A psicoprofilaxia: prepare-se para um parto tranquilo e sem dor

É possível ter um parto sem dor? Apesar que nunca será possível ser 100% sem dor, a psicoprofilaxia nos ajuda a controlar as reações do nosso corpo e a ter um parto menos sofrido.

Evidentemente, o momento de dar à luz gera angústia e causa dor na futura mamãe. A expressão “humanizar o parto” pode transmitir a ideia de suavizar as dores associadas ao dar à luz um bebê. E são várias as mulheres que se animam a ter a menor assistência médica nesse caso, algo que tem a denominação de psicoprofilaxia.

Psicoprofilaxia: um parto sem dor

Comumente, o momento do parto está associado a dor, possivelmente aumentada pela grande carga emocional que a mulher experimenta nesse momento. Se a mãe está cansada, nervosa e ansiosa, pode sentir maiores dores durante as contrações.

Sua comoção será ainda maior conforme vai chegando o momento do nascimento, o que gerará nela uma angústia que só vai passar através da dor que vai sentir.

A isso somamos a reação de medo por tudo o que possa ter escutado previamente, o que em muitos casos faz parte da cultura de nossa sociedade. Como resultado, no momento do parto a mulher estará rígida e, como os músculos estarão tensos, a situação vai provocar ainda mais dor.

Mas há como fazer diferente: existem sociedades que consideram o parto como algo sagrado e lhe outorgam um ambiente de serenidade, bastante relaxado.

Isso gera uma expectativa de satisfação para a futura mãe que permite que ela dê à luz com a maior tranquilidade possível.

Portanto, podemos afirmar que com a preparação adequada é possível conseguir um parto sem dor ou pelo menos com uma dor controlada.

indução ao parto

Como evitar as dores durante o parto?

Para que uma futura mãe chegue ao momento do parto e possa alcançar a psicoprofilaxia, deve haver uma preparação prévia de vários meses. De fato, existem cursos de psicoprofilaxia ou métodos de relaxamento.

O objetivo é preparar a futura mamãe para que ao chegar o momento tão esperado do encontro com seu bebê, ela sofra o menos possível com a dor e a angústia. Obviamente, haverá certo grau de dor que somente uma mãe conhece, porém, o objetivo é poder amenizá-la ou tratar para que a mãe não crie angústia e estresse excessivos.

A preparação para um parto sem dor pode começar entre o terceiro e quarto mês da gestação. Caso a futura mãe seja consciente das mudanças que ocorreram em seu corpo durante os passados nove meses e a razão disso, poderá ir compreendendo o que envolve o processo do parto.

Também ajudará muito a ter um parto sem dor a possibilidade de a mãe realizar algum tipo de exercício físico de relaxamento e respiração.

O que engloba a metodologia psicoprofilática?

Se você optar pelo método psicoprofilático, verá como através dele você aprenderá e conhecerá técnicas elementares sobre anatomia e fisiologia da mulher grávida e também sobre o momento do parto.

Nas reuniões, você aprenderá muita coisa sobre o parto e os sintomas associados que o precedem, tais como contrações, dilatação e expulsão.

Objetivos da metodologia psicoprofilática

Em seguida você vai aprender certas técnicas baseadas nos seguintes objetivos:

  • Conhecer os diferentes estados da respiração que serão úteis para atingir a psicoprofilaxia ou o parto sem dor.
  • Aprender a relaxar e também a controlar os músculos que terá de utilizar no momento do parto.
  • Saber fazer as pausas na respiração entre uma contração e outra.
gravidez saudavel mulher no jardim

O relaxamento, fator fundamental durante o parto

Estar completamente relaxada permitirá que você possa controlar as emoções. Para se preparar, terá de encontrar um lugar isolado de barulhos ou estar em contato com a natureza.

Para começar, pode se encostar na sua cama, sobre um colchonete ou na grama do jardim e começar a tensionar e relaxar os músculos de suas extremidades.

Antes de começar, coloque umas três almofadas de apoio. Uma embaixo da cabeça, outra da cintura e a última debaixo dos calcanhares, de maneira que seu corpo fique ligeiramente suspenso em três partes. Faça a contração e relaxe seus braços, costas, quadris, músculos e pernas.

Essa técnica permitirá controlar o sono, o que tornará seu descanso mais relaxado e tranquilo. Isso reduzirá o estresse com a proximidade da hora do parto.

Não se esqueça também dos exercícios musculares e de respiração. Eles melhoram sua elasticidade e flexibilidade da zona pélvica e darão resistência ao seu ventre.

Concluindo, se você optar por praticar a psicoprofilaxia, mudará com certeza a percepção que tem sobre o parto. E em consequência, a satisfação de receber seu bebê será ainda mais prazerosa.

Recomendados para você