Os primeiros dias em casa com o bebê

14 Julho, 2018
Embora os primeiros dias em casa com o bebê sejam únicos e especiais, a experiência nem sempre é como esperada. O que devo saber para enfrentar esse momento com sucesso?

Depois de nove meses de espera você tem o seu bebê nos braços. No entanto, as dúvidas invadem a sua cabeça e trazem consigo alguns medos que essas mudanças implicam. O melhor a ser feito nesses primeiros dias em casa com o bebê é manter a calma e desfrutar deste momento único e tão especial.

Você deve ter ouvido falar que o recém-nascido só come e dorme. Esse primeiro passo para a maternidade não é fácil: você deve atender as necessidades do seu filhinho mesmo que se sinta cansada e com dores no corpo. A solução é não se desesperar e pedir ajuda para que possa usar os períodos de sono do seu filho para descansar.

Os primeiros dias em casa com seu bebê tendem a influenciar toda a família e implica uma adaptação da nova rotina. No entanto, é aconselhável enfrentar essa situação com tranquilidade e sem medos. Como são essas novas jornadas e como lidar com o novo membro da família?

Os primeiros dias em casa com o bebê: começa a adaptação

Embora os primeiros dias em casa com o bebê provoquem grande ansiedade em mamães de primeira viagem, não entre em pânico. É essencial atender ao comportamento do recém-nascido. Ele deve se adaptar à vida exterior: a oxigenação e a nutrição não chegarão mais através do cordão umbilical e a proteção do útero desaparece.

Relaxe! Além de contar com a ajuda de familiares e da equipe médica, todas as mães possuem as melhores armas para superar este momento: instinto, carinho e senso comum materno. A seguir, vamos compartilhar alguns conselhos imprescindíveis para esse momento.

A alimentação do bebê

O recém-nascido tem um estômago pequeno, portanto alimente seu filho em pequenas porções e com frequência. Muitos pedirão o peito da mamãe ou a mamadeira a cada duas ou três horas enquanto outros sentirão fome com mais frequência.

Com o bebê nos seus braços será muito fácil de perceber se ele está com fome. Ele vai começar a exprimir um resmungo que logo se transformará em gritos ou choro. Além disso, há sinais mais sutis como chupar as mãozinhas, mover a boca como se quisesse mamar ou virar a cabeça em direção ao peito.

Soluço, arrotos e vômitos

Alguns bebês precisam que os façam arrotar frequentemente, enquanto outros o fazem naturalmente e quase sem ajuda. É uma questão de avaliar o seu comportamento na hora de mamar. Se o bebê fica inquieto ou irritado, provavelmente precisará soltar esse ar.

Além disso, você não deve se assustar se o seu filho estiver com soluços ou vomitat. É completamente normal e não lhes causa qualquer tipo de incômodo. Também não se espante quando o seu pequeno regurgitar ou cuspir um pouco de leite durante ou após cada mamada.

Agora, se a criança vomitar em excesso e arquear as costas ou chorar enquanto isso (especialmente à noite), considere a possibilidade de refluxo. Isso é comum em recém-nascidos e melhora quando o bebê adquire o controle dos músculos da cabeça.

primeiros dias em casa


Vamos falar da fralda

O estado da fralda pode causar desconforto e até dermatite. Se o bebê toma leite materno, é possível que faça xixi pelo menos cinco vezes por dia. Se o alimentar com leite de fórmula, vai urinar ainda mais, chegando a molhar dez fraldas por dia.

No entanto, os recém-nascidos que recebem leite materno tendem a fazer cocô mais vezes do que aqueles que recebem fórmula. Isso acontece devido ao tempo que se leva para digerir cada tipo de leite. Portanto, fique atenta à frequência de evacuação da criança se o médico perguntar sobre isso.

As primeiras fezes do seu filho são pretas e consistentes (“mecônio”). Durante os primeiros dias, as fraldas do bebê podem apresentar um cocô esverdeado, marrom ou mostarda e granuloso se toma do peito, ou bem pastosa e de cor variável se consumir fórmula.

E sobre o choro?

Seu filho vai chorar. Isso é uma coisa impossível de evitar ou prevenir. É a sua maneira de expressar o seu desconforto ou as necessidades que não são satisfeitas. Você notará que durante os primeiros dias em casa o bebê é bastante calmo e dorminhoco.

No entanto, algumas semanas mais tarde o recém-nascido chegará a chorar uma média de duas horas por dia. A boa notícia é que com o tempo, você poderá começar a identificar as razões pelas quais o seu bebê chora.

Se você for mamãe de primeira viagem, pode verificar se o bebê chora por causa do estado da fralda, fome, cansaço ou desconforto. Se o choro não se deve a esses fatores pode ser que o bebê tenha sido exposto a estímulos excessivos.

O polêmico sono do recém-nascido

Durante os primeiros dias em casa, seu filho não vai dormir muito e vai acordar frequentemente para se alimentar. No entanto, contando todos os pequenos cochilos, o seu bebê dormirá uma média de 16 ou 18 horas por dia.

primeiros dias em casa

Seja a cadeirinha para carro, o moisés, o porta bebê ou o colo… A maioria dos bebês se sentirá mais confortável e aconchegada em lugares “pequenos” que remetem ao ventre materno. Por essa razão, os recém-nascidos gostam de ficar enrolados em cobertores e mantas que reproduzem o que foi seu ambiente natural por 9 meses, além de evitar espasmos e reflexos naturais.

O banho

Certamente já lhe falaram que a hora do banho virá quando o cordão umbilical cair. No entanto, você pode cuidar da higiene por meio de banhos de esponja nesses primeiros dias em casa. Você também pode usar lenços umedecidos para limpar as dobrinhas da pele do corpo do seu filho.

A última coisa que você deve limpar é a área da fralda, aplicando vaselina ou uma pomada que faça secar as possíveis erupções na pele e irritações (assaduras). Além disso, não se assuste se a pele estiver descamando, apresentar eritema, crosta láctea ou se o bebê estiver com a pele ressecada.

É fundamental cuidar do cordão umbilical do recém-nascido, que exige uma limpeza a cada troca de fralda. O umbigo do bebê deve ser coberto por uma gaze estéril e é preciso verificar a sua aparência para que permaneça sempre seco e limpo.

Mudanças no seu corpo

Seu corpo vai enfrentar grandes mudanças após o parto. Com a chegada do seu filho, você vai começar a produzir leite logo depois de gerar um líquido rico em anticorpos chamado “colostro”, mais amarelado que o leite materno. Você provavelmente sentirá os seus seios mais cheios, firmes e pesados.

Amamentar não significa apenas alimentar o seu filho, mas também uma forma única de se conectar com a vida que saiu de você. No entanto, nos primeiros dias em casa com o seu bebê algumas dificuldades surgirão ao dar o peito. Apesar de ser difícil, você deve fazer com que o bebê mame de ambos os seios.

Um capítulo à parte, os mamilos merecem cuidados especiais nestes primeiros dias de maternidade. A amamentação é causa de muita dor e sensibilidade na área que começa a rachar. Para aliviar essa sensação, aplique pomada de lanolina purificada ou de calêndula e aplique o seu próprio leite para umedecer os mamilos.