Magnésio na dieta infantil

Você sabe quais são as funções do magnésio no organismo das crianças? Aqui vamos falar sobre elas para que você saiba por que é importante incluir esse mineral na dieta regularmente.
Magnésio na dieta infantil

Última atualização: 03 Junho, 2021

O magnésio é um mineral essencial que não pode ser sintetizado pelo corpo humano, portanto deve ser introduzido por meio da alimentação. É um elemento fundamental na dieta infantil, visto que participa de diversos processos fisiológicos relacionados a um melhor estado de saúde.

Temos que levar em conta que é fundamental garantir o oferecimento de uma dieta balanceada e variada para as crianças, a fim de evitar déficits de micronutrientes. Quando ocorrem déficits em adultos, o estado de saúde é condicionado, mas nas crianças até o desenvolvimento pode ser afetado.

A importância do magnésio no desenvolvimento ósseo das crianças

 

Criança bebendo leite.

Junto com o cálcio, o magnésio é um mineral intimamente relacionado à saúde óssea. Se houver um déficit dele nas fases de crescimento, é possível que os ossos não cresçam fortes e saudáveis, o que poderia condicionar a capacidade motora e o desenvolvimento da osteoporose a médio prazo. Isso é evidenciado por um estudo publicado no The Journal of Steroid Biochemistry and Molecular Biology.

Também é um nutriente essencial para garantir a contração muscular adequada. Além disso, intervém no processo de relaxamento. Pode até ajudar a reduzir o desconforto articular relacionado ao crescimento, como as dores nos joelhos. Contudo, não há nenhuma evidência sólida sobre isso.

Além disso, é um dos minerais envolvidos na fisiopatologia das cãibras musculares. Foi demonstrado que seu consumo reduz a incidência do problema em mulheres grávidas. Contudo, ainda não foram obtidas correlações significativas em crianças e atletas, mas especialistas afirmam que existe uma relação.

O magnésio e o sistema nervoso das crianças

O magnésio não só desempenha suas funções no nível esquelético ou muscular, como também é um micronutriente associado a uma boa saúde mental. Em primeiro lugar, ajuda a melhorar o desenvolvimento do sistema cognitivo. Ao mesmo tempo, ajuda a atingir um bom estado de relaxamento.

Foi sugerido que o consumo regular, e até a suplementação de magnésio, pode ser benéfico para melhorar o descanso e para modular os períodos de estresse, de acordo com uma pesquisa publicada na revista Nutrients. É válido destacar que os estudos realizados a esse respeito em crianças são limitados, uma vez que a maioria das revisões testa em adultos.

No entanto, é estabelecido que a fisiopatologia da alteração emocional conta com um componente idêntico em todas as fases da vida. Por esse motivo, o consumo adequado de micronutrientes é proposto como possível mecanismo de prevenção em qualquer idade.

Doses recomendadas durante a infância

É importante conhecer as doses diárias recomendadas de magnésio durante a fase infantil. Normalmente não costuma haver déficits desse nutriente, pois é bem fácil incluí-lo na dieta alimentar. Embora possam ser obtidos benefícios de sua suplementação, um especialista sempre deve ser consultado primeiro.

De acordo com as diretrizes dietéticas atuais, podem ser estabelecidas as seguintes doses diárias:

  • Até 7 meses: 30 miligramas por dia.
  • Entre 7 meses e 1 ano: 75 miligramas por dia.
  • Entre 1 e 3 anos: 65 miligramas por dia.
  • De 3 a 8 anos: 110 miligramas por dia.
  • A partir de 8 anos: 240 miligramas por dia.

 

Crianças comendo uma banana cada.

Lembre-se de que esse mineral é encontrado principalmente nos vegetais. Sua concentração é notável no espinafre e na banana, assim como em abacates e laticínios. As oleaginosas, por exemplo, podem ser uma fonte de magnésio para incluir nos lanches.

Ao propor uma dieta variada, não deve haver déficits desse minerais. No entanto, se houver suspeita de tal situação, um profissional de saúde pode ser consultado para uma avaliação nutricional.

O magnésio, um mineral importante em crianças

Como você viu, o magnésio é um mineral que tem implicações importantes na a fisiologia das crianças. Ele está intimamente relacionado ao desenvolvimento ósseo e cognitivo. A boa notícia é que é fácil satisfazer as necessidades nutricionais por meio de uma dieta variada.

Também se deve levar em consideração que se trata de um micronutriente que pode desenvolver outros efeitos positivos em termos de prevenção da prisão de ventre e do funcionamento enzimático. No entanto, existem poucas evidências científicas sobre isso.

Pode interessar a você...
6 receitas de dieta leve para crianças
Sou MamãeLeia em Sou Mamãe
6 receitas de dieta leve para crianças

A dieta leve para crianças pode ser necessária em casos de processos que afetem a saúde digestiva ou gastrointestinal. Confira aqui algumas receita...