O real custo da gravidez

· 7 de março de 2017

Quando uma mulher fica grávida ela vive um momento mágico porque sabe que em pouco tempo sua vida vai mudar completamente. Nunca se sabe quando é o melhor momento para ficar grávida devido às possíveis mudanças nos âmbitos físico e pessoal. Mas, além desse fator também existem outras mudanças e um custo real que é preciso levar em consideração. Uma gravidez tem um custo, mesmo que pareça um processo natural e pronto.

A gravidez apresenta custos ocultos que você precisa conhecer. Assim, se você está grávida ou está pensando em tentar engravidar para aumentar sua família deve estar preparada para os possíveis imprevistos que se aproximam.

A licença maternidade

Nem todas as mulheres podem desfrutar de uma licença maternidade paga. Há muitas mulheres que são trabalhadoras autônomas que mesmo que estejam sem trabalhar por licença maternidade precisam continuar pagando seus impostos da mesma forma. Além disso, elas precisam contar com economias suficientes para pagar suas despesas durante os meses de licença e após o bebê chegar ao mundo. As trabalhadoras autônomas, se não trabalham, não recebem.

Possível perda de emprego e multas, um custo real

Essa é uma triste realidade. A sociedade quer que as mulheres tenham filhos, mas ao mesmo tempo as pune se estão grávidas porque deixam de ser “produtivas’. Supõe-se que a lei protege as mulheres grávidas da discriminação. Mas em muitos casos da vida real as mulheres grávidas podem perder trabalhos que são fisicamente exigentes e, inclusive, podem ser penalizadas pelo baixo rendimento.

São muitas as empresas que se negam a empregar mulheres que querem ser mães em curto prazo. Algumas empresas podem conceder licença maternidade sem pagamentos caso as mulheres fiquem grávidas ou, inclusive – e infelizmente – despedir as futuras mães.

As roupas da maternidade

A menos que você seja uma mulher de sorte que não precise comprar roupas de maternidade durante a gravidez, a realidade da grande maioria das mulheres tera que investir um pouco de dinheiro em roupas para mulheres grávidas. Mesmo que sejam poucas roupas, você vai precisar comprar algumas.

As roupas para mulheres grávidas não são baratas. Esse é outro custo real que você deve levar em consideração, pois vai precisar separar algum dinheiro para poder comprá-las. Embora, talvez, tenha a sorte de conhecer alguém que possa emprestar as roupas que usou durante os nove meses de gravidez.

Possíveis complicações

Todas nós esperamos ter uma gravidez fácil e saudável. Mas algumas vezes podem aparecer complicações que não podem ser evitadas.

Talvez sejam necessários tratamentos médicos específicos que requerem um gasto adicional por parte da família. Ou talvez você precise ficar de repouso na cama e parar de trabalhar – e parar de receber se tiver uma profissão autônoma. É necessário que antes de ficar grávida você leve em consideração esses possíveis imprevistos para evitar ser surpreendida no futuro pela falta de dinheiro.

custo real

Planos de saúde

São muitas as mulheres que podem receber assistência pelo Seguro Social caso viva no Brasil. Mas nem todas as mulheres possuem acesso a esse tipo de serviço. Inclusive, é possível que, mesmo que tenha acesso a essa oportunidade, você prefira receber uma atenção personalizada e muito mais específica.

Nesse caso, há mulheres grávidas que escolhem pagar um plano de saúde para receber acompanhamento durante toda a gravidez e poder realizar o parto em uma clínica privada, onde sabem que serão melhor atendidas.

Esses são alguns dos custos reais que você deve levar em consideração se deseja ficar ou se estiver grávida. É claro que ainda terá outros gastos adicionais em relação à criação do seu bebê, mas esse aspecto costuma ser mais evidente para a maioria das pessoas. E você, quanto dinheiro já gastou de forma inesperada em uma gravidez?