Como é o parto com o bebê sentado

· 29 de novembro de 2016

Dependendo do espaço intrauterino e do tamanho do bebê podem acontecer situações que impeçam a posição cefálica. Nesse post você encontrará toda informação que precisa saber sobre o parto com bebê sentado.

Cada gestação tem suas próprias particularidades, inclusive na mesma mãe que já engravidou mais de uma vez. Tudo isso se deve a diferentes fatores ou condições que influenciam e que permitem algumas variações que alteram a naturalidade do processo na hora de dar à luz.

Antes de entrar no assunto revisaremos alguns conceitos importantes que facilitarão a compreensão do tema e como devemos agir quando se verifica que o bebê está sentado, ou seja, pélvico.

O que é o parto?

Com certeza, em alguma oportunidade você deve ter ouvido falar, quando uma mulher está perto de ter seu bebê frases como: “entrou em trabalho de parto”, “a bolsa rompeu” , “está tendo contrações”, “está em trabalho de parto”, etc… Mas realmente sabemos do que se trata e o que significa o parto em si?

Segundo o Wikipedia, “o parto humano, também chamado nascimento, é a culminação da gestação humana até o período de saída do bebê do útero materno. É considerado por muitos o início da vida de uma pessoa. A idade de um indivíduo se define por esse processo em muitas culturas“.

Todas as frases que sempre ouvimos nesses momentos de sentimentos conflitantes, quando alegria, incerteza e angústia se misturam, estão associadas ao mágico momento denominado parto.

Uma mulher entra em trabalho de parto quando tem contrações uterinas regulares e frequentes. Esses movimentos do ventre materno facilitam o deslizamento do bebê até o colo do útero.

Possibilidade de parto com bebê sentado

No final da gravidez em 97% dos casos o bebê adota naturalmente a posição cefálica, enquanto que nos outros 3%, por diferentes circunstâncias o bebê geralmente fica em outro tipo de posição, tais como: transversal (quando ele está com um ombro e um braço no colo do útero) ou sentado (com o bumbum para baixo).

Dependendo de como o bebê estiver se sentindo mais cômodo na posição sentada no momento do nascimento podem ser adotadas diferentes posturas, como a seguir:

  • Posição pélvica: nesse caso, quando o obstetra realiza o toque pode alcançar no colo do útero um dos pés do bebê.
  • Completamente sentado: na maioria das vezes suas perninhas estão cruzadas pelo pouco espaço do ventre materno e no colo do útero está presente o bumbum do bebê.
  • Bumbum exposto: os pés estão muito próximos da cabeça do bebê e no nível do colo do útero. O bumbum do bebê está em primeiro plano.
Como saber se terei um parto com bebê sentado

Como saber se tenho possibilidade de ter um parto com bebê sentado?

Com os avanços tecnológicos que existem hoje em dia em matéria de obstetrícia não deveria ser uma surpresa encontrar o bebê sentado na hora do parto. É por isso que o controle de pré-natal mês a mês é fundamental, permitindo diagnosticar a tempo qualquer tipo de eventualidade, com o objetivo de tomar todas as providências prévias do caso.

Se estamos entre o quarto ou quinto mês de gestação não devemos nos preocupar se através da ultrassom ou exame abdominal se identifica que o bebê está sentado. Os bebês adotam a posição cefálica geralmente no oitavo mês, quando já estão buscando se preparar para nascer.

Quando já temos a certeza de que o bebê está sentado, o médico pode identificar em que tipo de posição exata ele está para determinar o que fazer para que seu nascimento seja o menos traumático possível e não aconteça nenhum tipo de risco.

E se estiver chegando o final da gravidez e o bebê continua sentado?

Pelo pouco de espaço intrauterino e o tamanho do bebê é pouco provável que ao final da gravidez o bebê possa se mover sozinho para a posição cefálica. É por isso que existem duas medidas para que o bebê nasça: VCE ou cesária.

VCE utilizada para parto com bebê sentado: e a sigla que significa versão cefálica externa e é um técnica ou procedimento que consiste em fazer ligeiras pressões sobre o abdômen da futura mãe para manipular o bebê com o objetivo de mudar sua posição e facilitar o nascimento vaginal.

obstetra verifica se acontecerá parto com bebê sentado

Cesárea utilizada para parto com bebê sentado: dependendo da complexidade do caso o obstetra poderá programar uma cesárea perto da 39ª semana com o objetivo de garantir a maturidade dos pulmões do bebê e e ele poder ser levado logo para casa.