O que é a pregorexia?

06 Maio, 2020
Algumas mulheres não querem engordar durante a gravidez, no entanto, a pregorexia vai muito além disso. Trata-se de um distúrbio alimentar que pode ter muitas consequências negativas para a mãe e para o bebê.

Basicamente, é um distúrbio alimentar em mulheres grávidas, que desejam manter o peso corporal que tinham antes da gravidez. Sem dúvida, é um problema grave, pois muitas delas reduzem ao máximo a ingestão de calorias enquanto aumentam a quantidade de exercícios. Vamos falar melhor sobre a pregorexia neste artigo.

Pregorexia: o que precisamos saber

Primeiramente, é interessante conhecer o porquê da palavra pregorexia. Ela vem do inglês pregnancy (gravidez) e da palavra anorexia. Assim, podemos começar a entender do que se trata esse distúrbio, que inclui dietas muito rigorosas, exercícios extremos, compulsão alimentar e uso de laxantes.

Embora a pregorexia seja mais comum em mulheres que já tinham um distúrbio alimentar antes de engravidar (incluindo bulimia ou anorexia nervosa, entre outros), a verdade é que pode ser desenvolvida por qualquer gestante sem nenhum histórico anterior.

Um fato que preocupa os médicos é que 30% das mulheres grávidas não se alimentam adequadamente durante a gravidez, mas a pregorexia vai muito além disso. Ela afeta apenas uma porcentagem muito baixa da população feminina, embora seja necessário ficar alerta e prestar atenção nesse problema.

A detecção precoce, bem como um tratamento conjunto entre obstetra e nutricionista, podem ser decisivos para evitar complicações para a saúde da mãe e do bebê.

Considera-se que uma mulher que sofre de pregorexia está passando por uma ‘gravidez de risco’. Ou seja, enquanto ela perde peso (ou não ganha peso como deveria), o feto não recebe os nutrientes necessários para se desenvolver.

A anorexia nervosa durante a gravidez está bastante relacionada ao ‘medo’ de perder a forma e engordar excessivamente enquanto espera o bebêNo entanto, em muitos casos, esse medo é infundado, uma vez que uma mulher anoréxica tem uma imagem distorcida do seu próprio corpo.

a pregorexia

Quais são os sintomas da pregorexia?

Além dessa preocupação com a aparência, os hábitos da gestante não permitem que ela ganhe peso. Isso pode ser muito perigoso, tanto para ela quanto para o filho. Algumas das características da pregorexia são as seguintes:

  • Redução ou eliminação do consumo de gorduras, lipídios e carboidratos.
  • Ganho de peso inexistente ou muito baixo (nem mesmo o saudável ou o esperado em uma mulher grávida).
  • Dieta restritiva e deficiente em vitaminas e minerais.
  • Controle constante das calorias ou quilos ganhados.
  • Preocupação excessiva com a aparência e o crescimento da barriga.
  • Intensa prática de exercício físico, a fim de perder o peso trazido pela gravidez.
  • Uso de roupas que prendem a barriga, para que ela não cresça.
  • Negação de que existe um problema real e que é preciso buscar ajuda.
  • Falta de energia por causa da dieta desequilibrada.

“Enquanto a mulher com pregorexia perde peso ou não ganha peso como deveria, o feto não recebe os nutrientes necessários para se desenvolver”.

Quais são as consequências da pregorexia?

Esse tipo de anorexia que ocorre na gravidez causa consequências terríveis, tanto para a mãe quanto para o feto, pois nenhum deles recebe a quantidade necessária de nutrientes. Para a mulher, alguns dos efeitos da pregorexia são:

  • Desnutrição.
  • Diminuição da massa muscular.
  • Alterações nos níveis de minerais, proteínas e vitaminas.
  • Desequilíbrio hídrico e diminuição do volume de líquido amniótico.
  • Descalcificação óssea.
  • Alterações enzimáticas e hormonais (além das produzidas pela gravidez).
  • Alterações de humor (irritabilidade).
  • Problemas com a regulação térmica corporal e problemas dermatológicos.
  • Após o parto, a mulher não consegue produzir leite para amamentar o bebê.

Além disso, devemos considerar as consequências para o feto quando a mãe sofre de pregorexia. Algumas delas são:

  • Problemas neurológicos devido à falta de nutrientes.
  • Possíveis malformações.
  • Atraso no crescimento.
  • Problemas cardíacos, digestivos ou respiratórios por causa do desenvolvimento incompleto.
  • Morte fetal.
  • Nascimento prematuro e baixo peso ao nascer.
  • Aumento do risco de obesidade infantil devido a problemas metabólicos.
a pregorexia

É possível tratar e evitar a pregorexia?

Como é uma doença que se desenvolve em nível psíquico e emocional, uma vez detectada a pregorexia, o tratamento deve contar com o acompanhamento de vários profissionais. O principal a intervir deve ser um terapeuta, para identificar a razão do problema. 

O obstetra e um nutricionista também podem orientar a mulher a ter hábitos mais saudáveis e a prestar atenção à própria saúde e à do bebê. E, sem dúvida, a ajuda do seu parceiro e da sua família também é essencial nesses casos.