Como reconhecer crianças superdotadas?

· 22 de janeiro de 2017

É uma maravilha que as crianças tenham uma predisposição inata ao conhecimento e ao desenvolvimento de talentos. Mas como nós, pais, podemos saber quando estamos lidando com crianças superdotadas? Como reconhecê-las?

Atualmente, o conceito “superdotado” começa a ser substituído pelo de crianças com “altas capacidades”. Além de enfatizar as capacidades naturais dessas crianças, acima daquelas dos colegas, para as ciências, a matemática, as letras ou as artes, a ideia se inclina à tendência de alimentar o desenvolvimento dessas capacidades e de informar os demais.

A criança superdotada é um diamante que requer atenção, reconhecimento e amor dos pais.

Sabe-se que o sucesso nos estudos e na vida não é garantido para crianças que apresentam essa característica. Pelo contrário, há exemplos de crianças com altas capacidades que, por não receberem a orientação e a estimulação corretas, além da devida atenção para o desenvolvimento das suas potencialidades, acabaram à margem da sociedade ou não conseguiram brilhar como o esperado.

A inteligência, esse conjunto de saberes e atitudes, vai mais além das conhecidas competências matemáticas e linguísticas. Hoje em dia se fala de inteligências múltiplas, tese cunhada pelo professor da Universidade de Harvard, Howard Gardner na década de 1980.

Se você considera que seu filho possui alguma dessas capacidades e se destaca de forma excepcional nas tarefas acadêmicas, talvez tenha um filho superdotado. Entretanto, como reconhecer essas crianças? Existem características particulares, mas há uma série de aspectos que podem se destacar no comportamento delas.

 

crianças superdotadas

Como reconhecer crianças superdotadas?

Imaginação sem limites

Analisam os problemas, os olham a partir de outra perspectiva e dão soluções imaginativas e inovadoras. As crianças superdotadas possuem uma imaginação sem limites. Elas recriam os jogos dos adultos detalhadamente e também criam mundos paralelos, nos quais ficam brincando por horas.

Estudam as ciências, a astronomia e os fenômenos naturais com criatividade e sentem prazer em resolver enigmas.

Dicas: A leitura, os truques de magia, os jogos educativos de ciência e lógica são ideais para alimentar a imaginação delas. Providencie uma decoração particular, digna de um mini gênio, para o quarto delas.

Dúvida cartesiana

A dúvida precede o conhecimento e o estimula. As crianças superdotadas analisam tudo e adoram desafiar figuras de autoridade com perguntas sobre o porquê dos seus atos ou instruções. Questionam aspectos que outras crianças aceitam e sempre veem a realidade com alguma incredulidade que os permite detalhar as coisas do cotidiano com outras perspectivas. Os pais e os professores costumam ficar esgotadas.

Dicas: Não censure a atitude delas e as deixe livres para fazer as perguntas que julgam importantes. Isso as ajudará a desenvolver argumentos e comportamentos próprios para a realidade.

 

crianças superdotadas

Rapidez no aprendizado

As crianças superdotadas ficam entediadas com facilidade com tarefas repetitivas ou muito simples. Por essa razão, às vezes apresentam baixo rendimento escolar, apesar de demonstrarem interesse – quase obsessivo – em matérias complexas como história. Isso se deve ao fato de possuírem uma capacidade inata para aprender. O que para outras pessoas seria necessário horas para aprender, eles captam rapidamente e colocam em prática.

Dicas: Na disciplina ou no talento em que se destacam ofereça desafios para enfrentar. Uma criança superdotada ama os desafios e dá tudo de si para conquistar seu objetivo.

Leitores precoces

Se seu filho demonstra interesse precoce – 3 ou 4 anos – pela leitura, é possível que você esteja lidando com um pequeno gênio. Essa é uma característica que pode se aplicar a todas as crianças superdotadas. O amor pela leitura e pelas histórias de ficção são os motivos da imaginação ilimitada delas.

Dicas: Dê  livros de presente adequados à idade e que contribuam com a formação da criança. Construa junto com ela uma biblioteca em casa. Vocês podem ir juntos a feiras de livros, livrarias e conversar com o livreiro sobre as novas aquisições. Esse mundo estimulante das letras vai encher a criança de curiosidade.

Memória grande

Uma vez, conheci uma criança de apenas três anos de idade que sabia de memória as capitais do mundo. Foi incrível! Entretanto, com o tempo ela foi perdendo essa capacidade. As crianças com uma inteligência de destaque costumam ter boa memória. Entretanto, esse atributo, como todos os anteriores, deve ser exercitado e colocado em prática. Caso contrário, vai se perder com o tempo.

Dicas: Desenvolva com seu filho brincadeiras de memorização que o permita desenvolver essa habilidade.

Conselhos adicionais:

  • A criança superdotada, como qualquer criança, requer um ambiente saudável e adequado para que suas habilidades possam ser desenvolvidas sem maiores obstáculos.  
  • Lembre-se de pedir ajuda a especialistas em educação e psicologia, além de consultar grupos e pais de crianças com características parecidas.
  • Evite, ao mesmo tempo, tratar a criança de forma diferente. Saiba que as habilidades dela serão mais valiosas se forem usadas para ajudar os outros e agir com bondade e humildade.
  • A posição de “sabe-tudo” nunca é desejada.
  • Apoie e esteja atento ao bullying que a criança pode sofrer.