Perigos do azeite de dendê para as crianças

· 7 de junho de 2017

Há alguns meses os pais estão preocupados com os efeitos nocivos do azeite de dendê. A polêmica surgiu, sobretudo, com a criação de produtos alimentícios direcionados à população infantil e inclusive pediátrica. Muitos nutricionistas desaconselham os produtos elaborados com esse óleo pela sua composição de gorduras pouco saudáveis.

Muitos pais se perguntam se seus efeitos são prejudiciais ao organismo das crianças. É realmente perigoso para as crianças? Por que é utilizado em alimentos como as papinhas ou leite infantil? Podemos escolher alimentos que contenham gorduras mais saudáveis para eles?

azeite de dendê contra indicado para crianças

O azeite de dendê

Atualmente o azeite de dendê é o mais utilizado do mundo, mais que o óleo de soja ou o de canola. É fabricado graças aos frutos da palma africana, dendezeiro. É utilizado como matéria-prima para a criação de produtos da indústria alimentícia e cosmética. É barato e potencializa o sabor. Esse azeite é encontrado em muitos alimentos como bolos industriais, batatas e aperitivos, leites infantis e papinhas.

Há alguns anos, o problema eram as gorduras hidrogenadas que se mostraram prejudiciais à saúde. Atualmente foram substituídas em muitos alimentos. Mas o problema é que seu substituto, o azeite de dendê, é rico em gorduras saturadas o que também não e uma boa opção nutricional. O azeite de dendê possui apenas 9 kcal por grama, como qualquer gordura. A diferença está na composição dos ácidos graxos, majoritariamente saturados, considerados não saudáveis.

Essa polêmica surgiu a partir de um estudo realizado pela Autoridade Europeia de Segurança Alimentar (EFSA) no qual se adverte sobre o risco de determinados processos de refinação desse tipo de gordura vegetal. O trabalho faz referência à possível presença de compostos tóxicos derivados do processo industrial do tratamento desse óleo à temperatura de mais de 200 graus e a presença de determinados aditivos contaminantes.

O azeite de dendê é muito utilizado por ser barato e versátil. Pode ser encontrado em muitos alimentos que crianças que têm uma alimentação não muito saudável consomem, como bolos industriais, cremes de chocolate, batatas fritas e todos os tipos de aperitivos, pratos pré-cozidos ou molhos.

A EFSA estabeleceu níveis de segurança para os contaminantes nos alimentos. Mas continua sendo polêmico seu uso em alimentos pediátricos como leites de fórmula ou papinhas.

azeite de dendê

O azeite de dendê na alimentação dos bebês

Os bebês com menos de seis meses podem ser expostos em excesso ao azeite de dendê se alimentam-se somente com leite infantil nos primeiros meses de vida. Vários leites artificiais procuram o perfil lipídico do leite materno.

O azeite de dendê é o que mais se assemelha tanto por sua composição, como por sua textura. Na maioria dos países a norma sobre seu uso em marcas de leite infantil já é bem definida.

Em relação às papinhas, muitos especialistas consideram que deveriam possuir mais gorduras saudáveis como óleo de oliva ou de girassol. Também é utilizado em produtos de amplo consumo por crianças como cremes de chocolate, bolachas ou comidas prontas.

Evitar o consumo

Os nutricionistas recomendam evitar seu consumo, principalmente as crianças, por ser um óleo rico em gorduras saturadas. Esses produtos não são uma boa alternativa do ponto de vista do equilíbrio nutricional.

O mais importante é especificar no rótulo a composição de cada produto, sendo mais simples identificar aqueles que contêm azeite de dendê e aqueles que não o contêm. Em muitos países já é obrigatório colocar no rótulo a composição dos alimentos. Assim, os consumidores podem escolher os produtos com gorduras mais saudáveis. As mães também podem verificar se os produtos que compram contêm gorduras pouco saudáveis.

Os especialistas não aconselham consumir muitos produtos que contenham azeite de dendê. É melhor consumir produtos feitos com azeite de oliva ou óleo de girassol. Esse óleos são mais saudáveis e benéficos à saúde.

Um conselho que todos os pais deveriam seguir sempre que comprarem comida para seus filhos. Sempre olhe os rótulos e confira o que cada produto contém. Tente fazer com que seus filhos consumam menos produtos fabricados com azeite de dendê.