9 remédios caseiros para a candidíase durante a gravidez

A candidíase pode ser comum durante a gravidez, devido ao aumento do corrimento vaginal e estrogênios circulantes. Dizemos como aliviar seu desconforto.
9 remédios caseiros para a candidíase durante a gravidez
Maria del Carmen Hernandez

Escrito e verificado por o dermatologista Maria del Carmen Hernandez.

Última atualização: 22 Dezembro, 2021

A candidíase vaginal é causada pelo crescimento excessivo de um fungo que habita essa cavidade, chamado Candida albicans. O desenvolvimento dessa condição é variável e pode causar inflamação, coceira, irritação e até a eliminação de secreções dolorosas.

A seguir, explicaremos como melhorar o desconforto dessa infecção durante a gravidez.

Receitas naturais para combater a candidíase durante a gravidez

Sempre em combinação com o tratamento farmacológico adequado, as terapias complementares podem oferecer algum alívio e ajudar a equilibrar o pH vaginal. Isso cria um ambiente saudável na área, o que é extremamente importante para a preservação do bebê.

Confira os seguintes remédios caseiros!

1. Vitamina E

De acordo com um estudo publicado em 2020 na revista Microorganisms, a vitamina E contribui para reduzir a inflamação produzida por Candida albicans.

Além disso, é um nutriente que funciona como antioxidante no organismo e que existe naturalmente em vários alimentos: espinafre, nozes, peixe, abacate, entre outros.

Vários alimentos que contêm vitamina E.

2. Óleo de tea tree

O óleo de tea tree é um dos óleos essenciais de maior destaque, pois possui propriedades antimicrobianas contra diversos tipos de germes. Além disso, favorece os processos de cicatrização e cura de feridas.

De acordo com um ensaio científico, o uso do óleo de melaleuca em unhas com fungos consegue obter a resolução total ou parcial das manifestações clínicas.

3. Probióticos

Os probióticos podem ser eficazes contra o fungo Candida albicans. Por isso, o iogurte pode ser considerado um dos probióticos por excelência, pois contém bactérias como o Lactobacillus acidophilus.

Essas bactérias são essenciais para criar um ambiente saudável na vagina. De acordo com pesquisas recentes, a ingestão desse alimento aumenta o microbioma do intestino e diminui a quantidade do fungo no corpo.

4. Mudanças na dieta

Os remédios caseiros não são apenas importantes para tratar a a candidíase durante a gravidez, pois também servem para implementar algumas mudanças na dieta. Isso ajuda a melhorar a saúde e a limitar o desenvolvimento de infecções.

Portanto, é importante reduzir o consumo dos seguintes produtos:

  • Açúcar simples e alimentos açucarados.
  • Leite.
  • Alimentos à base de fermento (arroz, massa e farinha).

Pelo contrário, o consumo de leguminosas, peixes, carnes e ovos é muito benéfico nesse sentido, por isso vale a pena reforçá-lo.

5. Roupas de algodão

A escolha da roupa íntima é importante para manter a higiene adequada da pele. Na verdade, roupas feitas de tecidos naturais, como algodão, linha ou seda tendem a irritar menos a área íntima.

Pelo contrário, os tecidos sintéticos tornam a região mais vulnerável a certas infecções locais.

Recomenda-se também a troca de roupa íntima no dia a dia, para não promover um ambiente desfavorável. O aumento do calor e da transpiração na área genital pode alterar o pH da mucosa vaginal e, assim, desregular a flora normal.

6. Enxágues com água morna

As duchas vaginais junto com os perfumes vaginais podem alterar o equilíbrio saudável e fisiológico da microbiota local. Por isso é importante evitá-los, assim como desodorantes vaginais, talcos e sprays higiênicos. Todos esses produtos geralmente contêm fragrâncias e químicos agressivos.

Os enxágues genitais apenas com água morna e sem sabão são a melhor opção. É importante lembrar que a lavagem da área íntima deve ser sempre da frente para trás, para evitar contaminação.

Após realizar essa higiene, é importante secar bem, sem atrito e com uma toalha de algodão limpa. Por fim, procure lavar as mãos para evitar infecções em outras áreas.

Você pode se interessar: Causas da candidíase no bebê

7. Vitamina C

A ingestão regular de vitamina C é um grande estimulante do sistema imunológico e também contribui para a manutenção da saúde da pele. Além disso, possui componentes antimicrobianos que limitam o crescimento de Candida albicans.

No entanto, a vitamina C ácida não deve ser aplicada diretamente no tecido vaginal sensível.

8. Uso de produtos específicos

Recomenda-se o uso de sabonetes para cuidados íntimos com pH dentro dos limites fisiológicos. Ou seja, com um nível de acidez semelhante ao da mucosa da vagina (entre 3,5 e 5,5). Essas medidas de higiene ajudam a não alterar o equilíbrio da flora bacteriana.

9. Escolha de roupas soltas

Tipos de vestidos para maternidade.

Roupas muito justas tendem a reter umidade e calor na área, o que favorece o desenvolvimento de infecções.

O uso de roupas justas, assim como de meias-calças, não é recomendado, pois diminuem o fluxo de ar e a ventilação na região genital. Também é aconselhável não usar roupa íntima durante o descanso noturno.

A candidíase durante a gravidez e a consulta médica

Em conclusão, o uso de remédios caseiros para a candidíase durante a gravidez deve ser praticado com cuidado. Embora seja considerada uma patologia leve, é necessário complementar o combate com o correto tratamento farmacológico indicado pelo médico.

Pode interessar a você...
Causas da candidíase no bebê
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
Causas da candidíase no bebê

A candidíase no bebê pode ser causada por várias razões, no entanto, em grande parte, o fungo que a produz pode ser controlado por bactérias natura...



  • Barros S, Ribeiro APD, Offenbacher S, Loewy ZG. Anti-Inflammatory Effects of Vitamin E in Response to Candida albicansMicroorganisms. 2020;8(6):804. Published 2020 May 26. doi:10.3390/microorganisms8060804
  • Buck DS, Nidorf DM, Addino JG. Comparison of two topical preparations for the treatment of onychomycosis: Melaleuca alternifolia (tea tree) oil and clotrimazole. J Fam Pract. 1994 Jun;38(6):601-5. PMID: 8195735.
  • Aguin TJ, Sobel JD. Vulvovaginal candidiasis in pregnancy. Curr Infect Dis Rep. 2015 Jun;17(6):462. doi: 10.1007/s11908-015-0462-0. PMID: 25916994.
  • Godha K, Tucker KM, Biehl C, Archer DF, Mirkin S. Human vaginal pH and microbiota: an update. Gynecol Endocrinol. 2018 Jun;34(6):451-455. doi: 10.1080/09513590.2017.1407753. Epub 2017 Dec 22. PMID: 29271266.