O primeiro dente do meu bebê

· 27 de agosto de 2017

Seu bebê passa vários dias babando e coloca tudo na boca? Até a mãozinha? Chora por nada? Às vezes você percebe algum gemido de dor? Talvez isso esteja acontecendo por causa do nascimento do primeiro dente.

Se você olhar as gengivas do pequeno e elas estiverem avermelhadas e inflamadas, é possível que em breve tudo isso vá passar e a pontinha do seu primeiro dente apareça.

Por volta dos sete meses de idade, talvez um pouco antes, ou um pouco depois, seu filhinho vai exibir um lindo dente. Geralmente, ele aparece na parte frontal inferior da boca. À partir desse momento toda sua família vai festejar o aparecimento dessa pequena pérola que vai transformar seu bebê na sensação do momento na família.

Claro que, enquanto ele estiver passando por aqueles dias desconfortáveis que antecedem o aparecimento do dentinho você deve tomar medidas para aliviar as dores nesse momento. Esse período deve ter o acompanhamento de um odontopediatra.

Desde quando você deve ficar atenta à chegada desses dias desconfortáveis para o pequeno? Desde o nascimento. Se você estiver se perguntando por que tão cedo, devemos explicar que seu pequeno já possui todos os dentes de leite dentro das gengivas no nono mês de gestação. São como sementinhas na boca dos bebês e surpreendem algumas pessoas com seu aparecimento precoce.

Devemos estar preparadas

primeiro dente

Enquanto alguns bebês passam pelo processo de dentição sem nem perceber, outros sentem muitos desconfortos. Nesse último caso, quais são os cuidados que devemos tomar para que o pequeno sofra o menos possível com o aparecimento do primeiro dente? Algumas medidas simples:

  • Cada pessoa tem seu próprio ritmo. Assim, não se preocupe se seu bebê já nascer com um dente ou se o dentinho aparecer no quarto mês, no sétimo, ou ainda no primeiro ano de idade. Sabendo disso, todos os dias faça delicadas massagens nas gengivas com uma gaze molhada em água fervida à temperatura ambiente.
  • Se o pequeno demonstrar sentir dor, passe gelo ou algumas gotas do analgésico que você usa para baixar a febre. Também existem pomadas analgésicas e, inclusive, homeopáticas. Sempre tenha uma no kit de primeiros socorros do bebê. O primeiro dente pode aflorar quando você menos espera.
  • Em todo caso, tenha em casa um anel de dentição para que ele possa morder. Seu filho vai usá-lo com a frequência que quiser
  • Se sentir muita dor, leve-o ao odontopediatra. As gengivas doem, mas não ao extremo.
  • Se tiver diarreia e febre alta, não é por causa da dentição. Leve-o ao pediatra, ele vai saber o que fazer.
  • Deixe uma colher de chá na geladeira e coloque-a na gengiva inflamada. Exercendo pressão com suavidade, você vai ajudar o dente a rasgar a gengiva.
  • Se você não tiver o anel de dentição em casa, uma cenoura gelada e sem casca  pode ser muito boa de morder. Tenha o cuidado de cortar a extremidade, pois o bebê pode, por exemplo, tentar colocar no nariz.

O cuidado com o dente

primeiro dente

Segundo a Associação Espanhola de Pediatria, é um mito dizer que a chupeta deforma as gengivas ou prejudica os dentes de leite. Na verdade, ela pode ser usada até os três anos de idade pois acalma o choro, ajuda a conciliar o sono e reduz o estresse… Estudos recentes relacionam seu uso, particularmente durante o sono, com a diminuição do risco de morte súbita do recém-nascido. 

Por outro lado, o aleitamento materno também é muito importante. Está comprovado que os bebês que mamam terão menos problemas de má oclusão (mordida errada). A sucção do seio vai garantir o correto crescimento de todos os dentes de leite e o desenvolvimento da boca do bebê.

O fato de ainda não ter dentes não significa que a boca do seu bebê não esteja exposta ao ataque de bactérias. Por isso é aconselhável limpar as gengivas com um pano umedecido todos os dias. Uma vez que o primeiro dente já tenha aparecido, ele deve ser limpo com uma gaze úmida. Depois, ofereça água ao bebê para limpar qualquer resíduo. Se ele dorme tomando mamadeira, limpe sua boca quando acordar: os resíduos de leite contêm bactérias.

Após o aparecimento do primeiro dente (incisivo central inferior), o companheiro dele também vai aparecer. Em seguida vão aparecer os incisivos centrais superiores, depois os incisivos laterais, os caninos e, finalmente, os molares, aproximadamente 30 meses após o nascimento (alguns em menos tempo, outros em mais) quando os bebês completam 20 dentes.

Tenha em mente que o cuidado com os dentes de leite vai influenciar na saúde dos permanentes. Por isso, em um ano, quando seu filho já tiver oito dentes, comece a ensiná-lo a usar a escova de dentes e enxaguar a boca com água. Como os pequenos adoram imitar a mamãe! Você vai ver que seu bebê vai fazer bochechos como se fosse uma brincadeira!