3 razões científicas para não pular o café da manhã

Vamos mostrar as razões pelas quais não é a melhor ideia propor um protocolo de jejum intermitente para crianças e adolescentes.
3 razões científicas para não pular o café da manhã

Última atualização: 24 abril, 2022

Os protocolos de jejum intermitente ganharam popularidade nos últimos anos. Principalmente porque eles são úteis para perder peso e trazem vários benefícios à saúde. Contudo, pular o café da manhã em certas faixas etárias pode não ser a melhor coisa a fazer. Um exemplo são as crianças e adolescentes.

Antes de começar, é fundamental enfatizar que, para conseguir uma alimentação saudável, é necessário garantir que ela seja equilibrada e variada. Quanto mais alimentos diferentes aparecem no prato, menores são os riscos de apresentar déficits nutricionais que afetam a saúde das crianças. Por essa razão, não é aconselhável fazer restrições nessa fase de crescimento.

Motivos para não pular o café da manhã

Como mencionamos, pular o café da manhã em certos grupos populacionais não é a melhor opção. De fato, é aconselhável planejar uma primeira refeição completa com ingestão nutricional ideal, para que o corpo funcione de maneira eficiente ao longo do dia.

A seguir, contaremos por que não é apropriado ficar sem o café da manhã na infância.

conceito de criança de personalidade forte
A massa muscular em crianças depende de um suprimento suficiente de proteína desde os primeiros estágios de crescimento. Portanto, oportunidades para ingeri-la não devem ser ignoradas.

1. A ingestão de proteínas é colocada em risco

A maioria das dietas são caracterizadas por serem deficientes na quantidade de proteína.

De acordo com um estudo publicado nos Annals of Nutrition & Metabolism, é necessário consumir pelo menos 0,8 gramas de proteína por quilo de peso no caso de pessoas sedentárias.

Mas em crianças e adolescentes essas exigências são aumentadas, pois elas estão em pleno crescimento. Em caso de déficits, os músculos podem não se desenvolver adequadamente. Além disso, se a tendência é não atender às necessidades proteicas, retirar uma refeição da alimentação aumenta o risco de deficiências.

Por isso, não é apenas recomendado oferecer o café da manhã às crianças, como também preparar opções que incluam proteínas de alto valor biológico.

Laticínios e ovos nas primeiras horas da manhã são boas notícias.

2. O apetite pode aumentar

O jejum intermitente costuma gerar boa adesão em adultos, mas não em todos os casos. Em algumas pessoas desperta a ansiedade e o desejo de comer algum alimento doce e não saudável. Dessa forma, se no meio da manhã a criança recorrer a um alimento ultraprocessado por não ter tomado café da manhã, o efeito obtido será ainda mais negativo.

Tenha em mente que esses alimentos contêm uma quantidade significativa de ácidos graxos do tipo trans, que demonstraram aumentar os níveis de inflamação no corpo. A longo prazo, isso pode se traduzir em maior incidência de patologias crônicas e complexas, como o diabetes.

As gorduras são boas, mas quando falamos das do tipo cis, que são as que estão naturalmente presentes nos alimentos frescos.

3. As chances de desenvolver outras deficiências nutricionais aumentam

Como já dissemos, a melhor maneira de garantir que uma dieta seja saudável é alcançar a variedade ideal. Quanto menos refeições você comer ao longo do dia, menos oportunidades terá para incluir alimentos diferentes.

Isso poderia, em última análise, aumentar o risco de sofrer deficiências nutricionais que condicionam o estado de saúde da criança. Isso porque nosso corpo não produz muitos dos minerais e vitaminas que são obtidos da dieta.

Dessa forma, se as ingestões forem eliminadas, a orientação nutricional deve ser otimizada ao máximo para que não haja riscos. Pode até ser necessário recorrer a suplementos farmacológicos em determinados contextos.

No entanto, no caso de adolescentes e crianças, será mais adequado fazer um esquema de 5 refeições diárias, com a presença de alimentos bem diferentes ao longo do dia.

Claro, se você suspeitar que mesmo assim o consumo de algum elemento essencial não é adequado, o ideal é consultar um profissional de nutrição.

Mulher preparando um mingau de aveia e frutas durante o primeiro trimestre de gravidez.
Ofereça alimentos frescos e variados ao longo do dia, a fim de evitar deficiências nutricionais em seus filhos.

Pular o café da manhã em certas populações não é apropriado

Como já discutimos, pular o café da manhã na infância e adolescência pode não ser a melhor opção. Isso não significa que o protocolo de jejum intermitente não tenha muitos benefícios, mas é preciso saber em quais populações aplicá-lo. Durante a fase de crescimento, é melhor garantir 4 ou 5 refeições de qualidade por dia.

Para finalizar, tenha em mente que não só a dieta importa quando falamos de saúde. Também é fundamental considerar outros hábitos saudáveis de vida, como exercícios físicos e descanso noturno suficiente. Isso proporcionará o desenvolvimento ideal dos pequenos.

Pode interessar a você...
5 cafés da manhã saudáveis com aveia para crianças
Sou Mamãe
Leia em Sou Mamãe
5 cafés da manhã saudáveis com aveia para crianças

Para que pequenos possam sair, brincar e passear na rua com energia, prepare esses cafés da manhã saudáveis com aveia para as crianças.



  • Richter, M., Baerlocher, K., Bauer, J. M., Elmadfa, I., Heseker, H., Leschik-Bonnet, E., Stangl, G., Volkert, D., Stehle, P., & on behalf of the German Nutrition Society (DGE) (2019). Revised Reference Values for the Intake of Protein. Annals of nutrition & metabolism74(3), 242–250. https://doi.org/10.1159/000499374
  • Hirata Y. (2021). trans-Fatty Acids as an Enhancer of Inflammation and Cell Death: Molecular Basis for Their Pathological Actions. Biological & pharmaceutical bulletin44(10), 1349–1356. https://doi.org/10.1248/bpb.b21-00449