Ninguém disse como é difícil o desmame: saiba tudo

· 29 de dezembro de 2016

O desmame do bebê é um processo delicado que deve ser feito gradualmente, com paciência e amor. É importante entender que isso não significa que é o fim do laço amoroso e íntimo que foi criado, mas o início de uma nova forma de alimentação e conexão entre mãe e filho.

Quando amamentamos nosso bebê não só o estamos alimentado, mas também hidratando e fortalecendo seu sistema imunológico que o protege de várias doenças

O contato físico que temos com nosso bebê enquanto o amamentamos fortalece os vínculos de amor entre ambos.

Meu mundo é redondo, redondo e suave como o seu mundo.

Eu o entrego para que você sonhe, lute, para que acredite.

A casa é pequena, a roupa é humilde, mas em meu leite morno lhe entrego o mundo.  

 Via Láctea

O que é o desmame?

A transição do leite materno para outros tipos de alimentação é o que conhecemos coloquialmente como “desmame”. O desmame não só consiste na substituição do leite materno por outros alimentos na dieta do bebê, mas é também um processo emocionalmente difícil, por isso devemos estar muito bem preparadas.

O início do desmame pode ser ocasionado por diversas razões:  a mãe decidiu, ou porque o bebê perdeu o interesse, ou a produção de leite materno não é suficiente, ou ainda pela suspensão de forma natural. Em qualquer dos casos, pode ser que seja um processo um pouco difícil tanto para o bebê quanto para a mãe.

Quando e como começar o desmame?

desmame-bebe-500x370

Não existe nenhum período estabelecido para realizar o desmame, contudo alguns especialistas recomendam fazê-lo progressivamente antes que o bebê cumpra seu primeiro ano de idade. 

Um método muito recomendado consiste em reduzir o tempo em que se amamenta o bebê e ir incorporando paralelamente outros tipos de alimentos. Algumas mães tem obtido bons resultados no processo de desmame adicionando alimentos durante o dia e o leite materno somente à noite.

É muito importante pedir ajuda ao pediatra para que ele nos ajude no processo de transição, com o objetivo de ir introduzindo progressivamente diferentes tipos de alimentos que garantam uma alimentação completamente balanceada ao nosso bebê.

Vantagens do desmame

O desmame apesar de se um processo complexo para a mãe e para o bebê produz uma série de benefícios emocionais e nutricionais.

Assim que nosso bebê começa a ter outras formas de alimentação, sentimos confiança para deixá-lo ao cuidado de outras pessoas. Isso é importante se você precisa voltar para o trabalho, um descanso ou realizar alguma outra atividade.

Durante o período de desmame, o bebê recebe diversos nutrientes valiosos provenientes dos novos alimentos que estão sendo incorporados. Assim, recebem a proteção para as doenças da amamentação.

Conselhos para realizar o desmame

menina-comendo-sozinha

Existem diversas formas de começar o desmame de modo respeitoso e consciente para que a criança e a mãe superem o momento de maneira menos traumática.

  • O processo deve ser flexível e jamais deve ser realizado bruscamente (de um dia para o outro). O ideal é que seja realizado durante dois ou três meses.
  • Se a mãe não realiza o desmame de maneira gradual é muito provável que ela sofra efeitos indesejáveis nos seios, como endurecimento e dor.
  • É recomendável que o desmame não seja realizado em momento de estresse, como por exemplo a volta ao trabalho ou o início da ida ao berçário do bebê.
  • Antes de amamentar o bebê a mãe pode se antecipar e oferecer outro tipo de alimento para que ele se acostume com outras formas de alimentação.
  • O bebê precisa de paciência e carinho no momento do início do desmame. Por isso, é recomendável que sejamos muito amorosas enquanto oferecemos outros alimentos.

O vínculo entre mãe e filho nunca será perdido mesmo quando você não terá mais seu filho em seu colo  dando generosamente seu peito. Cada dupla mãe-bebê é única, somente eles saberão quando e como fazer esse processo e esse é outro dos maravilhosos segredos da natureza.