Como saber se meu filho é uma criança índigo?

08 Janeiro, 2017
 

É difícil afirmar se uma criança é índigo ou não, pois esse termo carece de fundamentação científica. Trata-se de um conceito que surgiu de uma argumentação psíquica que teve início no começo da década de oitenta. Acredita-se que essas crianças são produto da evolução intelectual e espiritual, refletida em padrões de comportamento diferentes do comum até esse momento.

Nem todos os pais chegam a se perguntar se seu filho é índigo, pois é uma teoria que não foi suficientemente difundida. É possível que tenhamos um filho com as características dos índigos, mas aprendemos a lidar sem que isso se transforme em um problema maior. Na verdade, não é obrigatório que tenhamos conhecimento sobre essa situação porque, mesmo sabendo ou não se nosso filho é uma criança índigo, o importante é criá-lo com amor.

Dessa forma, somente quem de alguma forma já teve contato com o termo se questiona se na sua família pode haver crianças índigos. É provável que você comece a relacionar as características desses seres com pessoas que conhecemos e, inclusive, se identifique. Atualmente o conceito não está muito difundido e, assim, algumas pessoas acabam considerando índigos aqueles que não o são.

indigo2
 

 

Como saber diferenciar uma criança índigo?

Assim, nem todas as crianças que possuem características de índigo são índigos. Muitas vezes confundimos essas características com as que são originadas na infância e no ambiente onde as crianças se desenvolvem. Entretanto, se suspeitamos que nosso filho possa ser um desses indivíduos é possível que comparando tais características possamos encontrar a resposta. As crianças índigo podem ser:

  • Intuitivas. Esse aspecto está relacionado com uma estrutura cerebral diferente, que faz a criança perceber algumas coisas que outros não percebem e estar consciente disso.
  • Manifestam claramente grande segurança de si mesmas. Geralmente, essa característica é confundida com arrogância ou ares de superioridade.
  • Apresentam um nível elevado de imaginação. Manifestam alto grau de criatividade nas coisas que fazem, por isso tarefas rotineiras permitem que suas fantasias voem  e não as deixam entediadas.
indigo3

  • Essas crianças têm dificuldade de seguir ordens ou ter afinidade com figuras de autoridade. Elas se consideram independentes em seus atos e decisões.
  • São muito inteligentes e têm habilidades para resolver problemas tecnológicos ou coisas que talvez pareçam incompreensíveis aos adultos.
 
  • Manifestam sinais característicos de crianças hiperativas como, por exemplo, dormir pouco, permanecer ativos mesmo sem descanso e, às vezes, têm acessos de choro ensurdecedor.
  • Geralmente essas crianças não gostam de ir à escola. Essa característica se relaciona com o fato de serem independentes, não serem bons em receber instruções e não gostarem de rotinas.
  • É provável que tenham dificuldades em se relacionar com a maioria de seus companheiros e com outras crianças, pois chegam a ser tão diferentes que não possuem empatia. Acredita-se que somente dois índigos podem ser grandes amigos.
  • É bastante comum que nada pareça adequado na opinião deles, pois são inconformados e caprichosos.
  • Em geral são muito francos e comumente pedem explicações extensas sobre qualquer tema a fim de compreender integralmente qualquer pedido que seja feito.
  • Alguns são rebeldes e somente se esforçam pelas coisas que lhes interessam.

Não existe um teste para diagnosticar uma criança índigo, mas isso não é uma coisa totalmente necessária, pois não se trata de uma doença ou alguma condição que requer tratamento. A única dificuldade que os pais podem ter é não saber como criá-los ou que tratamento dar a eles. Entretanto, o importante é ser tolerante e amoroso com nossos filhos, sejam índigos ou não.

É muito importante tentar alimentar seu desejo por aprender e estimular o desenvolvimento de suas habilidades, pois um tratamento inadequado pode frustrá-los. São muito sensíveis e geralmente são incompreendidos por seus pais, os quais não compartilham das suas características emocionais.