lidar com as emoções mais básicas, isso pode se tornar um obstáculo no futuro.

O Monstro das Cores as ajudará a expressar suas emoções e aprender a canalizá-las desde muito cedo. Além disso, incentivar esse tipo de comunicação trará muitos benefícios para todos os membros da família.

Como ler o livro para aplicar as lições apresentadas

Por que não começamos lendo em voz alta? Experimente projetar as emoções em sua voz. Mesmo que as crianças ainda não saibam ler, é muito fácil acompanhar a história com as figuras quando alguém as lê para elas. O livro é tão intuitivo que você só precisa ler algumas vezes para que os pequenos entendam o que está acontecendo em cada página. Então eles mesmos poderão recontar a história a outra pessoa.

Além disso, o livro foi impresso em vários formatos. Por exemplo, existe uma versão menor e mais manejável para crianças, ou a mais surpreendente: a versão pop-up do livro.

This might interest you...
9 livros clássicos que toda criança deveria ler
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
9 livros clássicos que toda criança deveria ler

O amor pela leitura de livros clássicos é fácil de passar para as crianças, para isso deve-se ter esse gosto e também noções para selecionar os tex...