5 maravilhas que são um privilégio exclusivo das mães

· 24 de agosto de 2017

Alguns privilégios da maternidade são completamente exclusivos. Não é uma coisa que pode ser facilmente explicada, e apenas quem vivenciou consegue entender. Felizmente a mulher tem características únicas que a levam a completar uma valiosa missão. Não se trata apenas de um momento que deixamos para trás quando termina, ser mãe é para sempre.

Se observarmos, com consciência podemos desfrutar de um processo maravilhoso em todos os sentidos. Como explicar o que se sente? Muitos momentos são únicos, especialmente quando sabemos interpretá-los e internalizá-los. Somos privilegiadas por poder gerar outro ser humano e ter uma conexão inevitável com nosso filho.

Outros privilégios têm a ver com as sensações que provocam os mais profundos sentimentos. Quem não carregou um filho na barriga não poderá entender sobre o que estamos falando. Muitas vezes são emoções impossíveis de acreditar se não as vivemos. A seguir, resumimos cinco momentos maravilhosos que apenas a mamãe tem o privilégio de viver.

Os 5 momentos mágicos da mamãe

Ouvir um coração bater dentro de você

privilégio

Um dos primeiros contatos que temos com o bebê que está na nossa barriga é ouvir seu coração. O primeiro ultrassom é o momento que nos confirma a existência de vida. É a sensação de que você nunca mais vai estar sozinha. Você não consegue enxergar bem o seu pequeno, mas pode ouvir seu coração bater muito forte. É maravilhoso! Mesmo que esse evento possa ser presenciado por qualquer pessoa, ninguém sente como a mãe o que está realmente acontecendo.

Sentir o movimento e os chutes

Em qualquer outro momento da vida ficaríamos com medo de uma sensação assim. Alguma coisa se mexendo dentro de nós – sem ser gases – seria assustador. No entanto, quando estamos grávidas é um momento mágico, sem importar a hora, ou a nossa disposição no momento.

Sentir os primeiros chutes e nos acostumarmos aos seus movimentos é um privilégio exclusivo e inexplicável. Sabemos que alguns movimentos são desconfortáveis ou provocam certa irritação, mas definitivamente são únicos. Sempre que sentir seu bebê se mexendo dentro de você saiba que é uma maneira de comunicação. Nos acostumamos a falar com ele nesses momentos, talvez eles estejam fazendo o mesmo.

A primeira vez que você toca no seu filho

Durante a gestação vamos conhecendo o nosso pequeno, inclusive já é possível ver imagens com detalhes precisos. No entanto, nada se compara à sensação de poder tocar e sentir a pele dele sobre a sua. A exclusividade desse momento reside no fato de ser um momento único. Você nunca mais vai ver seu bebê assim. Sua temperatura, o tom da pele, e o inchaço característico do recém-nascido vão mudar muito em breve.

Desfrute do prazer de sentir seu bebê sobre sua pele logo após o nascimento. Se você não pode fazer isso, quando for pegar seu bebê pela primeira vez procure não deixar ninguém segurá-lo antes de você nessa hora. Além de maravilhoso, esse momento é muito benéfico ao bebê e significa um tipo de conexão insubstituível.

Quando o bebê procura seu seio com vontade

Isso é uma coisa que todos os bebês fazem por instinto. Somente quem é mãe teve o privilégio de ver seu bebê tentar encontrar seu seio com tanta vontade.

Nesse momento você com certeza fica admirada porque ninguém o ensinou a fazer isso, é uma ação fruto do vínculo que foi criado sem que tenha sido visto. Ele pode estar com os olhos fechados, pode estar chorando ou confuso, mas consegue sentir o seu cheiro e perceber o que é importante para ele.

Sentir que o bebê está olhando para você e realmente a ama

privilégio

O que seria do seu bebê se você não estivesse ali? Ele sabe. Você é a coisa mais importante que ele tem na vida. A partir de então o laço se torna indestrutível. Não é somente uma sensação, o bebê olha para você com amor. Ele te admira, você é o mundo para ele, não apenas uma fonte de alimentação.

Já ouvimos falar que os bebês choram porque estão com saudades de suas mães e se acalmam quando sentem seu cheiro. No entanto, não basta saber de outros casos. Mas quando isso acontece conosco, entendemos tudo. Esses são momentos exclusivos que temos o privilégio de viver e pelos quais devemos nos sentir imensamente agradecidas.